Resenha: Poison Princess - Princesa Veneno (Crônicas Arcanas, 1) - Kresley Cole

Autor: Kresley Cole
Páginas: 384
Ano: 2012
Editora: Simon & Schuster Books for Young Readers
Gênero: Fantasia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:      
Sinopse: Evie Greene, de dezesseis anos, tem alucinações terríveis prevendo o apocalipse, e o fim do mundo trouxe todos os novos tipos de poderes. Com a terra arrasada e poucos sobreviventes, Evie forma uma equipe com o bonito e perigoso Jack Deveaux numa corrida para encontrar respostas. Eles descobrem que uma antiga profecia está se cumprindo, e Evie não é a única com poderes especiais.Um grupo de adolescentes foi escolhido para reviver a batalha final entre o bem e o mal. Mas nem sempre está claro quem está em qual lado...


Resenha: Eu nunca tinha me interessado por Tarô até começar a ler este livro. Descobri que existem 22 duas cartas, dentre elas estão a Morte, o Bobo, o Caçador, os Amantes... a terrível Imperatriz. Aqui exitem 22 adolescentes, cada um representa uma carta, e cada um desempenha um papel fundamental num jogo de vida ou morte. Eles degladeiam entre si, e quem sobreviver por último vence. Bem estilo Jogos Vorazes não acham? Haaaaaa, peguei vocês, aqui há um mundo muito mais sombrio, muito mais dark e intrigante. E querem saber mais? A comparação termina por aí.

No último verão Evie se vê numa saia justa, ela que sempre teve uma vida perfeita, nunca tinha passado um estresse se quer, de repente começa a alucinar, ver coisas, ter terríveis pesadelos. E quando acha que sua mãe irá ajudá-la, a mesma a interna numa espécie de sanatório. É minha gente, a mocinha não tem vida mansa não. Mas daí quando volta pra sua cidade, é obrigada a guardar segredo do seu verão nada agradável.

Ir à escola, conviver com seus amigos e fingir que está tudo bem... Só que não está, ela continua vendo coisas, imagens de batalhas épicas, e o tempo todo sentindo como se ela fosse umas das pessoas que faziam parte dos sonhos. E não é que ela descobre que não só ela era a personagem que mais odiava, como também era a mais má, aquela que tinha sede de sangue, que atraía a presa (pessoa), só para depois assassinar, a Bruxa Vermelha, ou melhor, a Imperatriz. A carta mais odiada de todos os tempos.
"Venha, toque em mim... Mas você pagará um preço."
Para explicar melhor a lógica do jogo, vou dizer apenas que haviam deuses, e esses deram poderes as cartas (pessoas), de acordo com seus nipes. Porém esses deuses deram o fora, enjoaram do jogo, se entediaram e "esqueceram" de finalizar o jogo. Então a cada um milênio ele reinicia e tudo volta a acontecer. Apenas a carta vencedora continua viva, o que quer dizer que, se uma delas sempre ganhar, vai ter vida eterna, um imortal.

A Evie representa a Bruxa Vermelha, como ela apelidou sua antepassada, a Imperatriz. Esta sempre reencarna como uma pessoa vil, que ama derramar sangue e acumular insígnias. Pois, a cada carta que mata, o jogador que o fez ganha os poderes desta pobre infeliz. Porém, Evie não quer jogar, ela odeia ter que matar. Dessa vez a Imperatriz não quer ser uma assassina. Pois há jogadores que nem sabem que são Arcanos. E alguns que, como ela, só querem sobreviver ao mundo apocalíptico que se transformou a terra após o Flash, momento em que se iniciou o jogo. Ainda não ficou claro?
No momento em que se inicia o jogo a terra é varrida por uma claridade imensa, que varreu quase toda vida na terra. Muita informação né? Parei 😉

Evie antes de tudo isso acontecer, conhece alguns alunos novos, pessoas de uma classe social diferente da sua, mas que vão estudar na sua escola através de umas concessões que a cidade faz a alguns adolescentes. Entre eles está Jackson Deveaux, um gatinhooooo! Que de cara ganha a atenção das garotas do lugar. Mas a atenção dele vai toda pra Evie, que não deu muita bola para ele, e que apenas queria viver sem seus pesadelos.

A atração rola quase que instantaneamente entre os dois, o que os separa é apenas o namorado da Evie 😕.
"O apocalipse virou a vida de todos de cabeça para baixo, alterando as pessoas. Para sobreviver, elas tiveram que fazer várias coisas que nunca pensaram que poderiam."
Depois do Flash apenas Jack sobrevive com Evie, ele embarca numa aventura sem igual com ela. Primeiro, como ela foi uma carta muito má nas vidas passadas, todas as outras Arcanas a querem morta. Segundo, ela não sabe fazer nada, é uma moça que nunca precisou se preocupar com nada, muito menos em defender sua vida. E há a paixão entre os dois...
"[...]Evie, se você for levada de mim outra vez, é melhor saber que eu vou atras de você.[...]"
O livro é muito bom, há de tudo nele. Apocalipse, batalhas épicas, romance, rivalidade, luta pela sobrevivência... E até zumbis, kkkk.

Este é o primeiro livro da Kresley Cole que leio, e genteeee, a mulher sabe como escrever viu. Os cenários são incríveis. Os detalhes impecáveis, não pude deixar de ler nem um minuto. Fiquei presa por um dia e meio. To até sonhando com esta história na TV. Hahaha, custa nada sonhar não é?

Espero que leiam, e em breve terá resenha do segundo livro, bjs!!

17 comentários

  1. Que resenha linda mah! Mais um pra minha interminável lista de leitura! 💜

    ResponderExcluir
  2. Yoh esse eu super recomendo, ainda mais agora que já conheço detalhes do segundo!! Hahaha, se pudesse gritar, dia "Leiam todos", essas cronicas são ótimas :)

    ResponderExcluir
  3. Oie! Por enquanto não despertou meu interesse, mas por ser de um estilo que eu não estou curtindo. Seu texto me deu ideias suficientes para o dia que eu mudar de ideia. Já li elogios à autora, mas ainda não li nada dela. Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Eu não conhecia a história, e apesar de ter apresentado uma opinião bem detalhada e sincera, o livro não me interessou, então vou passar a dica.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Não conhecia o livro, mas ele não me chamou tanto a atenção... Enfim, parabéns por mais uma excelente resenha!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Marcinha
    Que bom que curtiu tanto o livro. Estou conhecendo ele hoje pela primeira vez pela sua resenha. Gosto de todos esses elementos que o livro têm, só zumbis que não sou muito fã. Gostei da dica, só não sei se leria no momento.


    Blog Livros, vamos devorá-los?

    ResponderExcluir
  7. Oi, Márcia!
    Quando eu era bem mais jovem eu até tive um pouco de conhecimento das cartas de tarô, aprendi a colocar... rsrsrs.. muito mais por modismo e pra movimentar a turma com a qual eu convivia do que por conhecimento aprofundado, depois passou... Hoje eu não saberia mais nem o nome de todas as cartas. Mas, é interessante ler sobre isso de uma forma diferente, aonde as pessoas estão atuando como cartas. Não sei se vou ler, tenho uma montanha de livros para conquistar... kkkk... Mas, está anotado! Resenha ótima! Parabéns! Abração!

    ResponderExcluir
  8. Só de ver que a mocinha tem 16 anos já sei que nem vou querer ler o livro. A capa é maravilhosa, não posso negar, mas não é leitura pra mim. Fico feliz que tenha gostado.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  9. Olá! Nossa, fiquei mais do que curiosa para ler. Amo livro de fantasia e mais ainda quando tem todos esses elementos na trama! Fui lendo sua resenha e fui ficando empolgada demais, tá anotado aqui, beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá linda,

    Primeiramente parabéns pela resenha beeem explicativa que dar os detalhes desse mundo bem complexo. Eu conheço o tarô desde muito nova, então não será nenhum problema compreender as funções e delimitações dos naipes com seus respectivos personagens e claro que quero ver como a autora se desenvolver nesse cenário surreal.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá ♥
    Como eu não conhecia esse livro meu deus?!
    Que premissa maravilhosa, já em ganhou logo de cara com a capa. Realmente quando você começou a falar eu pensei nosso o plot é igual o de JOgos Vorazes, mas na medida que fui terminando de ler sua resenha vi que é algo mais intenso que isso. Saber que tem Deuses na jogava me animou tudo. E no fim você fala que mistura várias coisas então tenho certeza que vou gostar, beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Marcinha.
    Adorei a sua resenha e fiquei interessada no livro.
    Só não sei se vou conseguir ler essa história tão cedo! Estou atolada em leituras aqui!! Rs... De qualquer forma anotei a dica!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  13. Que interessante eu não conhecia esse livro. Mãe por hora não rola de ler esse livro. Mas fiquei curiosa pela sua resenha.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oiii Marcinha, tudo bem?
    Esse é um tipo de livro bem diferente do que costumo ler e digo pra ti que até fiquei convencida com a sua resenha, gosto de capas diferentes e achei essa fofa, quem sabe futuramente eu pretenda dar uma chance.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  15. Marcinha com tantos elementos bons o livro deve prender a atenção mesmo, amei a ligação do Tarô com toda história, não conhecia o livro e já está indo para minha lista de leitura. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  16. Oie, adoro esses elementos com toque sobre natural, se é que podemos chamar assim. Eu nunca soube esse detalhe de no tarô são 22 cartas. Eu acredito que livro bom é o que empolga e entretém o leitor com qualidade e pela sua resenha é exatamente isso que esse livro proporciona.
    Amei a resenha e a dica já está anotada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Oi Marcinha...
    Menina eu não conhecia esse livro e confesso que a capa nao me chamou muito a atenção, mas quando eu vi a sua resenha fui simplesmente a loucura... Que ideia diferente e animadora a da autora!!!

    Preciso ler urgenteeeeeee

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir