Resenha: Enquanto Eu Viver (Depois de Amanhã, 1) - John Marsden

Autor: John Marsden
Páginas: 272
Ano: 2014
Editora: Fundamento
Gênero: Ficção Australiana, Literatura Infantojuvenil
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon, Walmart
Nota:   
Sinopse: Ellie Linton - 16 anos. A guerra acabou. Ellie está reaprendendo a viver em sua terra, depois de combater como corajosa guerrilheira ao lado de seus amigos Homer, Fi e Lee. Mas uma tragédia acontece e ela se vê sozinha no mundo. Não totalmente só, pois tem seu irmãozinho adotado, o órfão de guerra Gavin, para cuidar e contar como ajudante na lida da fazenda da família. Afinal, não importa quão dura e difícil seja a vida. Ela tem que continuar.
Enquanto a maioria dos adolescentes da sua idade está preocupada com provas, namoros e festas, Ellie é obrigada a se desdobrar nos papéis de estudante, fazendeira, mãe, dona de casa e administradora da dívida contraída por seu pai para tocar os negócios da família. E, quando ela pensa que as coisas vão entrar nos eixos, que sua vida finalmente vai seguir em frente... precisa encarar novas missões para libertar reféns.
Mas o pior adversário que Ellie tem que enfrentar é aquele que deveria protegê-la - o mundo adulto. Tudo o que ela quer é sua vida de volta... Será desta vez?
"Sinto que, na minha curta vida, já ultrapassei a marca dos milhões de histórias. Às vezes, tenho dificuldades de acreditar que vi e fiz tanto."
Resenha: A série Amanhã acabou e imediatamente comecei a ler a trilogia Depois de Amanhã (quer conhecer a série completa, clica aqui).

Enquanto eu Viver começa exatamente do ponto que O Outro Lado do Amanhecer parou. A guerra finalmente acabou e agora os sobreviventes precisam aprender a conviver com o que sobrou do país, de suas casas e de suas vidas. Muitos perderam parentes, muitos não têm onde morar, pois perderam suas casas.

Ellie vive com seus pais na fazenda que foi dividida para que pudessem acomodar todos que agora vivem no país, muitos perderam partes de suas terras para esse fim, adotaram Gavin e, da melhor forma possível, tentam seguir a vida!

Uma tragédia acontece e agora Ellie se vê sozinha com Gavin, tendo que administrar a fazenda, as dívidas que seu pai contraiu e ainda tentar escapar das tramoias de um advogado, que quer tirar as terras da menina, a fim de vender a troco de banana e lucrar muito com isso.

Paralelo à isso, soldados inconformados com o fim da guerra entram na cidade, matam moradores e nada acontece, sequestram, fazem aquelas maldades que já conhecemos, mas o governo, pisando em ovos e não querendo causar outra guerra, fecha os olhos para isso. Claro que surgem grupos que fazem resistência à isso e, silenciosamente, há uma guerra acontecendo nos bastidores.

Ellie e seus amigos acabam se envolvendo, claro, não poderia ser diferente né? Mas a menina não sabe ainda se quer ou não continuar brigando. Parece que no momento, tudo o que ela quer é se livrar das garras do advogado mau caráter, achar alguém que realmente seja honesto para ser seu tutor legal, terminar os estudos, e livrar a fazenda de seus pais da falência. Além de cuidar de Gavin, que as vezes se mostra mais complicado do que gerir a vida no campo.

Para quem acha que é só a guerra terminar que tudo começa a voltar ao normal, a obra mostra que não é bem assim que funcionam as coisas. Voltar a vida que se tinha antes de acontecimento tão relevantes na vida de alguém é impossível e eu achei isso muito legal, não costumamos ver o que aconteceu depois do fim de um livro e a Trilogia Depois de Amanhã traz isso de uma maneira impactante e, de certa forma, bem realista!

A capa do livro é bem bonita e coerente com o contexto, as folhas são amarelas e as letras têm um tamanho ótimo para leitura, não encontrei erros.

Recomendo, e muito, mas aviso, leia a série anterior antes para poder entender bem os acontecimentos trazidos aqui!

"Somente os humanos acreditam em erros. A natureza não tem nenhuma compreensão de erros. Se um galhos cai de uma árvore, não quer dizer que a árvore cometeu um erro. A natureza apenas se reorganiza ao redor do galho caído. assim, ele se transforma no lar de insetos que vivem no chão. As suas folhas apodrecem e deixam o solo mais rico. Se o galho cai em um riacho, ótimo, o fluxo de água agora é diferente."

5 comentários

  1. Oiii Denise, como vai querida?
    Esse parece ser um livro cheio de superações mesmo, para a personagem deve ser difícil enfrentar um mundo adulto sem ter o mínimo de noção de como é. Amei mesmo a sua resenha e a capa está bem impactante, quero ler.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Denise.
    Fiquei curiosa para saber se essa nova fase seria tão empolgante quanto a primeira e pelo visto foi, né?!
    Agora fiquei mais animada em começar a ler!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. Oi, Denise! Quem dera que tudo se resolvesse em um passe de mágica, né? Mas pela situação que você narrou, ainda vai demorar um pouco para os protagonistas terem a paz pela qual tanto lutaram. Parece bem interessante, mesmo não sendo o estilo que habitualmente prefiro ler. Vou anotar a dica!

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Eu só li o primeiro livro de "Amanhã", mas é incrível incrível incrível! Devo ter assistido o filme umas dez vezes...haha' sem brincadeiras *-* não sabia sobre essa continuação da série, mas parece tão incrível quanto. Eu dei uma pulada na sua resenha justamente por só ter lido o primeiro livro, mas deu para ver que você adorou!
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  5. Oi, Denise
    Adoro quando uma história é bem desenvolvida a ponto de passar aquela impressão de realidade. Gostei dos pontos positivos apresentados, mas mesmo assim não sei se leria a série, pelo menos não agora.
    Mas gostei muito da dica.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir