Resenha: Doce Sonho Alado - Sheila Lima Wing

Autor: Sheila Lima Wing
Páginas: 249
Ano: 2013
Editora: Clube de Autores
Gênero: Fantasia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:   
Resenha Original no Blog Delírios Literários da Snow 
Sinopse: Um crime abala a cidade de Coronel Boaventura: um corpo é encontrado na Biblioteca Municipal (que, aliás, estava trancada pelo lado de dentro), vestido com roupas elegantes e segurando um livro chamado "O Mistério do Caso Boaventura". Espalha-se pela redondeza o boato de que o livro possa estar amaldiçoado pelo fantasma do fundador da cidade.
Enquanto isso, Evangeline Maria Ayler – uma garota de onze anos – e sua amiga Hanna Auster passam a estudar num semi-internato particular, o Instituto Educacional A. W. Sigma. Ambas são garotas simples, moram numa favela, e precisam se desdobrar para se adaptar à nova vida entre os filhos da elite.
Evangeline logo descobre que há um mistério envolvido nesse convite a estudar no Instituto: o diretor Último Wing, seu tio de consideração, possui questões mal resolvidas com a mãe da garota, parece ser o tipo de sujeito no qual não se pode depositar confiança.
Durante o ano letivo Evangeline tenta resolver vários mistérios, como o caso da morte na biblioteca, um rosto que lhe espia das sombras, um garoto estranho e seu gato peludo; além de vários outros enigmas e questões comuns que fazem parte dos desafios de ser uma pré-adolescente; tudo isso com muita diversão e aventura.



Resenha:
A tensão já começa logo no prólogo do livro. Uma menina está sentada na escada da biblioteca chorando e lamentando por sua vida, por momentos ruins. Ela vai para a capela do Santíssimo, falar com o Sacerdote. Essa menina é Aurora e ela quer pedir perdão por um pecado que ela ainda nem cometeu.

No primeiro capítulo do livro, a tensão continua. O bibliotecário Leônidas Wing foi para sua amada biblioteca e no fim do corredor avistou um pé humano. Ao se aproximar, encontra um homem morto, com a cabeça apoiada na prateleira mais baixa e o mais estranho... segurava o livro "O Misterioso Caso Boaventura", ainda aberto em suas mãos.

É na cidade de Coronel Boaventura que o conceituado Instituto Educacional A. W. Sigma está. Ele é um dos melhores e mais caros colégios da cidade e é um semi-internato. Evangeline Maria Ayler foi convidada pelo diretor Último Sigma, que é o seu tio, para estudar na escola. Sua mãe, Aurora (a que eu falei anteriormente), odeia ele e sempre brigam entre si. Eles possuem questões mal resolvidas na qual a menina nunca soube. A garota não entende o porquê que seu tio lhe deu uma bolsa na escola e ainda deu uma para sua melhor amiga, Hanna. E sua mãe sempre a alerta para não confie no seu tio. Além disso, Evangeline não tem uma boa proximidade com sua irmã Genevive, que sempre vivem em guerra.

Ao chegar na escola a menina logo se aproximou de sua prima Roxane, filha de Último. Ela apresentou a escola para a garota e a apresentou para toda a turma, que a menina logo fez amizade com várias pessoas.

Quando ela e Hanna vão a biblioteca pegar os seus livros escolares, vê a biblioteca cheia de policiais e resolvem ficar escondidas, ouvindo tudo. As meninas resolvem investigar esse mistério, a do homem morto com o livro na mão, só que nada é tão fácil como elas imaginam.

Enquanto isso na delegacia, o delegado Antônio foi encontrado morto com o livro "O Misterioso Caso Boaventura" na mão. O que será que estava acontecendo? Será que o fantasma do fundador da cidade estava matando essas pessoas? Talvez fosse algo muito pior...

Gente, que livro sensacional. É tanto mistério envolvendo Evangeline, Último, Aurora, sem falar das duas mortes. Foi um livro que me prendeu do início ao fim.

Eu me apeguei a Evangeline e me senti na história junto com ela, enquanto ela vai para a escola a primeira vez, conhece seus professores, sua turma. Aurora me deixou um pouco irritada pelo fato dela não contar, de jeito nenhum o que ela e Último fizeram de tão ruim no passado para ela achar ele um homem maldoso. Eu gostei de Último, achei ele um cara legal, que deu uma oportunidade de ouro para a garota. Mas só gostei dele até ler o último capítulo do livro.

Eu comecei a ler o Doce Sonho Alado e fui me envolvendo com os mistérios. Durante a história, muitas outras situações que, assim como Evangeline, a gente não entende. Fui devorando o livro e pensando "Meu Deus, cadê a explicação para esse mistério?". Só lá para o final eu lembrei que o livro é o primeiro de uma trilogia, ou seja, muitas coisas ainda vão acontecer e já estou super curiosa para ler o próximo, até porque o final desse livro me deixou confusa e sem entender o que aconteceu.

Não podia deixar de falar de uma personagem que me tirou do sério durante toda a história... Genevive. Gente, que menina chata, mimada, invejosa, incompreensiva e tantos outros adjetivos ruins que eu nem vou falar aqui. Ainda não entendi porque ela é assim como a irmã e porque Aurora faz tudo o que ela quer.

As amigas de Evie, Kiara, Magda, Louise, Hanna, são incríveis. Dei muita risada com as quatro em diversas situações. Senti como se fossem minhas amigas também e me apeguei a cada uma delas, assim como a Evie. E não podia esquecer de Jeremy e Grégor, que são maravilhosos. Ah, não posso deixar de falar da governanta Norma, que é impossível você não dar gargalhadas com suas falas.

Sobre a escrita da autora, eu já tinha comentado ontem mais vou repetir. A Sheila escreve muito bem e seu jeito de escrever vicia. Fiquei encantada a cada parágrafo ou linha. Sem contar que a escrita te envolve. Sobre o livro eu não encontrei erros. E a capa eu achei linda.

Um ponto que foi muito positivo no livro e eu achei bem legal pela autora ter tido essa ideia, foi que em cada capítulo tem uma música como trilha sonora. Gostei bastante disso e ouvir a música lendo o livro foi uma experiência incrível.

Sim, o livro foi favoritado! Meus sinceros parabéns a escritora por ter criado um livro incrível, com tantos mistérios que prendem o leitor até a última página. Indico Doce Sonho Alado para todos vocês porque é viciante.

Nenhum comentário

Postar um comentário