Luz, Câmera, Ação! Resenha do filme Animais Fantásticos e Onde Habitam

Direção: David Yates
Roteiro: J.K. Rowling
Gênero: Aventura, Fantasia 
Origem: Estados Unidos / Reino Unido 
Duração: 140 minutos
Tipo: Longa-metragem
Ano: 2016
Nota:   
Sinopse: As aventuras do escritor Newt Scamander em uma comunidade secreta de bruxos e bruxas de Nova Iorque. Scamander cataloga 75 espécies de criaturas mágicas no livro didático que se torna um sucesso e que, 70 anos mais tarde, será utilizado por Harry Potter e seus amigos na escola de magia de Hogwarts.


Resenha: Apesar de eu não gostar de estreias, não deu para esperar e lá fomos eu, meu filho e minha mãe ao cinema no dia 17! Trio estranho né? três gerações, no cinema...hehe..só aí já dá pra ver o quanto J.K. Rowling escreve bem e tem a capacidade de encantar gerações...mas bom, vamos às minhas impressões, o que não vai ser fácil, pois eu queria contar tudo, então... para não arriscar acabar com o encanto de vocês, vou falar bem pouquinho!

A história começa com a chegada do magizoologista (Essa profissão parece que vai ter uma grande importância nesse universo)  Newt Scamander à Nova York (A cidade foi montada exatamente como em 1920, ficou perfeito), com uma mala meio esquisita, cheia de coisas esquisitas. O cara está catando e catalogando os tais animais fantásticos, e gente, adivinhem onde eles habitam???? hehe...

Ele está escrevendo um livro e lá colocando os animais catalogados, livro esse que será usado bem lá na frente por Harry Potter. E falando no bruxinho, é complicado não lembrar dele o filme todo, apesar de o filme não o mencionar, deu pra entender??? ahhhh...depois eu explico!

Já na chegada, Newt conhece o simpático padeiro Jacob, um no-maj (trouxa, não-bruxo) e o cara embarca com tudo na aventura junto com o rapaz e as bruxas irmãs Tina (Katherine Waterston) e Queenie (Alison Sudol) e a aventura começa, e eu não vou falar mais nada, porque a magia está em assistir o filme sem saber o que vai acontecer a seguir. 💗

Mas, a minha opinião eu vou dar e vamos começar falando do vilão! Eu simplesmente amei saber quem é e como nos foi apresentado! Gente, a essa altura todos sabem que Colin Farrell é Percival Graves e já de cara dá pra ver que o cara quer alguma coisa, mas calma, esperem até o final!!!!

Credence (Ezra Miller) que começou meio sem gracinha cresceu e nossa...surpreendeu! Juro que não esperava que o rapaz fosse aparecer tanto! Palmas para um personagem secundário show!

As irmãs meio malucas Tina e Queenie também não ficam para trás! Tina é toda séria e meio enxerida, no começo me irritou pois a criatura sabe ser chata, mas depois ela caiu nas minhas graças de vez! E Queenie...parecia fútil e inútil, mas logo se mostrou igualmente importante e muito interessante!!!! Jacob, no início parecia que ia destoar da trama, pow, o cara nem sabia sobre magia, mas nossa, ele foi fundamental em tudo e espero mesmo que ele retorne nos próximos filmes, e Newt??? Nossa, não sei mesmo o que falar daquela criatura, o cara mescla timidez com graça e seriedade, pontos de "patetice" e muita esperteza!!!!! Adorei o bruxo!

E, sobre o meu comentário acima "é complicado não lembrar dele (HP) o filme todo, apesar de o filme não o mencionar," agora eu explico...é um universo totalmente novo mesmo sendo completamente conhecido, dá pra entender???? temos as magias, as varinhas, os animais e referências bem sutis ao "Universo Harry Potter", mas é tudo bem diferente, a começar que o ambiente não é uma escola (Porém existe uma escola chamada de Ilvermorny), além disso os personagens são adultos, com as personalidades desenvolvidas, e como são adultos, não são proibidos da praticar magia! (Outro ponto muito importante nessa saga, ela está focada para o público mais adulto) Aparatar (desaparecer e aparecer em outro lugar) é algo comum, e o efeito visual disto ficou ótimo, aliás, que efeitos! Gente, não há o que falar sobre isso, ficou tudo muito lindo e perfeito, os efeitos visuais dão um show a parte, e uma dica, assistam em 3D se puderem, fica melhor ainda!!!!

Para um primeiro filme, que seria a introdução a esse novo mundo já bem conhecido, eu esperava personagens no mínimo mais confusos, ou sem muita explicação, mas felizmente, me enganei, a construção dos personagens foi impecável, de todos eles e a mistura de ação, aventura e comédia está na medida certa!

Preciso dizer se recomendo????? Hehe 😜

Essas são as minhas impressões e como eu disse lá no início, eu fui com minha mãe e meu filho, que é resenhista aqui, o cara é mais fã do que eu e obviamente vai deixar as impressões dele em  AZUL NEGRITO! Então...Tudo o que aparecer em negrito por aqui, é por conta e risco do Rodrigo Dimer Bordignon!!!!

Quanto eu gostei do filme? Já começo sem me estender em apresentações... Foi fantástico (sem piadas com nome do filme)... Gellert Grindelwald está no comando como bruxo das trevas naquela época, o que faz muito sentido se vocês leram a saga de livros Harry Potter vão saber do que eu estou falando, ele está buscando seguidores (o que faz lembrar muito dos Comensais da Morte em Harry Potter) e se vocês se perguntam se Grindelwald está procurando a varinha das varinhas pra se tornar o bruxo mais forte de todos a resposta é sim ele está a procura de tudo que o torne mais forte, inclusive as relíquias da morte meus amigos, tem menção sobre Dumbledore é claro, ele que por sua vez é mais novo pois deve beirar os 40 anos de idade e que talvez tenhamos uma importante participação dele nessa saga devido a luta contra Grindelwald, pois está bem claro que o vilão é ele de fato.

Eu achei bem legal a forma como eles encaixaram o mundo bruxo em meados de 1926 pois eles estão com um pensamento de raiva dos não bruxos assim como os não bruxos ainda tem raiva deles sabe? Se é que vocês me entenderam, Alem disso em (HP) vocês presenciaram uma coisa chamada Aparatar que não foi tão usado assim, nesse vocês veem os bruxos usando praticamente o tempo todo, talvez isso seja mais explicado no próximo filme.


Bom não vou contar o filme para não estragar o encanto, eu apenas falei coisas básicas para quem leu o livro vai ficar bem fácil de entender, eu achei o filme muito bom, claro que eu esperava um filme muito bom, mas superou minhas expectativas e se o padrão do filme continuar assim, e evoluir mais os personagens vai ser fenomenal. Ano que vem vou com certeza no próximo e vale a pena esperar por muito mais dessa saga, e assistam pelo amor kkkkk. (por Rodrigo)

9 comentários

  1. Apaixonada por esta resenha!! Ameeeeei 😍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem que se apaixonar pelo filme, aí sim kkkkkkkk

      Excluir
  2. Nossaaaaa, já quero assistir, apesar de não saber muito desse universo HP! AMEEEEEEEEI a resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que entender bem o universo, porque vale muito apena né...

      Excluir
  3. Ainn genteee! quero muitoooooooO!
    Doida pra ver e farei algo que normalmente não faço... pretendo ler o livro DEPOIS do filme. Já que ainda não tive a chance de comprá-lo kkkk
    Gente... me sinto adolescente de novo relembrando os momentos que marcaram minha vida com HP e poder voltar a esse mundo para mim é "literalmente mágico"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se engane que o livreto de Animais Fantásticos e Onde Habitam não é uma história do filme é apenas um catálogo dos animais dele, é bom para entender o que são os animais mas não o enredo do filme.... Mas veja o filme sim vale muito a pena.

      Excluir
  4. Leonidia Rosa Dimer19/11/2016 13:23

    Foi literalmente mágico poder entrar novamente no universo de HP , li toda a série (algumas vezes , não vou falar quantas que fica feio ) apesar da minha idade , amoooooo , assisti a todos os filmes , acho que todos , ou quase todos , na companhia do meu neto , confesso que não sei quem levava quem , e agora haver este retorno a este universo mágico é maravilhoso . Quanto à resenha , como sempre não há o que dizer , os dois foram perfeitos , falaram tudo, sem dizer nada , deixa com vontade de assistir novamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É de fato incrível voltar a ver esse mundo mágico nas telas de cinema desde o ultimo filme em 2011 a falta que fez foi grande e agora essa saga vai terminar quando eu estiver beirando meus 30 anos...

      Excluir
  5. Assisti ao filme e quando começou a tocar aquela musiquinha de HP tive vontade de chorar e gritar,mas não fiz nenhuma das duas coisas,rsrsrs.
    Adorei a resenha de vocês, e entendo exatamente a parte que lembrava HP, tinha todos os elementos lá, embora fosse diferente.Deu até vontade de assistir novamente...

    ResponderExcluir