Resenha: Capital Revelada - Atlas Moniz

Autor: Atlas Moniz
Páginas: 190
Ano: 2015
Editora: Independente
Gênero: Fantasia, horror, mistério
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Apenas com o autor.
Resenha Original do Blog Delírios Literários da Snow
Nota:    
Sinopse: O limite do vazio, emoções tomando forma. Olhos que o encaram do negrume, o espectro de um garoto há muito morto, uma realidade oculta. Para Luiz Azevedo, universitário e historiador em formação, tudo começa com uma foto velha, presumivelmente da década de 1920, de um jovem com feições do leste asiático: um rapaz que parece sair da foto para assombrar seus dias e noites, que parece segui-lo nos melhores e piores momentos.
Uma relação abusiva, uma tentativa de suicídio, um jovem socorrido em mais um de seus piores momentos. O tal Marcos Castelo Branco (ou Marcos Akiyama?), colega de faculdade de ascendência asiática, tem uma semelhança assustadora com o retratado na foto de oitenta anos antes. Quando Luiz e Marcos começam a se conhecer, quando seus destinos começam a se entremear, as grandes questões parecem uni-lo em um confronto contra o desconhecido: quem é o rapaz da foto e por que ele se parece com Marcos; por que ele insiste em observá-los de perto, das portas de seus quartos, parado e inexpressivo como uma estátua de mármore, morto há décadas?
Tudo começa e termina com uma foto.
Resenha:
Capital Revelada já começa com uma cena que deixa qualquer leitor assustado. Luiz vê um garoto todo machucado e tenta ajuda-lo chamando uma ambulância, mas o menino recusa. Logo depois, o garoto se joga do décimo segundo andar.

Nas próximas páginas, o escritor volta um pouco a cena para antes de Marcos se jogar do décimo segundo andar e nos mostra uma segunda opção para a cena anterior, no qual o garoto não se joga porque Luiz não deixa que isso aconteça.

Depois de ajudar Marcos, o protagonista leva o garoto ferido para casa e não consegue nem um obrigado. Ele tenta conversar com ele logo após, mas o menino logo corta a conversa.

Remexendo nas coisas da sua casa, Luiz descobre uma foto antiga que o impressionou. O homem da foto de oitenta anos atrás é igual ao Marcos, o garoto que ele impediu de cometer suicídio.

Uma coisa muito estranha acontece na UFRJ, universidade que Luiz estuda. Enquanto estava com sua amiga, um garoto se joga do prédio e Luiz consegue ver do telhado o fantasma do menino. Além disso, o homem da foto antiga que ele encontrou o observa toda noite.

Quem é o rapaz da foto? Por que ele observa Luiz toda noite? Por que Marcos quase sempre aparece ferido?

Capital Revelada, como eu disse anteriormente, foi um livro que me surpreendeu logo nas primeiras páginas. Fiquei impressionada e admirada pelo fato dele te mostrar duas opções ou mais do que pode acontecer. Sempre me assustava quando algo desse tipo acontecia e achei genial.

Também gostei bastante da história. Nunca tinha visto nada parecido com o mundo sobrenatural que o Atlas criou. Fiquei muito admirada e como a questão das emoções está ligada com todo esse mundo, como o escritor coloca no subtítulo.

Gostei muito do Luiz e do Marcos. Fiquei o tempo toda curiosa para descobrir qual a ligação de Marcos com o homem da foto e por que ele observava o Luiz o tempo todo. Sem contar que algo de muito esquisito estava acontecendo na UFRJ e eu fiquei bem curiosa. E claro, o relacionamento entre eles me deixava um pouco agoniada, porque queria a aproximação deles e quem sabe um futuro romance (Vou deixar vocês curiosos para saber o fim deles kk').

Capital Revelada foi um livro que me prendeu do início ao fim. São tantos mistérios que no inicio não vemos a ligação delas com os personagens e o escritor foi nos levando para esse novo mundo, de forma que não queremos desgrudar de nenhuma página. Além disso, acho que o autor soube encerrar a história de uma forma perfeita.

É uma leitura muito rápida e eu gostei bastante. O escritor escreve muito bem, deixando você com gostinho de quero mais, assim como o próprio livro e o mundo criado. Adorei as diversas opções de uma cena, que sempre me assustavam e eu sempre relia o último parágrafo para ter certeza se aquilo mesmo tinha acontecido. Sem falar que também adorei a questão das emoções que são fundamentais para esse mundo e, claro, do romance! Ah, não podia deixar de mencionar que a capa está incrível!

Recomendo a todos a leitura de Capital Revelada. É um livro que tem suspense, um pouco de terror, fantasia e, não podia faltar, romance.

Nenhum comentário

Postar um comentário