Resenha: A chave de casa – Tatiana Salem Levy

Autor: Tatiana Salem Levy
Páginas: 192
Ano: 2013
Editora: BestBolso
Adicione: Skoob
   
Sinopse: Em seu premiado romance de estreia, Tatiana Salem Levy apresenta os traços estilísticos e a originalidade literária que a consagraram como uma das mais promissoras escritoras da literatura brasileira contemporânea. A personagem-narradora, neta de judeus turcos, recebe do avô a chave da antiga casa da família, que foi deixada para trás em Esmirna, Turquia. A busca pelas raízes e pela herança familiar se desenrola no limiar entre realidade e ficção. O intenso fluxo de memórias é condensado para se transformar em uma narrativa composta por diversas vozes que se complementam. A chave de casa é uma obra que evoca a memória e os sentidos ao abordar o exílio, a dor da morte, a paixão e, sobretudo, o lugar do escritor perante a complexidade do real.

Resenha:
"Como é cruel (e bonito) que a vida continue depois de você."
Comprei esse livro por indicação. Por ser mais adulto, por ter mais assuntos adultos, enfim. Sim é tudo isso entre outras coisas.

No começo fiquei um pouco perdida por ser em primeira pessoa e pela autora alterar a pessoa e também por ter várias histórias contadas quase que simultaneamente. Foi um pouco difícil entender quais eram os assuntos e quem era a pessoa da história.

Do meio para final consegui entender quem eram os personagens e as histórias.

Não vou definir personagens, pois a autora não colocou nomes em muitos.

A narrativa do livro é excelente, raros foram os erros. As histórias são bem profundas e tocantes de diversas formas. Algumas realidades/ficção são chocantes e carregam muitos sentimentos pesados de certa forma, mas a autora é fantástica e estou doida para ler outro livro dela.

São assuntos que não são corriqueiros nos livros, mas talvez, um em especifico, poderia ter sido ou seria bom ter tratado em um único livro. Gostei, de verdade desse livro. Recomendo para quem quer um livro com assuntos diversos e mais adultos.

12 comentários

  1. Olá
    Bem interessante a premissa do livro, acho bem legal histórias ficam no limite entre real e ficção, e de pessoas vão atras de suas raizes, dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não conhecia o livro e mesmo você falando tão pouco sobre a trama em si, eu fiquei curiosa por causa da sinopse e das suas impressões da leitura.

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Embora você tenha dito que a leitura se torna um pouco confusa, acredito que deve ser bem interessante as histórias contidas no livro, além dos personagens que parecem ser bem desenvolvidos. Vou anotar a dica.

    Abraços
    oblogcaentrenos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. O problema é ser um pouco confuso, tenho que ler esse livro em um dia bem inspirado, mas pelo que você falou esse livro é bem intenso e com uma pegada bem forte.

    ResponderExcluir
  5. Oiii Raquel, como vai garota?
    Eu fiquei chocada quanto tu trouxestes a resenha dessa obra para obra, porque eu realmente não conhecia e me apaixonei, quero saber o que a personagem irá enfrentar diante da chave. O que me deixou meio desanimada para não ler, foi a autora não utilizar nomes nos personagens, em obras isso sempre me confunde e tenho que ler algumas vezes repetidas. Parabéns pela resenha e sinceridade.
    Beijinhos <3

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Nunca tinha ouvido falar no livro antes, mas confesso que primeiramente a capa chamou minha atenção. Eu leria o livro pelo fato de você dizer que as histórias são profundas e tocantes.

    ResponderExcluir
  7. Oi, achei essa capa linda e a sinopse me deixou curiosa.
    Gosto muito de livros com esta premissa, já imagino muitas dores vividas por esta família!

    ResponderExcluir
  8. OOi
    Não conhecia o livro. Confesso que não curti muio a capa, e se fosse escolher por ela não leria haha Mas a premissa do livro me agradou, alem disso gosto bastante dessa alternância de ponto de vista.

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?

    Então, mesmo após ler a sinopse e a sua resenha, fiquei bem confusa em relação ao que se trata exatamente esse livro e se eu gostaria de lê-lo.

    Por não ter despertado tanto a minha curiosidade, acho que vou passar, por enquanto, mas, ficarei de olho nele por aí. Talvez alguma outra resenha, mais pra frente, me faça querer dar uma chance.

    Beijos e até!

    www.dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  10. Olá Raquel!!!
    Assim a capa desse livro já não me chamaria atenção para lê-lo e a premissa dele me deixou confusa de seu contexto sabe??
    A sua resenha trouxe bons pontos sobre o livro, de tratar de uma temática mais adulta e de ter uma boa escrita porém dessa vez irei passar a dica.
    Parabéns pela resenha e até uma próxima o/

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Estou doida para conhecer a escrita da Tatiana Salem Levy, pois já li ótimas críticas de suas obras. Só pela sinopse já fiquei encantada pela obra, aí você diz que gostou tanto e que ler mais livros dela, só reforçou a minha vontade de conhecer o trabalho da autora. Quem sabe começo por esse, né?

    Tatiana

    ResponderExcluir
  12. Oie.

    O que me chamou mais atenção nesse livro foi os personagens, parecem ser muito bem construídos. A história em si parece mesmo meio confusa. Não sei se daria uma chance.

    ResponderExcluir