A Máscara de Prata - Magisterium, livro 04 - Cassandra Clare e Holly Black

29 de agosto de 2021

Título:
A Máscara de Prata
Autor: Cassandra Clare e Holly Black 
Páginas: 240
Ano: 2017
Editora: Galera Junior
Gênero: Fantasia, Ficção, Jovem adulto 
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: O quarto volume da série Magisterium, uma saga de cinco livros de fantasia co-escrita pelas autoras best-sellers Holly Black e Cassandra Clare. A série é uma fantasia urbana, onde um universo de magia coexiste com nosso mundo. Neste quarto livro da saga, Black e Clare nos levam para além do domínio dos vivos em uma viagem em direção aos perigos da morte. Agora Call é um dos mais temidos estudantes da história do Magisterium, conhecido como o Inimigo da Morte, o Suserano do Mal, considerado culpado pela morte de um dos seus melhores amigos e estopim de uma constante ameaça de guerra. E quando ele é libertado da prisão por aliados improváveis, interessados em seu poder sobre a magia do caos, ele se vê envolto em uma trama de mentiras e intrigas, e precisa decidir o que fazer com o próprio poder.

 



Resenha:

“- Todo mundo odeia a morte, Call. 
- Mas nem todo mundo tem que ser inimigo dela.”

Olá praticantes de Livroterapia!

Hoje trazendo a resenha do quarto livro da série de fantasia Infanto-juvenil Magisterium, A máscara de Prata foi escrita a quatro mãos pelas talentosas autoras Cassandra Clare e Holly Black, a série é publicada no Brasil pela Galera Júnior e a releitura desses livros está sendo feita para o meu projeto Fantasias para o público Infanto-juvenil.

Começo falando que como quase todas as séries infanto-juvenis longas os personagens e as situações vividas por eles vão se tornando mais maduras ao longo dos livros e a partir do terceiro livro de Magisterium eu os indico para leitura após os 14 anos.

Esta resenha faz parte de uma série e possui spoilers dos três primeiros livros, mas foram minimizados ao máximo, já temos resenhas dos livros anteriores, caso queiram conhecer um pouco da minha experiência com eles, basta clicar nas imagens abaixo:


Desde o primeiro livro de Magisterium temos uma profecia pesando sob nossos três protagonistas. 

“Um de vocês falhará. Outro irá morrer. E um já está morto."

Essa profecia me fez já ficar atenta em como Cassandra e Holly iam quebrar meu coração.

Logo descobrimos que é Callum Hunt nosso protagonista aquele que já está morto! Ou mais ou menos isso, ainda um bebê recém nascido, ele foi algo de uma magia nefasta e teve seu corpo invadido pela alma do Suserano do Mal, aquele conhecido como Inimigo da Morte que ao cair em batalha para não morrer anos atrás teve sua alma levada a viver presa dentro de Call!



Que só descobriu isso no primeiro livro da série, ao começar seus estudos de magia. E foi só o início de muitas tragédias e aventuras na vida do menino que no Magisterium além de ter que provar para si mesmo que era uma boa pessoa e não um ser maligno, precisou lutar por sua vida, esconder esse segredo de todos e tudo isso vivendo o que todo adolescente precisa viver: a vida! Formar laços com amigos, se apaixonar, etc

O que me levou a ficar ansiosa sobre quem seria dos outros dois protagonistas e melhores amigos do Call quem iria morrer e quem iria falhar e foi no final do terceiro que soubemos o desfecho dessa profecia.
E meu coração se quebrou 💔

Agora A máscara de prata se inicia seis meses após o final destruidor de A Chave de Bronze e Call se encontra preso em uma prisão mágica, acusado de ser o assassino de um dos seus melhores amigos, sem contato com ninguém que ele ame esse tempo todo. Refletindo sobre o que é poderia ter feito para salvar a vida de um dos seus melhores amigos e alguém que ele amava e queria proteger de todo o mal. Ele além da solidão se culpa muito e isso refletiu muito em sua personalidade. Ele amadureceu nesses seis meses sozinho, tratado como um mago assassino e maléfico. Acredita que até seu pai não o ama.

Sim, muito pesado esse início de livro, eu não esperava menos da Cassandra como escritora além de despedaçar meu coração e Holly também me parece bem Sombria as vezes.

Mas também são mestras em escrever personagens complexos e fantasias urbanas inteligentes. Sem contar que é uma história sobre amizade e lealdade acima de tudo!



E Call logo percebe que não vão o abandonar e nem deixar que ele fique preso ou seja mortos por magos que temem a alma do Inimigo da Morte que vive dentro dele.

Com uma trama cheia de emoções, no quarto livro vamos ver Call sendo resgatado por seus amigos, para logo depois eles serem pegos pelos verdadeiros vilões de toda a série. Mestre Joseph que foi o professor de Madden (o suserano do mal), e Alex o jovem mago que traiu Call e seus amigos no terceiro livro e querem que Call traga de volta à vida aquele que ele perdeu no final do terceiro livro. E Call, bom, como um adolescente de 14 anos devastado pela culpa e dor, passa por muitas emoções conflitantes sobre isso! Ele quer ser bom, mas quem não desejaria trazer de volta à vida alguém que perdeu?

“Talvez não fosse a coisa certa, mas, se tudo pudesse voltar a ser como antes, se [...] estivesse vivo e todos pudesse ser felizes, ele não se importaria com certo ou errado."

Aqui temos mais uma vez o talento das autoras em escrever personagens que passam por dilemas bem difíceis e agem conforme sua idade. Passam por momentos de segurança e coragem e insegurança e medo. 

Call é um protagonista que é impossível não gostar e desejar seu melhor e sucesso.

Neste livro ainda lidará com emoções típicas da idade e perceberá que está apaixonado é isso também refletirá como ele lidará com muita coisa.




Como podem ver eu evitei falar sobre quem morreu, quem falhou segundo a profecia para minimizar os spoilers, e possam curtir a história como eu curti.

É um livro curto, porém, bem escrito e com uma fluidez incrível. É o primeiro livro a se passar fora do Magisterium, mas ele surge em memórias de Call, mostrando o quão importante foi para o Makar ter ido para lá e conhecido Aaron e Tamara. 

Eu achei que apesar de ser um livro curto teve muitas explicações nele, conhecemos melhor quem são os reais inimigos da história, quem foi o Inimigo da Morte e apesar de sentir que o final foi um pouco corrido (com muita coisa sendo encerrada, explicada), sinto que encerrou uma parte da trama, e agora para o último livro prevejo uma mudança interessante na trama. Por que o final desse livro no mínimo foi impactante e bombástico!

Este livro por causa dos temas mais densos (luto, sofrimento mental e culpa) indico para maiores de 14/15 anos.

Espero que tenham gostado da indicação e até a próxima.

Ps: uma estrelinha dourada para o personagem Jasper! Que além de ser um alívio divertido na trama, mostra que amizade e lealdade são sentimentos poderosos e transformadores.

Observação: Toda vez que eu começo a falar de uma série antiga de livros que eu acabei de completar ela, vem a editora e lança um box de luxo ou edições de luxo! Vide As crônicas Vampirescas, Eragon e agora Magisterium! Que box lindo! Estou oficialmente sofrendo por esses livros nessa nova edição que amei!
Segue agora a dúvida entre ser uma pessoa econômica e ficar só com as minhas lindas edições ou ganhar esse box! Galera Record, meu aniversário tá quase aí hahahah 

9 comentários

  1. De todos os livros da série já resenhados aqui, esse com certeza é o mais denso e complexo. Os temas abordados apesar de fortes, as vezes podem fazer parte do mundo do público do livro.

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Os personagens estão passando por momentos terríveis e tem a questáo da idade também. Muita coisa acontecendo e já fiquei curiosa para saber o desfecho dessa trama juvenil táo bem elogiada mas não consigo ler a resenha sem lembrar de uma outra serie rsrs

    ResponderExcluir
  3. Isso dos box quase mata o leitor do coração rs eu te entendo, foi assim a série dos Garotos Corvos. Agora estou remoendo e o box tá lindo demais(e não tão caro) mas puxa, eu já tenho os livros rs oww dúvida cruel!
    Essas duas maravilhosas unidas nessa fantasia só fez a mim a outros leitores desejar ainda mais uma boa fantasia e olha que elas são magníficas!!!!
    Não dá para negar que tudo foi muito bem construído e mesmo sendo um universo bem intenso, tudo foi colocado só para aguçar a vontade mesmo do leitor!!!
    Com certeza, preciso e quero muito ler!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Estou tentando resistir a série Magisterium, porque parei na série Os instrumentos mortais, mas com as suas resenhas fica cada vez mais difícil rsrs
    Gosto muito da escrita das duas.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Hahaha você só atrai coisa boa hein? Vamos fazer uma listinha de livros??? Mas, brincadeiras à parte, eu tenho muita vontade de conhecer a série. Adorei acompanhar essas resenhas aqui!

    ResponderExcluir
  6. Oiii
    Olha, eu to chocada com o tamanho dessa série, eu juro que antes de começar eu achava que era um livro único hahahahha E mesmo depois que li o primeiro livro, achei que teria mais um ou no máximo dois livros.
    Achei legal que os personagens estão amadurecendo com o passar dos livros, e gostei de saber que esse livro traz temas mais sérios. Ainda não sei se vou continuar a série, mas agora fiquei com mais vontade de ler os outros livros...

    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Acho muito legal das séries juvenis, que você vai crescendo junto com os personagens. Quando você tá lendo nessa idade, fica sentindo como se eles fossem seus amigos HAHAHA
    Quantos livros tem essa série em? Parece ser grande

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Se no outro post eu fiquei toda animada, esse simplesmente me deixou chocada e com a única certeza de que esses livros não são para mim, ok, essa parte posso ter exagerado um pouquinho, mas poxa autoras, precisava mesmo disso!? O jeito agora é esperar pelo desfecho.

    ResponderExcluir
  9. Vivian!
    Tão bom ver uma série evoluir a cada livro.
    E muitos fatos e acontecimentos, dando ainda mais dinâmica ao enredo.
    Os temas são pesados mesmo, entretanto, o poder da amizade é mais forte e uma auxilia o outro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir