Nós Somos A Cidade - NK Jemisin

29 de junho de 2021

Título: 
Nós Somos A Cidade
Autor: NK Jemisin
Páginas: 410
Ano: 2021
Editora: SUMA
Gênero: Fantasia, Ficção científica
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:   
Sinopse: Em Nós somos a cidade, N. K. Jemisin – autora best-seller do New York Times e a única escritora de todos os tempos a ganhar o prêmio Hugo por três anos consecutivos – cria uma história de cultura, identidade, magia e lendas em uma Nova York contemporânea e intrinsicamente múltipla.
Toda cidade tem alma. Mas toda cidade também tem um lado obscuro. Um mal antigo espreitando sob a terra, esperando pelo momento certo para atacar. E quando Nova York desperta, corporificada na figura de um franzino garoto de rua, o ataque que se segue é brutal. O jovem, avatar da metrópole, fica em um coma mágico, e a cidade corre perigo com o mal que infesta ruas e pessoas, ameaçando destruí-la.
É então que outros cinco avatares são chamados à luta.
Em Manhattan, um jovem universitário sente o pulsar da metrópole e compreende seu poder. No Bronx, a diretora lenape de uma galeria de arte descobre estranhos grafites que a atraem de maneira irresistível. No Brooklyn, uma antiga MC que entrou para a carreira política consegue ouvir a música da cidade. No Queens, uma imigrante indiana com um visto de estudante não entende como pode se tornar parte de um lugar que mal a reconhece como cidadã. E em Staten Island, a filha oprimida de um policial violento sente o resto da cidade chamando por ela.
Enquanto isso, o avatar de Nova York dorme, esperando que seus distritos consigam se unir e expulsar de uma vez por todas o invasor monstruoso à caça deles.
"Nós somos a cidade defende com unhas e dentes as ideias de santuário, de família e de amor. É um grito de viva, uma aclamação, um chamado à luta."
– The New York Times.

Este livro foi cedido pela Editora SUMA, porém as opiniões são completamente sinceras. Não sofremos nenhum tipo de intervenção por parte da Editora. 




Resenha:

“Eu canto a Cidade.
A porra dessa cidade. De pé, no alto de um prédio onde não moro, abro os braços e contraio o diafragma, uivando coisas sem sentido na direção de um canteiro de obras que bloqueia a vista. Meu canto, na verdade, é direcionado à paisagem urbana além das obras. A cidade vai entender”

Olá a todos os praticantes da livroterapia, aqui está uma resenhista escrevendo mais uma resenha empolgada um tiquinho a mais do que o já normal...

A resenha de hoje é do super lançamento da SUMA de agosto, que nós tivemos a oportunidade de ler com alguma antecedência: Nós Somos A Cidade daquela que talvez, vocês que já me acompanham por aqui é uma das minhas autoras favoritas e de quem eu sempre tô aqui empolgada e emocionada dividindo minhas impressões de leitura: Sim! Ela mesma NK Jemisin!

E em minha defesa, eu sei que posso estar surtando um pouco, mas é totalmente justificado! NK não é somente uma das autoras americanas de maior expressão e influencia atuais, como é premiada, e não uma vez como que por engano ou sorte, e sim várias vezes, ela ganhou três vezes consecutivas o Hugo Awards, com a sua trilogia impecável: A Terra Partida.

Pausa na empolgação atual para panfletar a trilogia que TODOS devem ler e que já tem resenhas emocionadas aqui no blog, para ler basta clicar nas imagens abaixo:



Voltando ao surto atual:


Por onde começo?

Eu ainda não tive em mãos essa preciosidade, que está em pré-venda com brindes incrivéis, mas li antecipadamente a edição da SUMA, que gentilmente liberou aos parceiros, e eu amei a tradução, realente não encontrei nada que me desagrade, pelo contrário, gostei muito de como algumas partes foram traduzidas de formas muito poéticas e acertadas para o português.

A capa está belíssima combinou perfeitamente com a fantasia envolvente e impactante que Jemisin escreveu!

ADOREI

Nós Somos A Cidade é o primeiro livro da série Greats Cities, e é uma fantasia, mesclada com ficção  incrivelmente bem escrita, o que não me surpreende em nada, já que Jemisin, tem um talento incrível para tecer histórias que nos envolvem e nos conectam com os personagens e emoções.

Aqui mais uma vez ela nos apresenta uma história aos poucos, já falei disso antes, do estilo de escrita da autora, mas vou citar novamente. Jemisin, não costuma começar seus livros com longas explicações sobre o mundo e sobre o que está acontecendo. Não! Ela nos joga na história e enquanto seus personagens vão vivendo tudo, aprendendo, sentindo, nós estamos, ali, juntos a eles, vivenciando a experiência deles. Aos poucos ela vai explicando o contexto e as tramas por trás das ações dos personagens, o que os leva a agir assim, o que os molda a ser quem são. Eu particularmente adoro isso, mas para quem ainda não está começando no mundo Jemisin, o inicio pode ser um pouco confuso, contudo, tudo aos poucos se encaixa. Sua escrita sempre está evoluindo e neste livro ela apresentou várias novas faces de seu talento para escrita que me deixaram imersas em sua trama.




O livro acompanha o nascimento de uma cidade. É, é isso mesmo que vocês estão lendo. Nova York nasceu, e aqui já tem a primeira explosão de mente do livro. As cidades são mais do que meros locais físicos, elas estão vivas, elas são um espelho de cada habitante, de cada ser que nasceu, vive, e sentem que pertencem a elas! Não tenho palavras como isso me impactou, mas não falarei mais porquê... Bom, por que vocês vão ler este livro e sentir isso também!


Voltando a trama em si. Com o nascimento da Cidade, algo não aconteceu como previsto, atacada por uma entidade, ela sofreu um grande impacto na hora do seu nascimento, e para proteger esse bebê recém-nascido, 5 avatares de Nova York, despertam, com a missão de mais do que se encontrarem e batalharem contra um inimigo, mas de se unirem, que jornada a deles.

“Cada dia que passa ali, ele se sente ao contrário, de ponta-cabeça. Um lar não é onde o coração está; é onde o vento é familiar.”

Isso nos leva a outra beleza da escrita da Jemisin, suas histórias falam profundamente sobre racismo, e ela ergue sua voz em criticas sociais que são verdadeiros socos no estomago e tiro nas têmporas. Porém, mais do que isso, ela cria histórias de amor, lealdade e conexões profundas, de uma forma que é impossível, não se conectar com seus personagens. E estes são complexos, os protagonistas independentes de serem taxados como vilões ou mocinhos, são nos apresentados de uma forma pura e cruel. Não existem pessoas perfeitas, não existem heróis imaculados, existem pessoas normais, como eu e vocês, que se erguem contra o mal e fazem o melhor. De tal forma que, mesmo você não gostando de um personagem por falhas ou defeitos, você não consegue deixar de ver a fagulha que o torna especial. Os que estão no lado “do mal”, você está ali apontando o dedo para cada ato cruel deles e mesmo assim, não consegui deixar de pensar: que personagem interessante (gostar não gostei, porque bem eu não sou neutra!)

“- Pois venha, Cidade Que Nunca Dorme. Deixe-me mostrar a vocês o que espreita nos espaços vazios onde pesadelos não ousam pisar...”

Bom, podem ver que não estou falando muito do livro em si, acho que ele deve ser lido com o mínimo de spoilers possíveis, e só a sinopse já entrega muito do livro, nós temos uma historia bem escrita, uma fantasia que tem leves toque de horror cósmico (Sim, isso mesmo... Cósmico! NK Jemisin, se supera sempre!), o toque fantástico que ela criou e a mitologia desse livro é riquíssima, temos personagens carismáticos, complexos e nem todos perfeitos ou legais, contudo se unem em uma jornada de aceitação de diferenças, forjando elos que vão além de qualquer separação que a sociedade impõem aos seres humanos os rotulando por cor, raça, credo, sexualidade. NK entrega mais um livro repleto de criticas sociais, contundentes, que expõem o pior da humanidade, ao mesmo tempo que mostra o quão podemos sermos melhores e quão pessoas incríveis existem e que juntas elas podem iluminar o mundo e o mudar.

“Você não precisa acreditar em algo para que isso possa foder com a sua vida.”

Para quem busca um livro que possui uma REAL REPRESENTATIVIDADE aqui está ele! PERSONAGENS PRINCIPAIS dentro de diversas etnias e alguns são LGBTQIA+

Recomendo demais esse livro para quem gosta de uma fantasia bem escrita, com toques de surrealismo, horror, drama, suspense e bem uma história que fala sobre amor, lealdade, sobre respeito e enfrentar seus medos para ser a melhor versão de si mesmo e ser uma pessoa que defende quem você é... Nós Somos A Cidade. E é apenas o começo de uma grande série!

13 comentários

  1. Vivian do céu!!!! Quanta empolgação! Quanto entusiasmo!
    Por aqui tentando captar tudo o que essa história eletrizante tem a oferecer

    ResponderExcluir
  2. O mês de Junho é marcado por essa luta por igualdade que espero eu, perdure por todos os meses e dias do ano. Uma luta a favor do respeito e um brinde ao amor, sempre!
    Nada mais gostoso que chegar em uma resenha assim, com tanta vida, com tanta empolgação, de um livro que a gente nem havia sonhado em ver falar e sair dela, com o coração querendo vibrar com a vida dessa cidade!
    Já preciso dessa fantasia com pitadinhas de terror, cósmico rs e sim, muita representatividade!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Olá Vivian
    Que resenha apaixonante !!da para sentir o surto !!!
    Dias atrás estava relendo a outra serie dessa autora que você táo bem resenhou e foi justamente esse seu encanto pela escrita dela que me fez querer a trilogia .só não i fiz ainda porque ainda náo comprei os livros. Os preços não ajudam rsrs.

    ResponderExcluir
  4. Olá Vivian!
    Socorro! Se só a resenha já foi de tirar o fôlego, imagina o livro? Eu acompanhei aqui as resenhas da outra trilogia de Jemisin e desde então estou LOUCO para conhecer a escrita da autora, ainda mais considerando toda essa aclamação.
    E mais uma vez N. K. parece estar pronta para ganhar todos os prêmios da literatura com essa nova série, que aparenta ser muito original. Gostei desse conceito de criação de cidades, sem contar que representatividade é algo sempre bem vindo em qualquer livro.
    Essa edição da Suma está impecável, e espero que os próximos livros cheguem logo por aqui.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Nossa a sinopse já deixa a pessoa doida para ler tá muito chamativa, ai vem esse resenha que é capaz da pessoa se apaixonar pela autora antes mesmo de ler algo dela KKKLKKK. Quero muito ler a a um tempo trilogia a terra partida e agora vai ganhar uma adaptação então estou maiss animada ainda para essa leituraaaa

    ResponderExcluir
  6. Olá! Ahhh que foi impossível não surtar (mesmo que um pouquinho) junto com você! Só de ler a resenha deu para sentir toda a empolgação e o quanto essa é mais uma leitura incrível. Já tinha me rendido ao outro trabalho da autora e pelo jeito com esse não vai ser diferente, achei o enredo bem interessante e diferente e sabendo que temos muita representatividade me deixa ainda mais feliz em iniciar a leitura.

    ResponderExcluir
  7. Olá Vivian!
    Que resenha animada! Apesar de não curtir muito ser jogada na trama e ficar meio no escuro, achei interessante o universo criado pela autora, a forma como ela escreve personagens reais, sem apelar para rótulos. Já estou ansiosa para conhecer a escrita de N.K. Jemisin.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu sempre leio as sinopses, se não me chama muito a atenção, nem começo. Esse livro me fez ter vontade de ler só olhando a sinopse, que legal! É muito instigante. Eu adorei sua animação, influencia a gente ainda mais. Gosto do gênero, então mais uma dica anotada!

    ResponderExcluir
  9. Bem Vivian!
    Por sua resenha inflamada e apaixonada, dá sentir o quanto ama a autora e os enredos que ela cria e aqui, ainda inovou, perfeito.
    Nunca li nada da autora, entretanto, pude ver tudo que gosto em um livro e toda representatividade que ele traz, o torna ainda mais atrativo para leitura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  10. Oii,
    Nossa, que livro massa!
    Amo fantasia, então já sei que vou amar. E tendo tanta representatividade assim, mais assuntos importantes, parece ser muito bom e impactante mesmo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Não conhecia a autora, nem esse lançamento, mas como uma boa amante de fantasia, já quero muito ler!!!
    Confesso que não me animei muito pela capa, mas ainda bem que li a resenha junto KKKKKKK

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Oiii
    Eu nunca li nada da autora, nem conhecia essa outra trilogia (que até fiquei com vontade de ler depois de tantos elogios kkkk)
    Mas esse livro realmente parece muito interessante! O enredo dele é bem legal, e adorei que o personagens são bem reais, com defeitos e tudo. E gostei de saber que o livro tem bastante representatividade. Já estou ansiosa pelo lançamento!

    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  13. Eu não conhecia a autora e nem essa outra série, mas parece ser muito boa e esse novo também
    Achei diferente e bem interessante, com certeza já quero ler@

    ResponderExcluir