Perdida - Um amor que ultrapassa as barreiras do tempo - Perdida, 1 - Carina Rissi

1 de agosto de 2020

Título: Perdida - Um amor que ultrapassa as barreiras do tempo - Perdida, 1
Autor: Carina Rissi
Páginas: 364
Ano: 2013
Editora: Verus
Gênero: Romance de Época, Chick-lit
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon | Box com todos os livros
Nota:  
Sinopse: Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam. Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos... 


Resenha:


 "Contos de fadas podem se tornar realidade, Sofia. Basta que a Princesa não lute contra a própria felicidade."

Ah, preciso contar uma coisa para vocês, estou meio que relendo essa série e refazendo todas as resenhas, mas o motivo, vocês não acreditam! Eu a "li" anos atrás, acho que em 2016, só que eu não li propriamente, eu escutei em áudio book e vou dizer, apesar de ter gostado na época, agora ao ler de verdade, percebi quanta coisa eu deixei passar por estar escutando e não lendo! Não sei se é com todos ou só comigo, já que não tenho paciência de colocar os fones no ouvido e ficar olhando para o teto apenas e escutando, acabo fazendo outras coisas ao mesmo tempo, tricô ou crochê e até a TV são meus alvos favoritos...o fato é que a leitura me agradou muito, muito mais do que apenas escutar. Minha percepção é bem diferente!


E porque estou relendo? É uma das nossas próximas Leituras coletivas! A propósito, se você tiver os 5 livros, ou ebooks, e quiser participar é só sinalizar nos comentários! Eu e a Viv somos meio descontroladas e acabamos começando antes mesmo de chamar mais alguém.

Enfim...alface...nunca mais!!!! O problema é que se eu contar o motivo, vou tirar muito da graça da leitura então...só lendo mesmo!!!

Vamos conhecer um pouco da história: Sofia é uma mulher de 24 anos que depende completamente da tecnologia, ela não vive sem seu celular ou sem seu computador. Este último, quando tem um problema e ela tem que usar uma máquina de escrever...Jesus que tortura!!!! São trechos muito divertidos da leitura, que eu amei! Ela odeia seu emprego, odeia seu chefe e deixa claro que está ali só para pagar as contas! Namorado??? Nem pensar! Então uma noite sua amiga a convence a sair com ela e o namorado e depois de exagerar um pouquinho na bebida, acidentalmente ela derruba o celular no vaso, o que a leva a uma aventura inimaginável quando, no dia seguinte ela sai para comprar outro aparelho.

Uma misteriosa vendedora lhe oferece um aparelho que...Não funciona! Ou melhor, funciona de maneira muito, muito diferente. A leva para outra época! Mas obviamente ela não percebe isso enquanto a vendedora não quer que ela perceba.

"você não está perdida. Está exatamente onde deveria estar."

Imagine uma mulher de 24 anos usando saia curta, tênis e uma blusa justinha "cair" no século dezenove? E imagine o homem mais educado, conservador e puritano da época encontrando-a nesses trajes? Imaginou? Pois a autora coloca isso tudo de forma tão leve e divertida que é impossível não se apaixonar pelo Ian logo de cara!

Sofia se vê perdida em uma época completamente diferente, com hábitos e pessoas que não são nem de longe parecidos com o que ela conhece, com palavras e comportamentos antes impensáveis para ela, sem ter a menor ideia de porque ela foi parar lá e muito menos como voltar pra casa.

“Tenho esperanças de que você encontre o cara certo um dia desses, sabia? Já está na hora de viver uma história de amor de verdade e esquecer as dos livros. Acho que vai ser divertido ver como você vai se sair quando se apaixonar pela primeira vez.”

Ela não entende, muito menos se conforma com sua sorte e passa a tentar descobrir como voltar para sua casa, ou melhor, sua época. sempre com a ajuda do querido Ian. Eles desenvolvem um relacionamento fácil, de cumplicidade e amizade, sem perceber que estão se apaixonando. Ian é educado, amável, respeitador e extremamente ingênuo, o que faz seu personagem ser ao mesmo tempo fofo e divertido.

" — Porra! — exclamou Ian, e eu arregalei os olhos, completamente maravilhada. Gostei de vê-lo despido de sua fachada educada e se comportar mais como o tipo de gente que eu estava acostumada." 

Então, eis que a mágica acontece e a menina durona que não quer se apaixonar e só quer voltar pra casa, se apaixona. E isso é uma passagem bem engraçada do livro porque mesmo Ian e Sofia sendo adultos, livres e independentes eles passam a ter encontros às escondidas, afinal, não vamos esquecer que eles estão no século dezenove e as moças devem ser recatadas, o que em nada combina com sofia que as vezes solta cada gíria que eles nem sequer imaginam o que quer dizer, além de ser absolutamente liberal, o que é muito engraçado e muitas vezes constrangedor. Mas Ian, claro que não se importa com nenhum dos desvios de doce Sofia.

"Sinto que posso... flutuar quando estou com você. Como se fosse capaz de voar! Sinto-me completo pela primeira vez, Sofia!"

Mas é claro que como todo conto de fadas, este também chega ao fim e da mesma maneira que Sofia foi parar no século dezenove, ela volta para casa, e agora...foi um sonho? foi a maluquice de uma vendedora nada convencional? ou foi real?

"Eu não tinha mais pressa de voltar, não queria voltar. E aprendi que uma vida simples podia ser a mais complexa de todas, a mais feliz de todas, sobretudo se o amor da sua vida estivesse ao seu lado. E eu tinha Ian ao meu lado, que era, de muitas maneiras, mais que o amor da minha vida. Era minha vida propriamente dita. Sentiria falta de toda a modernidade, é claro, porém agora sabia que poderia sobreviver sem ela."

Ainda bem que tem sequência, pois o final foi lindo e deixou uma vontade de quero mais!
Apesar de ser uma série, o livro terminou como se não fosse. Se terminasse ali, a história poderia ter sido perfeitamente bem entendida com um final tão fofo quanto o livro todo!!!

E claro que foi para  minha lista de preferidos, comprei para o kindle para poder ler e reler sempre que possível como eu faço com todas as obras que eu gosto!!!

13 comentários

  1. Alface? rs já fiquei curiosa e estou doida para fazer a Leitura Coletiva com vocês!!!
    Ainda não conheço as letras da Carina,mas tudo que li sobre ela e suas obras, é sempre muito elogiada. Estes tempos estava vendo ela numa entrevista, uma doçura de pessoa!
    Aquele enredo que tem gostinho de sessão da tarde rs viagem no tempo, mocinhos, sentimentos e...confusão!
    Preciso ler!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Oi, Denise
    Muito legal que vocês vão fazer leitura coletiva dessa série. Não li nada da autora e tenho muita vontade de ter/ler esses livros, sei que vou adorar acompanhar aqui no blog.
    Agora que entendi porque a maioria das pessoas são apaixonadas pelo casal Ian e Sofia.
    Um enredo fascinante que envolve o leitor do começo ao fim e proporciona risos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Durante muito tempo eu vi pessoas comentando sobre essa série, principalmente sobre Ian ser um crush literário incrível e que todos morrem de amor. Mas eu li vários livros de romances contemporâneos de Carina, antes de ler esse. Confesso que sou apaixonada pela escrita dela, acho que os diálogos são muito divertidos, consigo sentir a química do casal.
    O caso é que eu sou um pouco reticente com romances de época daqueles autores que eu não sou tão acostumada, por exemplo, eu leio muito Julia Quinn, Sarah Maclean, Lisa Kleypas... e elas realmente sabem o que fazem, digo em relação ao ambiente, às formas de expressão, a linguagem diferenciada, então é todo um estudo pra que a gente consiga realmente se sentir dentro do séc XVIII, XIX, enfim.
    Esse livro foi o meu segundo favorito da série, por mais que os personagens sejam incríveis. Porém, eu não consegui me sentir inteiramente no século XIX. Acho que a forma deles conversarem, alguns termos, algumas situações que mais pareciam o tempo atual, sabe? Claro que isso é uma percepção muito particular e tem relação com o meu costume com outros estilos de escrita.
    Mas isso não significa que eu não gostei! Achei linda a história, me emocionei em muitos momentos, dei muita risada (graças ao alface hahaha) e me apaixonei pelo casal. O Ian realmente faz nosso coração bater mais forte! E tem mais uma coisa... acho que a história poderia parar por aí. Muitos fãs agora querem me matar kkkk mas acho que a história é suficiente em um livro. Tem outro da série que eu fiquei muito apaixonada, quando você resenhar eu te conto :)
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Denise!
    Para ler audio livros tem de ter muita concentração, tentei uma vez e não consegui, porque como você, fico fazendo outras coisas e acabo dispersando.
    Gosto muito de chick lit e romances de época, porque apesar de Sofia ser moderna, o romance se passa no século XIX.
    Imagino tudo que ela deve ter passado ao estar em um lugar totalmente diferente da sua vida moderna, é uma adaptação impensável para nós que temos todo o conforto.
    Gostaria de saber se ela conseguiu voltar e como fez isso…??
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Olá Denise!
    Outlander, temos visitas! É óbvio que a série tem inspiração nos best-sellers de Gabaldon, mas isso só serve para deixar o leitor mais curioso, visto que Perdida é uma obra mais "modernizada" do que A Viajante do Tempo.
    Eu adoro esses livros que abordam workaholics, e essa protagonista é a clara personificação da mulher independente, né? Deve ser hilário acompanhar Sofia em pleno século dezenove, ainda mais com a personalidade forte que apresenta. E o romance? Claro que temos, e suspeito que o casal conquista facilmente o leitor, principalmente por ambos viverem em realidades completamente diferentes.
    Que bom que há um bom fechamento deste primeiro volume, mas espero que a autora seja criativa e consiga nos prender na sequência, com mais confusão e viagem no tempo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Também já faz muuuito tempo que e li esse livro, e até fiquei com vontade de reler ele agora. Eu amei demais esse livro, e desde aquela época que li já era super apaixonada pelo Ian, e me diverti muito com essa história. Mas eu confesso que nunca tive tanta vontade de ler os próximos livros, justamente por ter amado o jeito que esse livro terminou, sempre tive medo de me decepcionar muito com a sequencia e acabei nem lendo. Vou esperar sua próxima resenha pra decidir se vale a pena continuar mesmo...

    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  7. Olá Denise!
    Nunca tive experiência com audiobooks mas desconfio que ia ficar devaneando também e perder boa parte da história, meus ouvidos e olhos funcionam em sintonia, exercitar só um deles não dá.
    Que historia é essa de alface? Se era pra deixar a gente morrendo de curiosidade conseguiu rsrs. Confesso que apesar do sucesso dessa serie eu nunca tinha lido uma resenha dos livros, sério. Mas conheço por alto a fama de galanteador do Sr. Clark. Me identifico com Sofia, romance pra mim só nos livros também, as autoras criam homens tão perfeitos na ficção que fica difícil se contentar com os da vida real. Devaneios a parte, fiquei doida pra saber como a mocinha moderna vai se virar na antiguidade e chocar com seus modos peculiares à época.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Ahhhh que eu sou tão apaixonada por essa série, que já fiz uma ou duas loucuras para finalmente ter todos os meus livros autografados, além de ter comprado os livros, depois o box, ficar tentada a comprar o outro box (mas me controlei)! E quem diria que eu me apaixonaria tanto assim hein, já que li praticamente obrigada pela minha irmã (obrigada gêmea querida), e foi impossível não me identificar com a Sofia, até na parte da máquina de escrever (pois passei por uma situação bem parecida) e o Ian (ahhh suspiros), crush soberano, a história é daquelas que tem tudo, aventura, suspense, romance, diversão, então não é tão difícil assim se apaixonar neh!

    ResponderExcluir
  9. Quero muito ler essa série que parece ser fantástica. Adoro histórias com viagens no tempo, e tinha até esquecido que esse livro se tratava desse assunto. Não vou participar da leitura coletiva, mas vou ler todas as resenhas para saber o que acharam.

    ResponderExcluir
  10. Fiquei meio desanimada, pois estava começando a considerar escutar audiobooks enquanto faço caminhada hahah sou exatamente assim, gosto de otimizar meu tempo e, se fosse para ficar parada, seria melhor ler o livro mesmo, né? Sempre quis ler essa série quando era mais nova, está até hoje na minha lista de desejados de alguns anos atrás, é gostoso ver pelo o que eu me interessava na época. Vai ser muito bom poder acompanhar o desenrolar da trama através das resenhas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. O que comentar??? Hahahah sofrendo li! 😂😂😂😂

    ResponderExcluir
  12. Oii
    Eu amo tanto esse livro, mas tanto, que você não tem noção. Esse foi meu primeiro contato com os livros da Carina Rissi, e eu adorei essa história, fiquei completamente viciada nesse livro e devorei ele em 2 dias. Esse livro é um dos meus favoritos (acho que a série toda na verdade).
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Denise
    Amoooo esse é um dos meus prefes da vida!
    O Ian é um daqueles crushes kkkkk
    Eu até comprei a capa pro meu kindle de Perdida de tanto que amo.
    Vou reler agora em setembro.
    Bjs

    ResponderExcluir