Um lugar Bem Longe Daqui - Delia Owen

2 de dezembro de 2019

Título: Um lugar Bem Longe Daqui
Autor: Delia Owens
Páginas: 336
Ano: 2019
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse: Por anos, boatos sobre Kya Clark, a “Menina do Brejo”, assombraram Barkley Cove, uma calma cidade costeira da Carolina do Norte. Ela, no entanto, não é o que todos dizem. Sensata e inteligente, Kya sobreviveu por anos sozinha no pântano que chama de lar, tendo as gaivotas como amigas e a areia como professora. Abandonada pela mãe, que não conseguiu suportar o marido abusivo e alcoólatra, e depois pelos irmãos, a menina viveu algum tempo na companhia negligente e por vezes brutal do pai, que acabou também por deixá-la.
Anos depois, quando dois jovens da cidade ficam intrigados com sua beleza selvagem, Kya se permite experimentar uma nova vida — até que o impensável acontece e um deles é encontrado morto.
Ao mesmo tempo uma ode à natureza, um emocionante romance de formação e uma surpreendente história de mistério, Um lugar bem longe daqui relembra que somos moldados pela criança que fomos um dia e que estamos todos sujeitos à beleza e à violência dos segredos que a natureza guarda. A obra foi incluída no clube de livros de Reese Witherspoon, que posteriormente adquiriu os direitos de adaptação cinematográfica e vai produzir o filme com a Fox 2000. 
Resenha: Como minhas amigas mais próximas sabem. Quando vi uma colega lendo esse livro, não sei o porquê a capa me chamou muito a atenção e decidi navegar no site da editora. Li a sinopse, li sobre a autora e sabia que deveria ler esse livro.


Sabe o porquê? Ele tem uma história que pega na profundidade/âmago da humanidade de cada ser que várias vezes é deixado, todavia, por alguma razão lhe é mostrado um ato de bondade!

“Um brejo não é um pântano. Um brejo é um lugar de luz, onde a grama brota na água..”

“Há sons, claro, mas em comparação com o brejo, o pântano é silencioso,...”

O livro é narrado em primeira pessoa por Kya, que no começo do livro é uma menina de 6 anos sendo a mais nova de 6 irmãos. Conta a bem no começo que a Mãe deles o deixa por um motivo e acaba por jamais voltar para o pântano. Kya tenta a todo custo compreender o que está a sua volta. No decorrer da narrativa ela vai crescendo tornando-se adolescente e vendo que mesmo sendo deixada ela quer a companhia de alguém, porque ao olhar os animais, todos eles têm seu par e ela também quer isso.

“Kya pousou a mão na terra molhada que respirava, e o brejo virou sua mãe.”

Essa frase me tocou demais. Ser deixada pela mãe e por outras pessoas e o lugar que você está se tornar sua mãe porque ninguém com sentimento afetuoso ficou. É avassalador. Essa menina crescendo e se desenvolvendo me lembra muito crianças de rua que nós muitas vezes não vemos ou fingimos não ver. Cada parte dessa história me fez crescer e ver tudo a minha volta com outros olhos, principalmente a natureza em que Kya é tão avida e apaixonada. Curiosa por saber cada passo do brejo ela aprende a ir e vir.

“Em um minuto o mundo era um círculo de luz suave; no seguinte, escuridão.”

Leiam e conheçam essa jovem. O ponto de vista dela para tudo tem um que de sabedoria e inocência em um grau sem igual. É uma forma de olhar tão singela e aberta. Suas descobertas são as descobertas e algumas parte de todas nós.

Obs.: Minha resenha não faz justo a beleza, fascínio desse livro. Livro muito mais que recomendado. Deveria ser livro por todos. 

11 comentários

  1. Li e vi tantas pessoas falando deste livro neste ano que dá uma dor no peito saber que ainda não pude o comprar e nem o ler.
    Eu li gente dizendo que foi a melhor leitura do ano e lendo a resenha acima, a gente até entende os motivos.
    Kya cresceu na dor, foi talhada na dor e isso é tão lindo(no bom sentido)
    Mas penso que seja a história de vida dessa menina se tornando uma mulher adulta que faça o leitor viajar de verdade dentro de si mesmo.
    Ainda pretendo e muito ter este livro!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu comprei ele em e-book pela Amazon. O preço vale.
      Leia e entenda sua frase reflexiva, em que ela foi talhada na dor.

      Beijo

      Excluir
  2. Raquel!
    Para um bom livro tem de haver pesquisa e credito que toda a experiência da autora com suas pesquisaas, tenha trazido uma boa base para o livro.
    O romance de formação para conquistar, tem de ter uma personagem de personalidade forte e que não deixa abater, apesar das vicissitudes que a vida programou para ela e mostrar toda uma vida sem se tornar ‘chata’. Além de tudo, aqui ainda temos esse tão assassinato e o mistério que envolve a trama. Deve ser um livro bem estimulante para leitura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu vi muitos comentando em relação ao livro, eu fiquei bastante interessada pela leitura. Eu tenho um exemplar em minha estante e estou doida para iniciar a leitura e conhecer a pequena Kya.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  4. Olá! ♡ Esse é um dos livros mais desejados por mim, a premissa dele me tocou. É tão triste que Kya tenha crescido assim, sem afeto, sem pessoas ao seu lado que cuidassem dela, que a amassem.
    Parece um livro que nos traz vários questionamentos e reflexões importantes, que como você disse, nos faz olhar de maneira diferente o que está a nossa volta.
    Muito obrigada pela indicação, espero conseguir fazer essa leitura em breve.
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  5. Olá! Sabe aquela necessidade que a gente tem em ler um livro, pois bem, sou eu com esse, ele parece trazer uma história carregada de emoção, não consigo imaginar como foi para Kya ser abandonada tão jovem e ter que lidar com diversos desafios numa fase em que nossa única preocupação deveria ser apenas qual será a nossa próxima brincadeira, fiquei bem curiosa para saber e entender como Kya conseguiu sobreviver a todos esses obstáculos, a leitura com certeza será espetacular e eu espero poder fazê-la o mais breve possível.

    ResponderExcluir
  6. Oiii ❤ Nossa, fiquei horrorizada que toda a família de Kya foi abandonando a garota até ela ficar sozinha. Tudo bem que a situação familiar, ao que parece, era muito complicada, mas algum deles poderia ter levado ela junto.
    Estou curiosa pra saber com mais detalhes como Kya conseguiu crescer sozinha, como conseguiu se sustentar, como foi pra ela toda essa situação.
    Quero muito ler esse livro e saber tudo pelo que Kya passará.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  7. Caramba.. poucas vezes eu sinto vontade de ler um livro só pela resenha, geralmente eu procuro resenhas de livros q eu já quero ler. Mas, apesar de não ser um gênero q eu gosto muito de ler, eu fiquei muito curiosa, me parece aquele tipo de livro q daria uma série de tv maravilhosa.
    Já estou procurando o ebook aqui, valeu pela dica incrível. Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Já vi esse livro várias vezes por aí, mas é a primeira vez que paro para ler uma resenha dele.
    Lendo a resenha ficou impossível de não ligar o enredo do abandono aos dias atuais, de várias crianças que são abandonadas, como você bem falou.
    Depois dessa resenha e de conhecer um pouco mais sobre o livro, fiquei com muita vontade de saber o que acontece com a personagem principal, descobrir a relação dela com aqueles dois jovens e ver que rumo a vida dela toma no decorrer do livro.

    ResponderExcluir
  9. Oi Raquel,
    Esse é um dos livros mais comentado do no mundo literário no momento e não apenas comentado, mas muito bem recomendado. Pela capa e sem ter lido sinopse eu não esperava uma história como esta. Bem longe daqui vai muito além de um drama ou de um mistério e pela sua resenha consegui entender o porque do livro ter conquistado tantos leitores. Kya é o retrato da realidade de muitas crianças que sofrem abandono de seus familiares. Nem imagino o que seria crescer sem o carinho, a atenção e a proteção de um pai ou mãe. Engraçado que mesmo isso não tendo feito parte da vida da protagonista ela compreendia a importância e sentia a falta e a necessidade de ter esse afeto, tanto que procurou ao seu redor algo que pudesse representar essa carência. Sei que é um livro que tem muito a oferecer e tem bem o estilo que tenho curtido bastante ler, uma história rica e profunda para emocionar e cativar os leitores.

    ResponderExcluir
  10. É o livro mais desejado por mim, desde que foi lançado na edição do Clube Intrínsecos. Apesar de não o ter lido ainda, tenho certeza que vou amar, pois a Kya parece ser uma personagem muito forte e com uma ligação muito bonita com natureza. Parece o tipo de livro que nos tira as palavras, e quero muito ter essa sensação com essa história.

    ResponderExcluir