Sonhei que Amava Você - Tammy Luciano

31 de outubro de 2018

Título: Sonhei que Amava Você
Autor: Tammy Luciano
Páginas: 296
Ano: 2014
Editora: Valentina
Gênero: New Adult, Romance, Literatura Brasileira
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Editora Valentina | Saraiva
Nota:  
Sinopse:
Ele estava vivo nos meus sonhos. E que sonhos! Mas era pouco. Eu queria ele na minha vida. Uma história cativante e inesquecível, cheia de mistérios e perguntas a serem respondidas. Pode um grande amor existir somente enquanto sonhamos? Kira, aos 22 anos, está apaixonada, vivendo um momento único de amadurecimento pessoal e profissional. Quem é o sedutor garoto que transforma suas noites em poesia e êxtase? Mas, apesar do maravilhoso momento que está vivendo, a garota terá que enfrentar obstáculos e barreiras. Mas sabe que a vida reserva o melhor para o final. Um convite para dar asas à imaginação e aquecer o coração.



Resenha:


Kira é a menina mais sensata que você já viu. Daquelas que pensa em tudo, pensa se sua vocação pode desagradar seus familiares, se a amiga vai achar ruim que ela tenha alguma ideia mirabolante sem incluí-la, entre outras coisas. Ela tenta estar ajustada, mesmo sem perceber.

"Escolher uma carreira para a vida toda amedrontava. E se depois de quatro anos eu tivesse certeza de ter escolhido a carreira errada?"

Apesar de algumas dúvidas, aos 22 anos Kira é uma garota bem resolvida! E quem não gostaria de acertar na vida e ter de quebra a melhor amiga como sócia? Lelê e Kira conseguem ser ainda mais fofas juntas, as duas são bem parecidas e ao mesmo tempo bem diferentes, tocam um negócio juntas e são um verdadeiro grudinho. 

Além de Kira e Lelê, durante a leitura conhecemos também os irmãos mais velhos e gêmeos de Kira, Cadu e Cafa. As semelhanças desses dois terminam na aparência, já que são o extremo oposto um do outro e com o passar das páginas fui sentindo certo incômodo com as atitudes de Cafa, como o próprio apelido sugere, o Lindo não vale muita coisa.

Entretanto, a centralização da trama nos puxa para Kira e Lelê, que sentem que todas as lacunas da vida parecem preenchidas, tudo parece normal e calmo demais. Com isso, as amigas passam a questionar a solterisse e nesse ponto a calmaria desse livro deixa de existir, pois Kira passa a ter sonhos estranhos com um jovem que nunca viu. Será que tudo não passa de ilusão?

Sonhos poderiam indicar somente o que queremos “inconscientemente”, mas os sonhos de nossa protagonista contam com um "Q" de fantasia que traz graciosidade e mágica aos fatos, até aos mais tristes. E isso a impulsiona a mudar e ir atrás de tudo o que acredita.

"O tempo leva quem fomos e nos apresenta alguém que temos que conhecer na frente do espelho todos os dias"

Os sonhos de Kira se mostram frequentes, porém inquietantes por serem específicos demais, sempre com a mesma pessoa, as mesmas sensações e tudo parece real a ponto de sufocar.  Quando o sonho parece indicar pistas ao mundo real, um amor de fato surge e enfim o “felizes para sempre” parece ter chegado, uma enxurrada de acontecimentos põe o mundo desse grupo de amigos de cabeça para baixo!

Sonhei que Amava Você conseguiu me fisgar, o livro é fluido, e eu ainda contei com certa identificação carioca, pois moro no Rio e ainda que não tenha tanta familiaridade com o Recreio (onde a trama rola), sempre acabo me identificando com narrativas que trazem o Rio como pano de fundo.

Se não bastasse a tal familiaridade carioca, a autora escreve de um jeito envolvente, criando uma ambientação agradável que transporta o leitor para o que é lido, ainda que a realidade seja distante, ela conseguiu transmitir as ideias e sensações de todos os personagens, até dos mais fúteis.
Inevitavelmente algumas atitudes me tiraram do sério, como o esteriótipo mulherengo-inveterado que não tem suas atitudes questionadas “pois tem coração bom APESAR DE”. Em contrapartida, outras atitudes me encantaram, como as mensagens positivas que impregnam quase todas as falas da personagem Mabel.

"Quando algo de ruim vai acontecer na minha casa, os animais nos avisam antes, com comportamentos de isolamento, olhares caídos e falta de apetite. Minha mãe me batizou de Mabel por significar quem gosta da interioridade e do mundo da mente."
"(...) tem uma frase ótima do Rubem Alves que você deveria carregar consigo: "o brilho do sol, no lado de dentro da gente, se chama Sonho."" - Mabel é linda <3

A história possui, parece que intencionalmente, dois plot twist muito básicos, o que facilitará a compreensão da trama para iniciantes na leitura. Isso não me incomodou e ainda conseguiu me surpreender em muitos pontos.

O livro é escrito em primeira pessoa e é narrado pela protagonista de um jeito muito descontraído (e carioca - amo cariocas <3), com um toque de sobrenatural e sonho, o texto indica "acredite nos seus sonhos" a cada página. Claro, você pode não deparar com o amor da sua vida nas mesmas condições que Kira (nem queira), mas coisas inexplicáveis podem acontecer quando acreditamos. 

Com boas referências musicais e literárias, regado de sonhos, fantasia sobrenatural, mágica, um primeiro amor doce e muita fofura, acredito que esse livro ganhou e ainda ganhará o coração do público infanto juvenil e jovem adulto com muita facilidade. 

"me sentia um trecho andante de um poema de Florbela Espanca: "A vida é sempre a mesma para todos: rede de ilusões e desenganos. O quadro é único, a modlura é que é diferente." Seria assim mesmo?"

Sonhei que Amava Você é um livro que cura ressaca, cura dor de cotovelo, cura mau humor e cura mal de amor! Com uma mensagem bonita sobre pensamento positivo, respeito à prática de fé/ crenças de cada pessoa com uma lição legal do que é amizade. Sabe aquele livro gostosinho que a gente lê em horas e torce pelos personagens do início ao fim? Então, Sonhei que Amava Você é assim. <3

"Você acredita em finais felizes? Não? Ah, se não acreditar, ele jamais acontecerá. É como o ar puro... não adianta respirar fundo quando se está andando pelo centro da cidade. Caminha entre a natureza interior, acredite e o grande amor será seu."
bjs e boa leitura :*

6 comentários

  1. Oi Jéssica!
    Aah que livro lindo!
    Já me ganhou logo de cara, adoro leituras fluídas, que me deixam fisgada no enredo e nos personagens, fiquei interessada, espero conseguir ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jéssica,

    A premissa é extasiante, um pouco diferente do que já vi. Com certeza já é o suficiente para prender o leitor.

    ResponderExcluir
  3. Olá! Deu para perceber que a histórias é realmente daquelas que curam ressacas literárias e te fazem suspirar por aí ao final da leitura, apesar do livro ser voltado para o público infantojuvenil, amo histórias com “Q” de fantasia e sem dúvida vou querer conferir.

    ResponderExcluir
  4. Eu já tinha visto a capa desse livro circulando por aí e sempre achei ela muito bonita, mas confesso que não esperava uma trama tão intrincada, com elementos sobrenaturais e com o mundo dos sonhos tão presente. Isso acaba sendo bastante positivo no meu ponto de vista, pois traz complexidade e densidade para a história, além do romance, que parece ser fofo de fazer suspirar. Com certeza vou procurar saber mais sobre o livro.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    O livro é bem clichê do jeitinho que gosto..Tem uma premissa ótima e com certeza anotarei para ler..

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. Parece legal, pois nunca li livros relacionados a sonhos. Um livro que tem um pouco de tudo. A capa é bonita, logo para esse primeiro contato gostei muito.

    ResponderExcluir