O Coração da Esfinge - Colleen Houck

5 de fevereiro de 2018

Título: O Coração da Esfinge - Deuses do Egito, 2
Autor: Colleen Houck
Páginas: 368
Ano: 2016
Editora: Arqueiro
Gênero: Fantasia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: Lily Young achou que viajar pelo mundo com um príncipe egípcio tinha sido sua maior aventura. Mas a grande jornada de sua vida ainda está para começar.
Depois que Amon e Lily se separaram de maneira trágica, ele se transportou para o mundo dos mortos – aquilo que os mortais chamam de inferno. Atormentado pela perda de seu grande e único amor, ele prefere viver em agonia a recorrer à energia vital dela mais uma vez.
Arrasada, Lily vai se refugiar na fazenda da avó. Mesmo em outra dimensão, ela ainda consegue sentir a dor de Amon, e nunca deixa de sonhar com o sofrimento infinito de seu amado. Isso porque, antes de partir, Amon deu uma coisa muito especial a ela: um amuleto que os conecta, mesmo em mundos opostos.
Com a ajuda do deus da mumificação, Lily vai descobrir que deve usar esse objeto para libertar o príncipe egípcio e salvar seus reinos da escuridão e do caos. Resta saber se ela estará pronta para fazer o que for preciso.
Nesta sequência de O Despertar do Príncipe, o lado mais sombrio e secreto da mitologia egípcia é explorado com um romance apaixonante, cenas de tirar o fôlego e reviravoltas assombrosas.

Leia a resenha do livro anterior aqui.

Resenha: Depois de ajudar Amon e seus irmãos a cumprir a tarefa que eles têm a cada mil anos, Lily mudou, não vê mais o mundo da mesma forma. Porém ainda não quer confrontar seus pais e decide ir para a fazenda da avó a fim de amargar as saudades em paz, já que depois de fazer o encantamento para que Seth continue preso, os irmãos voltam para o seu sono de mil anos. Antes porém, Anubis  aconselha Amon a se ligar permanentemente à Lily, já que esta é a única maneira de ajudar a garota a sobreviver à sua quase morte.

Acontece que além de fazer isso, Amon deu seu coração à ela, e não é só no sentido figurado, ele deu à ela um escaravelho que contém seu coração. Mas, quando chegou a hora do seu julgamento, que consistia em pesar seu coração, ele não o tinha para oferecer à Meet, então faz o impensável, se joga no mundo dos mortos, já que sem o seu grande amor, ele não tem porque esperar mais mil anos só pra ter uma breve vida de duas semanas.

Aí voltamos ao início desse segundo livro, onde a garota está na fazenda com sua avó, tomada de tristeza e com a certeza que jamais verá seu amor novamente. Então, numa noite, Anubis aparece para convocar Lily a entrar no mundo dos mortos e trazer Amon de volta. Só que ela é uma pessoa viva, para conseguir entrar lá, terá que se transformar em Esfinge, para tanto terá que ir sozinha numa jornada, encontrar e matar uma leoa, pois bem, ela acaba fundindo sua consciência à da leoa e agora, na cabeça de Lily temos a consciência dela e a da leoa. E o negócio dá certo as duas consciência se entendem muito bem. Enfim, com a ajuda de Asten e Ahmose, começam uma jornada em busca de Amon, no mundo dos mortos.

Lá eles enfrentam vários perigos enquanto Amon é torturado pela Devoradora, uma entidade má que habita esse mundo e que suga a energia vital dos seus alimentos humanos.

Durante a caminhada, Lily conhece uma Fada, que me deu a impressão que vai permanecer com ela e Tia, a leoa, por muito tempo, a consciência de Tia está se apaixonando por Asten e aí temos momentos de romance do corpo de Lily, a consciência de Tia e Asten...Que confusão!

Enfim eles conseguem resgatar Amon das garras da Devoradora e saem de lá com uma promessa de vingança, só que alguma coisa aconteceu com Lily. Ela não aguentou saber que resgatou Amon só para perdê-lo novamente e o final me deixou aflita pela sequência! Nessas horas que eu fico feliz por ter esperado saírem todos os livros para fazer a leitura, porque o final me deixou tão curiosa que não vejo a hora de seguir para o terceiro, e último, livro!

É uma leitura que me pegou desprevenida, confesso que mitologia egípcia não faz muito a minha cabeça, prefiro a grega, mas o mundo criado pela autora soube ser envolvente e leve. Não traz aqueles seres com corpo de gente e cabeça de animal, que me irritam. Vejam bem, eu cursei História e sei lá, a mitologia é o que o nome diz, mitos criados a partir de lendas e de senso comum, que eu adoro, por sinal, mas as cabeças de animais em corpos humano nunca me convenceram... e não vemos nada disso aqui, felizmente.

Recomendo a leitura carregada de mitos e romances e sem erros ortográficos!

11 comentários

  1. Sou apaixonada pelas letras do autor e me recordo bem da resenha do primeiro livro e agora lendo a do segundo, fico aqui me perguntando o quanto a mocinha suportou.
    O encontrar e o perder. Assim, tudo muito junto. Ser jogada em um mundo totalmente diferente do seu, viver o amor.
    Também não entendo muito de mitologia egípcia, aliás, até da grega que aprecio demais, não entendo tanto assim,mas quero muito conhecer essa saga!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise!
    Aah eu tenho tanta vontade de ler os livros de Collen...
    Os enredos me prenderam em todas as resenhas que já li, cada vez mais me convencem á ler, preciso urgente conseguir conhecer!
    E as capas? Perfeitas!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Ah, acho legal todo tipo de mitologia e a egípcia tem umas coisas muito doidas, acho interessante por isso. Tá bom que aquele negócio de cabeça de animal e corpo humano ser visto no livro ficaria muito bizarro e é até bom que não tenha, mas acho interessante sim. Parece que nesse livro a personagem tá na famosa bad por não ter mais o cara ali e sem saber se algum dia volta a vê-lo. Achei bem legal a jornada que ela tem que enfrentar, virar Esfinge e todos esses negócios que ela deve passar deve ser interessante e prende ao ler. Quero ver onde isso vai dar.

    ResponderExcluir
  4. Ooi, gosto muito de livros de mitologia, mas infelizmente o segundo volume dessa série não me agradou muito, amei o primeiro e quando fui ler esse estava com as expectativas lá no alto.
    Que legal que você cursou História, terminei a escola e agora sinto muita vontade de cursar também!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito dos livros da autora Colleen Houck, então pretendo ler esta série Deuses do Egito. Que bom que neste livro o mundo criado pela autora soube ser envolvente e leve. Pela sua resenha a história de O Coração da Esfinge parece ser muito boa. Pretendo começar a ler esta série em breve.

    ResponderExcluir
  6. Denise!
    Pena você não gostar da mitologia egípcia e preferir a grega, dá uma balançada na leitura, né?
    Tenho o primeiro livro desa série aqui, mas só quero começar a ler quando conseguir os outros.
    Adoro mitologia e saber que o livro versa sobre ela me deixa mais que empolgada para leitura.
    Quero acompanhar as desventuras e amarguras de Lily com a separação de Amon e também como ela o resgatará.
    Desejo uma ótima semana e um mês mais que abençoado!!
    “Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você.” (Cynthia Kersey)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  7. Olá Denise, tudo bem? Confesso que antes de iniciar uma série sobre mitologia pesquiso muito bem sobre ela, pois tenho medo de acabar não entendo a historia e acabar não querendo dar continuidade à ela. E esta é uma série que tenho muito interesse em conferir, ainda não tenho nenhum dos livros, mas é uma das minhas metas começar ela este ano!

    ResponderExcluir
  8. Oi Denise!
    O que mais gostei no livro foi que apesar de ainda não ter enfrentado os pais, tenho a impressão de que Lily se tornou uma personagem mais forte, não só apaixonada por Amon, mas disposta a correr riscos por esse amor. Gostei dessa evolução dela ... Imagino sua curiosidade de ler o próximo, rsrs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Denise,
    Pela sua descrição a estória me pareceu um pouco confusa, ainda mas na cenas em que a Lily e a Leoa dividem o mesmo corpo.
    Ainda quero ler o livro e um dos motivos para eu não ter lido logo no lançamento do primeiro foi pq eu tbm preferi esperar que todos os livros fosse lançados.

    ResponderExcluir
  10. Olá! Eu também preferi esperar para que tivesse todos os livros para assim iniciar a leitura (ainda não comecei, mas espero conferir em breve), pois não tenho psicológico para ficar aguardando continuações. O enredo chamou muito minha atenção, já quero que chegue minha vez de ficar aflita (risos).

    ResponderExcluir
  11. Oi! Adoro livros que retratam mitologia e culturas diferentes, muitas aventuras incríveis e lugares exóticos, tudo o que eu gosto. Adorei a Maldição do tigre dessa autora, também gosto de Percy Jackson (mitologia grega).

    ResponderExcluir