Luz, Câmera, Ação! Viva: A Vida é uma Festa

27 de fevereiro de 2018

Título Original: Coco
Diretor: Lee Unkrich, Adrian Molina
Ano de produção: 2017
Estreia: 4 de janeiro de 2018
Gênero: Animação, Fantasia
Elenco: Anthony Gonzalez (VIII)Benjamin BrattGael García Bernal
Nota:   
Sinopse: Miguel é um menino de 12 anos que quer muito ser um músico famoso, mas ele precisa lidar com sua família que desaprova seu sonho. Determinado a virar o jogo, ele acaba desencadeando uma série de eventos ligados a um mistério de 100 anos. A aventura, com inspiração no feriado mexicano do Dia dos Mortos, acaba gerando uma extraordinária reunião familiar.



Resenha:
Miguel é um menino de 12 anos que sonha em se tonar um musico famoso, porém ele vem de uma família que odeia música e não o deixa ter contato com nada relacionado a isso. Mas não é um ódio gratuito, pois no passado sua tataravó foi abandonada com sua filha pequena por seu marido que queria se tornar um musico. A partir daquele dia, vetou-se a música daquela família e das gerações seguintes. Sua tataravó aprendeu a fazer sapatos esse passou a ser o ofício da família. Em busca de tornar seu sonho realidade, Miguel acaba desencadeando uma série de eventos ligados a um mistério de 100 anos. Toda a aventura acontece em um dos feriados mais impostantes para os mexicanos, o Dia dos Mortos. 


Eu tenho que confessar que sou uma criança grande! Toda vez que estreia uma animação da Pixar eu corro para o cinema para assistir, e com Viva: A Vida é uma Festa não podia ser diferente. Não vou mentir que o que me instigou mais a ir assisti-lo foi o grande "boca a boca" e quantidade imensa de elogios. Não preciso nem dizer que entrei na sala de cinema cheia de expectativas, e devo dizer que elas não foram quebradas em nenhum momento. O filme tem um enredo muito bem elaborado, com uma certa dramaticidade e um plot twist surpreendente. Os traços do desenho são bem realistas e os elementos colocados na animação tinham forte referências a cidade mexicanas e a cultura local. Eu esperava um filme sobre a visão de americanos sobre o dia dos mortos, algo mais caricato, mas o que eu encontrei foi a verdadeira essência desse feriado, as reais tradições familiares. A Pixar começou o processo de pesquisa três anos antes dessa animação ser lançada e conseguiu fugir do obvio e, o mais importante, respeitar a cultura mexicana.


A junção entre família, tradição e memórias foi o suficiente para comover a todos adultos na sala de cinema. O final é tão emocionante que é quase impossível conter as lágrimas - eu., é claro, quase me afoguei em minhas próprias lágrimas. Para mim, o sucesso do filme se deve a união ente a diversão e a emoção, o que acaba se tornando não apenas um filme para crianças, mas que prende facilmente a atenção de um adulto.


A trilha sonora é bem divertida, com músicas mexicanas com aquele estilo bem tradicional e outras bem comoventes como "Lembre-se de mim" (Remember me) que foi indicada ao Oscar de Melhor Canção Original.

As aventuras de Miguel garantiu o Globo de Ouro de Melhor Animação.

Viva: Vida é uma Festa estreou no dia 4 de janeiro de 2018 e ainda está em cartaz pelos cinemas brasileiros. 

10 comentários

  1. Não vejo a hora de poder conferir essa animação. Também sou viciada não só nos filmes da Pixar, mas em tudo que é animação que vai saindo.rs
    Adoro poder me emocionar e sempre tirar no final, aquela lição que sempre tem.
    Família e as tradições mexicanas sempre foram como uma coisa só e pelas imagens, trailler e claro, críticas, sei que verei um filme colorido e emocionante!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Amei a ideia de mostrar a cultura desse dia dos mortos e a musica que o menino tanto ama. É bonito quando a gente vê umas animações que juntam paixões, cultura, reações e emoções fáceis de se ver na vida real. Gostei bastante da premissa dele e não é a primeira vez que vejo falando que até chorar o filme faz a gente chorar. Parece muito bom ^^

    ResponderExcluir
  3. Olá! Curto muito animações, fico encantada a cada nova que eu vejo. Não foi diferente com A Vida é uma festa, simplesmente amei o filme e me surpreendi com tudo, a história, as músicas. Confesso que também derrubei umas (milhares) lágrimas, mas valeu super a pena, recomendo muito.

    ResponderExcluir
  4. Não vejo a hora de assistir! Também sou uma "criança grande" e adoro os filmes da Pixar (já chorei assistindo). Achei sensacional eles trazerem a cultura mexicana sendo que é mais comum eles focarem na americana.

    ResponderExcluir
  5. Que amorzinho este filme♥ Sou fã demais de animações, elas são sempre tão divertidas e nos trazem lições tão bacanas. Aquele tipo de filme para olhar com a família inteira.

    ResponderExcluir
  6. Cinthia!
    Filme mais fofo que já vi!
    Eu confesso que me diverti demais com os personagens e tbm claro me emocionei mto, acabei em lágrimas...
    É perfeito, com toda ctz irei rever milhares de vezes!

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Cinthia!
    O que eu mais gosto nesses filmes é que eles sempre monstros como é importante o dia dos mortos lá no México!
    A história é bem fofa, adoro como é a moldagem dos personagens, fora que sempre tiramos lições dela né?! E sim, também acho - assim como Miguel - que sempre deveríamos correr atrás de nossos sonhos...
    Mais uma animação que quero assistir!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Amo as animações da Disney Pixar, são sempre as melhores, por sua qualidade e criatividade, então, assisto a todos. A história desse filme é bem legal, uma graça que quero assisti junto com meu filho.

    ResponderExcluir
  9. olá Cinthia,
    Amo as animações da Disney com a Pixar.
    Ainda não consegui assistir esse filme e estou um pouco frustrada porque já ouvi tantas criticas positivas sobre ele.
    Espero assistir em breve.

    ResponderExcluir
  10. Cinthia!
    Desde que vi o primeiro trailler desse filme ou animação, como queira, fiquei com vontade de assistir, primeiro porque é ambientado no México um lugar rico em cultura e depois, porque a perfeição como a Pixel faz seus filmes é de encher os olhos.
    Fico feliz que tenha aprovado.
    “Eu escolho um homem que não duvide de minha coragem, que não me acredite inocente, que tenha a coragem de me tratar como uma mulher.” (Anaïs Nin)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir