La Belle Sauvage - Philip Pullman

11 de janeiro de 2018

Título: La Belle Sauvage - O Livro das Sombras, 1
Autor: Philip Pullman
Páginas: 434
Ano: 2017
Editora: Suma de Letras Brasil
Gênero: Fantasia, Ficção, Jovem adulto, Literatura Estrangeira
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: Phillip Pullman volta ao mundo da trilogia Fronteiras do Universo, para outra aventura eletrizante envolvendo daemons, aletiômetros, o Magisterium e, claro, o Pó. La Belle Sauvage é o primeiro volume de uma nova trilogia chamada O Livro da Sombras, e se passa dez anos antes dos acontecimentos de A Bússola de Ouro, se centrando em Lyra e Pantalaimon, ainda bebês. Apesar de ser uma história diferente, os fãs de Fronteiras do Universo vão reconhecer muito do mundo e dos personagens que povoam La Belle Sauvage. Enquanto o protagonista, Malcolm, se envolve em uma assustadora aventura para tentar salvar a pequena Lyra das garras do Magisterium, outros mistérios e vilões surgem para complementar a trama que já conhecemos tão bem.
"Sempre quis contar a história de como Lyra acabou morando na Faculdade Jordan. Este livro e o próximo cobrem dois momentos da vida dela: partindo bem do início e retornando vinte anos depois. Quanto ao terceiro livro, ainda é segredo." - Phillip Pullman

Resenha: La Belle Sauvage é o primeiro volume da trilogia O Livro das Sombras, escrita por Philip Pullman e publicado n Brasil pela Suma de Letras.
O livro é um prequel da trilogia Fronteiras do Universo, que apresenta um mundo alternativo de Oxford que traz os mistérios do aletiômetro. Lá, as pessoas possuem deamons, a personificação da alma delas em forma de algum animal (que geralmente representa o próprio caráter).

Neste universo onde os jovens são encorajados desde cedo a seguir a religião imposta como verdade absoluta, acompanhamos Malcolm, um jovem de onze anos, filho do estalajadeiro d'A Truta, que trabalha como garçom atendendo hóspedes, ajudando na limpeza da estalagem da família e fazendo pequenos serviços para as freiras do convento do outro lado do rio, alguns deles envolvendo pequenas viagens em sua canoa, que ele chama de La Belle Sauvage.

Assim, a partir da magia do aletiômetro e da enorme tempestade que obriga Malcolm a seguir com Lyra e Alice na Belle Sauvage para proteger a bebê, a história, que inicialmente é lenta, começa a ser desenvolvida com a típica complexidade do autor, cheia de elementos fantásticos e curiosos, com personagens novos e alguns já conhecidos na trilogia anterior, mas todos se movendo em prol do que Lyra representa.

Mesmo que alguns leitores já tenham lido Fronteiras do Universo e saibam que este livro se passa dez anos antes de A Bússola De Ouro, onde Lyra fora apresentada como uma garota curiosa, mentirosa, mas muito destemida, o que importa é a jornada cheia de perigos vivida pelos personagens até o destino, e não a ideia de que saberemos o que se passa com a personagem dez anos depois.
Às vezes pode ser difícil encarar prequels por não sabermos se nossas expectativas vão ser superadas, principalmente por haver a chance do que se passa depois já ter sido lido, mas estamos falando de Philip Pullman e a habilidade dele de criar um mundo tão vasto que é possível explorá-lo sem que haja fim é inquestionável.

A escrita maravilhosa, os personagens bem construídos, os elementos incríveis, a construção de mundo, os seres fantásticos, os ursos de armadura, os próprios deamons, os universos paralelos e a forma como o autor aborda o bem versus mal, e a ciência versus religião é algo tão encantador quanto sombrio, e muito reflexivo. Acompanhar seu ponto de vista para esses últimos temas em meio a uma trama recheada de aventuras vividas por crianças é uma experiência de leitura única e surpreendente.

Para finalizar, eu recomendo a leitura para quem gosta do gênero de fantasia, e tem a mente aberta para as questões envolvendo religião que o autor aborda. La Belle Sauvage proporciona um misto de emoções e o leitor é compensado no final.

8 comentários

  1. Oi, Denise.

    Mesmo o livro tendo acontecimentos anteriores à série "A Bússola de Ouro", é sempre bom rever os personagens, ainda mais nesse livro, no qual a vida da Lyra estava em perigo, cercada de mistério. E mesmo sendo um bebê, ela já era de grande importância!

    ResponderExcluir
  2. Ainda não comecei minha saga da Bússola, mas claro que já li e vi muita coisa pelo mundo literário e não vejo a hora de começar os livros.
    Fiquei meio pé atrás com isso de religião,mas em contrapartida, adoro demais esta pitada de mistério e ação!
    Vai para a lista de desejados com certeza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise!!
    Não conhecia o livro, pela capa linda eu já pegaria pra ler sem ler nd sobre ele...
    Sua resenha só aguçou minha curiosidade pra ler, adorei!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Achei bonita a capa deste livro, gosto muito de livros de fantasia, e quero ler Fronteiras do Universo, então achei legal a história deste livro se passar dez anos antes de A Bússola De Ouro, que bom que os personagens são bem construídos, sem dúvidas pretendo ler La Belle Sauvage.

    ResponderExcluir
  5. Denise!
    Claro que gosto muito do gênero fantasia e mesmo sendo um prequel, é bem como falou, é Philip Pullman e não tem como não ser bom.
    Com personagens bem construídos, construção de mundos e uma realidade fantástica diferenciada, claro que quero poder ler.
    Desejo uma semana mais que abençoada e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Meta para o Ano Novo? Ser feliz!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Ooi, amo livros de fantasia, infelizmente ainda não comecei a ler essa saga da Bússola de Ouro, mas sinto muita vontade.
    Achei a capa muito linda, e que bom que os personagens são bem construído.

    ResponderExcluir
  7. sou apaixonada por fantasia e ja vi uma resenha acho que do 3 livro dessa série haha e confesso que gostei bastante, é meio dificil de entender esse prequel mas é bem interessante, o autor parece ser fantástico!!

    ResponderExcluir
  8. Eu não gostou muito de fantasia não, acho que não leria, mas que bom que gostou :)

    ResponderExcluir