Resenha: A Noiva do Capitão - Tessa Dare

Autor: Tessa Dare
Páginas: 256
Ano: 2017
Editora: Gutenberg
Gênero: Literatura Estrangeira, Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:      
Sinopse:
Madeline possui muitas habilidades preciosas: é uma excelente desenhista, escreve cartas como ninguém e tem uma criatividade fora do comum. Mas se tem algo em que ela nunca consegue obter sucesso, por mais que tente, é em se sentir confortável quando está cercada por muitas pessoas… Chega a lhe faltar o ar! Um baile para ser apresentada à Sociedade é o sonho de muitas garotas em idade para casar, mas é o pesadelo de Maddie.
E, para escapar dessa obrigação, a jovem cria um suposto noivo: um capitão escocês. Ela coloca todo o seu amor em cartas destinadas ao querido – e imaginário – Capitão Logan MacKenzie e convence toda a sua família de que estão profunda e verdadeiramente apaixonados.
Maddie só não imaginava que o Capitão “MacFajuto” iria aparecer à sua porta, mais lindo do que ela descrevia em suas cartas apaixonadas e pronto para cobrar tudo o que ela lhe prometeu.



Resenha:  ATENÇÃO : CAPITÃO ESCOCÊS DE KILT! 

Ao ler a sinopse pensei, oi? Que história mais sem pé nem cabeça é essa?  Mas calma que dá tudo certo.

Madeline não consegue ficar nos bailes e salões de Londres, então ela inventa um namorado. Sim, inventa! Seu nome é Logan MacKenzie, Capitão MacKenzie. Ela inventa uma história linda e romântica de como conheceu seu amado em uma temporada em uma pensão para mulheres em Brighton. Então ela começa a trocar cartas com seu misterioso  e fajuto capitão, para que sua família acredite que ele é real. Madeline segue com essa farsa por anos.

Assim, ela acaba fazendo das cartas seu diário, ela encontra uma forma de desabafar, essas cartas se tornam uma maneira de fugir do mundo real. Com o passar do anos, ela acaba sentindo que existe uma ligação, que tudo aquilo é real, apesar de uma total loucura.

Mesmo sem querer, após alguns anos, ela precisa colocar um ponto final na farsa. Então, ela mata o capitão MacKenzie, apesar de fazer isso com o coração bem apertado.

Madeline herda um lindo castelo de seu padrinho na Escócia, afinal ele fica comovido com a linda e romântica história de amor dela.

Então ela se muda para a Escócia com sua tia Thea, que acredita cegamente nesse romance.
Um belo dia, Madeline recebe juma visita, de nada mais nada menos que seu noivo, Capitão MacKenzie. Madeline não sabe como reagir, menos ainda o que fazer.
- Então o que você quer ?
- É simples. Eu quero o que suas cartas prometeram. O que você contou para a sua família durante anos. Eu sou o Capitão Logan Mackenzie. Recebi cada uma das suas cartase, apesar da sua tentativa de me matar, eu continuo muito vivo.
Ele colocou um dedo debaixo do queixo dela e virou o rosto de Maddie para si. Para que ela puvisse suas palavras e acreditasse nelas.
- Madeline Eloise Gracechurch... eu vim para me casar com você.
Madeline acaba se casando com Logan na mesma noite. Não porque o ama, ou ele a ama, o motivo é simples, ela o inventou,enviou cartas, e ele a ameaça, agora ela precisa encarar as consequências. Logan deixa claro que seu coração não tem espaço para o amor, e ela acaba negando consumar o casamento sem de fato conhecê-lo.

Logan descobre que Maddie não é quem ele pensava ser, ela é gentil, amorosa, e não é tão egoísta quanto ele achava que era. Ele acaba indo de fato atrás dela, pois depois da guerra, ele e seus companheiros não tem mais casa para voltar. Ele se sente responsável por eles e fará qualquer coisa para que tenham um lar, inclusive se casar com uma londrina mimada.



Logan é bem cabeça dura e demora um pouco para perceber que está apaixonado por sua esposa. Ele acaba fazendo várias coisas para deixá-la feliz. Os companheiros de batalha de Logan, dão um ar suuuuper divertido ao livro, o deixando mais leve, um dos diálogos em especial, me divertiu bastante, os rapazes dão conselhos a Logan, de como levar enfim sua esposa para a cama. Afinal ele precisa consumar o casamento para que ele se torne real.
- Você tira a roupa, fica nu, e então mergulha no lago. Espere até que ela apareça,á sua procura. Porque ela vai aparecer. Elas sempre aparecem. Mas finja que não percebeu a presença dela. E então, quando ela estiver bem perto para ver, e depois que ela estiver observando por algum tempo, você sai da água de repente. Como um golfinho. Ou uma sereia. Rompendo a névoa e jogando o cabelo para trás com as duas mãos.
(...)
- Eu já fui casado- disse o normalmente silencioso Fyfe. - Vou lhe dizer o que ela quer. Os seus segredos. Sua alma. Você tem que se abrir ao meio e encontrar aquele pedacinho todo quebrado que chama de coração e esconde de todo mundo e até de Deus, se conseguir. E então sirva-o para ela em uma bandeja. Elas não aceitam menos que isso.
Aos poucos, entre idas e vindas, várias esquisitices de Maddie e várias risadas depois o casal acaba  acaba se acertando. Amei e ri bastante com esse livro, tia Thea é muito especial e Grant também. Esse livro é cheio de fofura, por várias vezes fiquei sorrindo e suspirando. Eu sou apaixonada por histórias que se passam na Escócia, e ninguém resiste a um kilt certo ? 

Recomendadíssimo, não deixe de ler !

Nenhum comentário

Postar um comentário