Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins

Autor: Stephanie Perkins
Páginas: 288
Ano: 2011
Editora: Novo Conceito
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Saraiva
Nota:                   
Sinopse: Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto — que tem namorada. Ele e Anna se tornam amigos próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?
Resenha: 
  Anna Oliphant é filha de um grande escritor de romances dramáticos (Nicholas Sparks fellings) dos Estados Unidos. Ele decide que o melhor para ela seria terminar os estudos em uma renomada escola de Paris, e ela rejeita a ideia imediatamente. Anna não poderia se imaginar longe de sua melhor amiga Bridgette, e não queria se afastar de Toph, o garoto que ela estava flertando, contudo seu pai estava decido e nada que ela fizesse mudaria sua decisão. Em pouco tempo, Anna se viu dando adeus aos seus amigos, ao possível namorado, a Atlanta, e encarando uma nova vida na cidade luz.

  Contrariando todas as suas expectativas negativas, logo ao chegar no colégio internato de Paris ela faz amizade com Meredith, e passa conhecer novas pessoas através dela. A partir disso, Anna percebe que sua vida nessa nova escola não seria tão complicada assim, mas o que ela não sabia era que sua complicação logo veria, e ele tinha nome, sobrenome e um sotaque irresistível.
   Étienne St.Clair era lindo, engraçado, amigo e com o sotaque mais lindo que Anna já viu, porém tinha um defeito, ele era comprometido.
"Desculpa, chefe Pierre. Estou um pouco distraída por causa dessa obra prima de garoto inglês, francês, americano."
Na cabeça da nossa protagonista, ela tinha zero chances, até St.Clair começar a demostrar o contrário. Será que coisa da imaginação da Anna? Os protagonistas se tornam melhores amigos, mas ela passa a sentir algo mais forte que a amizade, e o seu maior problema era saber se ele correspondia aos seus sentimentos. "Será que Anna vai conseguir seu beijo francês?"
"Ele é Étienne. Étienne, como na noite em que nos conhecemos. Ele é Étienne, ele é meu melhor amigo. Ele é muito mais."
"Adoro sua risada de menino, suas camisetas amassadas e seu gorro de crochê. Adoro seus grandes olhos castanhos e o modo como ele morde as unhas, e gosto tanto do seu cabelo que poderia morrer."
 
  O que dizer desse livro maravilho da Stephanie Perkins? Anna e o beijo francês foi primeira obra que li dessa autora, e eu mal espero para ler suas outras criações. Toda a história me envolveu de uma forma impressionante, e a protagonista me fez vivenciar cada emoção que ela tentava transmitir. Os personagens secundários são incríveis! O grupo Mer, Josh, Rashimi, St.Clair e Anna, me arrancaram boas risadas em momentos muito divertidos da história. E claro que eu não poderia deixar de citar o cenário, que é simplesmente divino! A ler, eu me sentia andando pelas ruas de Paris de tão detalhado e envolvente o livro era,  e vamos confessar que Paris é uma cidade linda para um romance desabrochar, com todos os seus pontos turísticos, juntamente com a Torre Eiffel que abrilhantava ainda mais toda a história. É um livro super leve e de fácil leitura, entretanto devo alertar que o mocinho é super encantador, apaixonante e com certeza entrará para sua lista de crushs literários (a minha já está enorme). Não tem como não suspirar por St. Clair.

  Esse livro é o primeiro de uma trilogia - Anna e o beijo francês, Lola e o garoto da casa ao lado e Isla e o final feliz - e é super recomendável para aquelas pessoas que adoram um romance com um pouco de drama, uma dose de comédia e lugares incríveis para visitar. Permitam que Anna e St.Clair os guiem por Paris, e por essa maravilhosa história de amor.
"É possível que lar seja uma pessoa e não um lugar? Bridge costumava ser o meu lar. Talvez St. Clair seja meu novo lar."

Um beijo e boa livroterapia  

Nenhum comentário

Postar um comentário