Resenha: Jogador nº 1 – Ernest Cline

Autor: Ernest Cline
Páginas: 466
Ano: 2015
Editora: Leya
Gênero: Ficção Científica
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Saraiva, Submarino
Nota:  
Sinopse: Cinco estranhos e uma coisa em comum: a caça ao tesouro. Achar as pistas nesta guerra definirá o destino da humanidade. Em um futuro não muito distante, as pessoas abriram mão da vida real para viver em uma plataforma chamada Oasis. Neste mundo distópico, pistas são deixadas pelo criador do programa e quem achá-las herdará toda a sua fortuna. Como a maior parte da humanidade, o jovem Wade Watts escapa de sua miséria em Oasis. Mas ter achado a primeira pista para o tesouro deixou sua vida bastante complicada. De repente, parece que o mundo inteiro acompanha seus passos, e outros competidores se juntam à caçada. Só ele sabe onde encontrar as outras pistas: filmes, séries e músicas de uma época que o mundo era um bom lugar para viver. Para Wade, o que resta é vencer – pois esta é a única chance de sobrevivência.

Resenha: 

"- Criei o OASIS porque nunca me senti à vontade em casa. Eu não sabia como me relacionar com as pessoas. Senti medo durante toda a minha vida. Até eu saber que estava terminando. Foi quando eu percebi que, por mais assustadora e dolorosa que a realidade possa ser, é também o único lugar onde se pode encontrar felicidade de verdade. Porque a realidade é real. Entendeu?"
O livro começa contando como está a Terra em 2044 através da perspectiva de Wade, um adolescente sem pai, sem mãe que mora com a tia que não liga para ele, mas não é só isso. Além disso não só onde ele mora, mas em boa parte as pessoas estão com fome, sem emprego, estão todos praticamente apáticos.

O criador de uma realidade virtual falece e deixa uma caça ao o ovo e quem achar ficará com toda sua fortuna, porém o livro vai mais além. Estou me conformando com o término desse livro, pois além de ser uma caça sensacional, ele também cita diversos jogos de game, muitos, muitos filmes e músicas, bandas fantásticas.

Eu literalmente entrei na história e tive a sensação de vivenciar tudo que Wade entre os outros personagens viveram.

Cada personagens têm suas características e ações que determina o quão uma amizade verdadeira vale e tem um romance geek (huuuuuum) incrível.

Com certeza eu não consigo ser justa com essa obra prima, mas recomendo muito. Não só para os geeks, nerds e afins, mas a todos que gostam de um bom game, uma história de ações e atitudes louváveis, além de ser uma leitura tranquila e que não pesa, mas precisa ser lido aos poucos, com atenção,  saboreando....

A capa é bem bonita, as folhas amarelas, o que facilita a leitura e não há erros ortográficos, leitura super recomendada!!!

Nenhum comentário

Postar um comentário