Resenha: Magnus Chase e os Deuses de Asgard - Rick Riordan

Autor: Rick Riordan
Páginas: 448
Ano: 2015
Editora: Intrínseca
Adicione: Skoob


Sinopse: Às vezes é necessário morrer para começar uma nova vida...
A vida de Magnus Chase nunca foi fácil. Desde a morte da mãe em um acidente misterioso, ele tem vivido nas ruas de Boston, lutando para sobreviver e ficar fora das vistas de policiais e assistentes sociais. Até que um dia ele reencontra tio Randolph - um homem que ele mal conhece e de quem a mãe o mandara manter distância. Randolph é perigoso, mas revela um segredo improvável: Magnus é filho de um deus nórdico.
As lendas vikings são reais. Os deuses de Asgard estão se preparando para a guerra. Trolls, gigantes e outros monstros horripilantes estão se unindo para o Ragnarök, o Juízo Final. Para impedir o fim do mundo Magnus deve ir em uma importante jornada até encontrar uma poderosa arma perdida há mais de mil anos. A espada do verão é o primeiro livro de Magnus Chase e os deuses de Asgard, a nova trilogia de Rick Riordan, agora sobre mitologia nórdica.

Resenha: Depois que a mãe de Magnus Chase foi morta por dois lobos para protege-lo, ele resolveu se esconder nas ruas de Boston. Porém, depois de dois anos, seus tios e sua prima Annabeth (Lembram dela? Quem leu Percy Jackson saberá) resolvem procurar por ele.

Um dos pedidos que sua mãe mais fazia, era para Magnus se afastar do seu tio Randolph, por isso ele não o procurou e preferiu ficar nas ruas. Seu tio também nunca demonstrou interesse em procurá-lo, porém, após dois anos decidiu encontrar seu sobrinho.


Para descobrir o que o seu tio estava tramando, o menino foi até a casa dele. Porém, após bisbilhotar um pouco, seu tio chegou e disse que Magnus estava correndo um grande perigo e que algumas pessoas queriam matá-lo. E convenceu o menino a ir com ele procurar um tesouro escondido que o pai dele deixou. Mas, eles tinham que ser rápidos. Tremores estavam cada vez mais fortes e aparentavam estar cada vez mais próximos.

"Mitos nada mais são do que histórias sobre verdades que esquecemos." 

Randolph levou o garoto para a ponte Longfellow, onde tinham barcos vikings decorativos, mas que ele acreditava ter um barco real viking, tanto que a ponte se tornou sagrada para esse povo. Ele pediu para seu sobrinho chamar pela espada que estava perdida no barco, afundada no mar, que somente ele poderia pegar já que era filho de um deus nórdico.

Magnus não entendia nada do que estava acontecendo, mas o tremor estava cada vez mais próximo e ele viu que a casa do seu tio estava pegando fogo. Então tentou puxar a espada, mas nada aconteceu. Uma segunda explosão aconteceu agora mais próximo, como uma explosão vulcânica e a ponte tremia cada vez mais.


O garoto tentou novamente e, no rio congelado abriu-se um buraco e de lá saiu uma espada enferrujada. Agora seu tio queria que ele tenta-se renova-la. Porém, um homem de pele extremamente negra apareceu e ele queria a espada. Seu nome era Surt e ele era o lorde de Muspellhem, reino dos gigantes do fogo e dos demônios.

"Quando digo negro, quero dizer que a pele era do tom mais puro e lindo de preto que já vi. Tinta de lula à meia-noite não teria sido tão preta. As roupas dele também: paletó e calça feitas sob medida, uma camisa de botão e gravata, tudo feito do tecido de uma estrela de nêutrons. O rosto era sobrenaturalmente bonito, como se talhado em obsidiana. O cabelo comprido era penteado para trás e imaculadamente arrumando com gel. As pupilas brilhavam como pequenos anéis de lava." 

Os amigos de Magnus, Blitz e Heath, tentaram ajuda-lo, mas não foram bem sucedidos. De alguma forma, a espada se renovou e ela guiava o menino nos movimentos, inclusive ele conseguiu cortar o nariz de Surt. Porém, ele acabou caindo e com um golpe colocou a espada na barriga do homem. Mas, caiu na ponte, levanto junto o lorde.


Magnus morreu, mas foi salvo por uma valkiria. Ele acordou em um hotel, localizado em uma cidade chamada Valhala, sem a espada. E logo descobre que se tornou um einherji, um soldado do exército de Odin. O grande problema é que no jantar, as valkirias devem mostrar os feitos heroicos dos novos soldados e Gunilla, a capitã das valkirias, acaba editando o vídeo de Sam, que salvou Magnus, e agora o destino do menino será visto pelas Nornas, três irmãs que controlam o destino dos deuses e humanos. Elas dizem que o menino é filho de Frey, "deus da primavera e verão; do sol, da chuva e da colheita; da abundância e da fertilidade, do crescimento e da vitalidade" e ela preveem o início do Ragnarök, que é o dia do juízo final.

"...Escolhido por engano, não era sua hora,
Um herói que, em Valhala, não pode permanecer agora.
Em nove dias o sol irá para o leste,
Antes que a Espada do Verão a fera liberte."

Durante a noite, seus dois amigos Blitz, que é um anão e Heath, que é um elfo, vão até o quarto de Magnus para ajudá-lo a fugir. Agora o menino precisa encontrar a Espada do Verão, e evitar que Surt libere Ferir, um lobo invulnerável, filho de Loki, e dê início ao Ragnarök.


Magnus Chase e os Deuses de Asgard, é um livro incrível. Eu sou fã de mitologia e conhecia pouco da mitologia nórdica. Assumo que gostei muito do que eu conheci. Também sou fã de Rick Riordan e estava com bastante saudade de suas histórias e claro, curiosa para conhecer seu novo personagem.

Enquanto eu lia, achei impossível não comparar esse livro com toda a série de Percy Jackson. Amo as duas histórias, porém, achei que o escritor cresceu muito nesse livro. Ele conseguiu aproximar ainda mais o personagem do leitor e eu achei fantástico. Sem falar que o toque de humor que ele deu ao Magnus, que eu amei, porque conseguiu deixar o personagem mais legal.

Como vocês já devem ter percebido, eu amei o Magnus. Um personagem corajoso, descontraído, que sempre pensa nos seus amigos. A cada página que eu lia, me encantava mais por ele. E sem falar que ele se parece muito com o Kurt Cobain.


Também gostei bastante de outros personagens, como Blitz, o anão que se veste muito bem, Heath, o elfo surdo e mudo, mas que sempre quis ser feiticeiro e aprender a magia das runas, e Sam, que é uma valkiria, filha de Loki, que sofre por ninguém confiar nela, por ser filha de um deus mentiroso.

Sobre a história, eu achei incrível. Não fiquei cansada em nenhum momento, pelo contrário, não consegui largar o livro e li muito rápido. Adorei acompanhar toda a jornada de Magnus e seus amigos para impedir o Ragnarök e, como sempre, Rick Riordan conseguiu me encantar com mais um livro, e me deixou extremamente curiosa para ler a continuação, porque o final é maravilhoso.

Sobre o livro, eu amei a capa. É uma das mais bonitas que eu já vi. As folhas são amarelas, a fonte é boa para a leitura e o que eu mais gostei foi que em cada início de capítulo, temos uma cabeça de lobo aparentemente soltando fogo.

Impossível não dar cinco estrelas e favoritar. Indico para todos que querem se divertir e embarcar nessa aventura com Magnus para combater o Ragnarök.

20 comentários

  1. Oiee

    Estou super curiosa com esse livro e já deu pra perceber que vou gostar.
    Adoro mitologia nórdica.
    A capa é maravilhosa!!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oiii Carolina, tudo bem?
    Infelizmente não tenho muito interesse em realizar a leitura dessa obra, principalmente porque não consigo gostar da escrita de Rick, tenho dois livros dele e estão parados na minha estante.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Olá Carolina!
    Ganhei de aniversário e estou doida para ler. Queria terminar antes a segunda saga do Percy, estou terminando, e já vou emendar com o magnus Chase. Adoro mitologia nordica então é certeza que vou pirar rs
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - Participe do nosso SORTEIO do ANIME FRIENDS <3

    ResponderExcluir
  4. Amo mitologia Nordica e estou louca nesse livro desde que vi o lançamento. Nao curto muito livros com adolescentes e nao tive boas experiencias com o Riordan, porem o fato dele estar trabalhando numa mitologia que me atrai muito eh mais forte que eu e saber que tem muitas pessoas amando tanto a leitura desse livro.


    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  5. Olá.
    Genteeee que livro rico em detalhes, muita coisa só em uma resenha, imagino como é o livro então, uma aventura e tanto. Nunca li nada do autor e confesso que infelizmente não curto o genero embora a premissa seja bem interessante. Que bom que você gostou do livro e não conseguiu larga-lo, é tão bom quando isso acontece.
    Amei sua resenha e preciso dizer mais uma coisa. SEU BLOG ESTÁ MARAVILHOSO.

    ResponderExcluir
  6. Fiquei encantada. Esse livro parece ser muito bem escrito. E ali no Magnus ter morrido e ser salvo, me lembrou até Game Of Thrones hehehe.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  7. Oi, Carolina
    Apesar de sua empolgada resenha, eu não tenho muita vontade de ler o livro.
    Gosto de enredos com aventuras e fico feliz que esse seja um livro em que a narrativa flua bem e rápido, mas acho que a descrição mesmo que não me chama atenção.
    Mas para quem pretendo ler obras nesse estilo, é uma ótima dica.

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Adoro rick riordan e ainda mais quando tem mitologia nórdica envolvida.
    Gostei muito da sua resenha. Bj

    ResponderExcluir
  9. Oi, amei a capa e achei a premissa do livro interessante, já que curto mitologia no geral e esse por retratar a mitologia nórdica, me atraiu mais, já que não li muito sobre essa mitologia. Achei a historia bem desenvolvida e envolvente, digna de uma fantasia. Dica anotada.
    bjus

    ResponderExcluir
  10. Eu amo livros desse gênero, e esse já estava na minha lista desde o lançamento. Infelizmente ainda não pude comprá-lo, mas espero conseguir logo. Amei sua resenha, conseguiu me deixar com mais vontade ainda de ler. Ah, nunca li nada do Rick e tenho muita vontade, muitas pessoas falam super bem dele.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  11. Oi
    Tudo bom?
    Rick <3 como não amar?
    Adoooro a escrita dele, e o mundo que ele cria... como ele mescla mitologia com adolescentes, é incrível!
    Adorei sua resenha, fiquei curiosa para ler o livro, ainda não tinha lido resenha dele!
    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Oi.

    Depois de Percy Jackson, nunca mais li nada do Rick Riordan. Espero poder ler esses livros, na verdade até pensei algumas vezes em ler, mas sempre mudava de ideia por pensar que fossem chatos ou ruins. Agora que vi que não são, vou correr e ler.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oiee tudo bom???

    Titiooo Rick é sempre maravilhoso.
    Eu adoro a forma como ele escreve os livros, e ainda por cima sendo Ya, que eu adoro.
    Eu estou atrasada com os livros dele, não sei porque deixei isso acontecer... agora quando vejo resenhas eu entro em desespero.
    Uma coisa que amei nessa nova série, é que ele lincou com os personagens de outros livros!!! Adoro quando isso acontece.

    =)

    ResponderExcluir
  14. Oie
    faz um bom tempo que n]ao leio nada do autor e nada do gênero, que bom que curtiu tanto o livro, quem sabe um dia eu arrisque depois de ver uma resenha com tantos elogios hahah

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Carol sua linda, tudo bem?
    Essa história parece ser incrível!!! Fiquei curiosa para descobrir porque sua mãe não queria que ele procurasse o tio, será que o tio tinha alguma intenção com a espada, que só ele poderia buscar? E em que aventuras e confusões esse se meteu. Tenho certeza de que irei adorar essa livro. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?

    Deu pra sentir o quanto vc curtiu o livro, isso é muito bacana.
    Confesso que não li nada desse autor, assisti um filme da outra série de livros dele, Percy, e gostei do filme.
    Curto essa pegada de Deuses e tas, vc conseguiu me deixar curiosa. :D Anotando a dica!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Olá Carolina,

    Eu ainda não terminei esse livro acabei abandonando, mas não foi porque não gostei da história, foi por ter que esperar o segundo, mas sinto que já está na hora de dar andamento a essa leitura haha. Gostei da sua resenha e me incentiva a continuar a obra.

    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Que capa é essa, hein! Coisa mais linda! Eu comprei alguns livros do Rick Riordan para o meu sobrinho e ele adorou, não conseguia parar de ler, fez altas propagandas. Desde então eu estou mega curiosa para algo do autor. Assim que der, pegarei os livros que dei ao meu sobrinho emprestados para ler. Este eu ainda não compre para ele, mas farei isso assim que der.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  19. Olá Carol!!!
    Bem, apesar do sucesso estrondoso de Percy Jackson não tive vontade de conhecer os livros, apenas vi o filme.
    Também curto um pouco de mitologia, porém tenho que admitir que essa releituras não me chamam atenção mas em todo caso né??
    Parabéns pela resenha, está maravilhosa :3

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Olá, sou suspeita para falar, pois adoro todos os livros do "Tio Rick"...ainda não consegui ter tempo para conferir esse, mas espero poder ler em breve. Sua resenha me deixou ainda mais curiosa.

    Abraços

    ResponderExcluir