Resenha: Mar de Tranquilidade - Katja Millay

Autor: Katja Millay
Páginas: 368
Ano: 2014
Editora: Arqueiro
Adicione: Skoob
 
Sinopse: Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.
A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.
À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.
Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.
Resenha: Mar de Tranquilidade foi uma agradável surpresa em todos os sentidos.  Havia visto a capa em vários lugares, mas não sei, achei estranha. Enfim, resolvi ler a sinopse e de cara me interessei.

O livro parece ser bastante simples, dois personagens que estão na merda, cada um a sua maneira, tentando viver um dia após o outro. Nastya uma adolescente de 17 anos, que usa maquiagem como se fosse a noiva do Chuky, roupas muito curtas, e é vista como uma vadia, a máscara perfeita. Porém, a incógnita já começa ai, o que a levou a fazer isso?

E temos Josh, que desde o início conhecemos a base da história, perdeu toda a sua família e aos 17 anos está sozinho no mundo. A morte vira sinônimo em sua vida, as pessoas têm medo de chegar perto dele. Adorei o Josh desde o início, ele tem um humor negro incrível, às vezes parei um pouco e fiquei... Nossa, humor negro da melhor qualidade. Ele faz móveis maravilhosos, gosta de ficar sozinho.

Então o caminho dos dois se cruza, aí sim a história começa de verdade. Fiquei confusa no começo, há muito suspense. Mar de Tranquilidade não é um livro fácil de ler, tem drama, muito drama, porém é voltado para o público jovem-adulto. A história dos dois é construída de forma lenta, um dia por vez. E isso eu achei maravilhoso, eles se conhecem aos poucos. A escrita é tão bem elaborada que é impossível largar o livro. Cada capítulo deixando novas emoções.

A narrativa é feita em primeira pessoa, alternando entre Nastya e Josh. Eles estão longe de ser perfeitos, ou aqueles personagens clichês. São perfeitos em suas imperfeições. Temos Drew, um amigo muito estranho e atrapalhado. Clay e seus desenhos que revelam a alma, e outros personagens secundários incríveis, que você  ama como se eles fossem os principais.

Mar de Tranquilidade trouxe uma grande mistura de sentimentos, eu quis abraçar o Josh e no momento seguinte estapeá-lo, demorei um pouco para entender Nastya, ficava me perguntado o que havia acontecido com ela, o sarcasmo dela é maravilhoso e eu particularmente adoro personagens assim. Eu consegui visualizar a garagem de Josh e todo o conforto que lá os dois tinham, sentir o cheiro do verniz, o cansaço das corridas.

Então se você está atrás de um livro muito bem construído, cheio de personagens marcantes, e literalmente sem clichês, leia esse livro que fala sobre perdas, fraquezas, recomeço, angústia, luto, mas também fala sobre amor, amor em sua forma mais bonita. E apaixone-se por essa história linda, como eu me apaixonei.

14 comentários

  1. sempre achei a capa desse livro estranha, porque a história não condiz com a capa e nem o título.
    Acho a história boa sabe? E parece ser uma ótima surpresa.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Oii,
    Eu amo esse livro e você falou tudo que eu penso e sinto a respeito dele <3. Uma história maravilhosa, sem clichês, com personagens bem construídos e tudo muito bem colocado, Mar da Tranquilidade com certeza é aquele livro que te engana pela capa e te surpreende pelo conteúdo, um livro que merecia muito mais destaque do que ele realmente tem e que nos encanta do início ao fim.<3

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oiii
    Eu li esse livro deve ter uns 10 meses a história e bem interessante, eu gostei bastante e recomendo bastante, algumas amigas minhas detestaram, mas faz parte não e mesmo?
    Gostei bastante da resenha, parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ola lindona a capa desse livro é tão linda, faz tempo que quero ler, os protagonistas cada um vivendo ao seu modo com suas dores se encontram, adoro quando dois sofredores se unem para tentar achar uma saída para toda infelicidade, mesmo sendo uma leitura como você mesmo disse em alguns pontos confusa, quero muito ler. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Há um tempo eu vi o lançamento desse livro e confesso que fiquei muito interessada na premissa e achei a capa muito instigante. Agora com a sua resenha fiquei mais interessada na leitura e vou tentar incluí-lo nos meus próximos livros para ler. Adorei a sua resenha!

    Abraços
    http://www.colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Também achei a capa desse livro bizarra... rsrs... mas sempre fiquei meio longe desse livro por ser livro com adolescentes... eles normalmente me dão nos nervos, não sei se leria, mas vou te dizer que sua resenha me deixou bem dividida, pois fiquei curiosa em conhecer os dramas dos personagens, mas essa coisa da guria se fantasiar de algo por algum motivo aparente me cheira a crise aborrecente... prefiro não me arriscar por enquanto... rsrs

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  7. Oi, Yohanna!
    Eu comprei esse livro pq a indicação de uma amiga foi "Bia, você gosta de drama e de livro que te faça chorar, então você precisa ler esse livro". Comprei, mas ainda não consegui pegar ele pra ler. Só que agora depois dessa tua resenha eu já estou pensando em coloca-lo na minha pilha de próximas leituras, pulando a vez de alguns livrinhos rsrs.
    Também adoro personagens sarcásticos, eles sempre me conquistam. Pronto, agora quero conhecer Nastya e Josh!!!!
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  8. Olá
    tive a mesma impressão que você sobre a capa, não gostei dela não. A história parece interessante, meu interesse por ele vem em uma crescente, cada resenha que leio fico ainda mais curiosa quanto a esses dois mesmo sendo um livro arrecente XD.
    Beijinhos.

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Li Mar da Tranquilidade recentemente e me encantei com a história.
    Assim como você, também achei a capa estranha, mas após ler tantas resenhas positivas, fiquei curiosa para ler e todas as minhas expectativas foram superadas.
    O Josh é um lindo e a Nastya com sarcasmo é uma protagonista interessante.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  10. Olá linda,
    Outro dia vi esse livro sendo vendido por 10,00 nas Americanas e fiquei na dúvida de comprar ou não. Agora que li sua resenha me apaixonei por Josh e quero muito me envolver com o drama desse casal sinônimo de dor e morte.

    Beijos,
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    EU já li esse livro e gostei dessa trama. Foi um enredo bem delicado, daqueles que me deixou pensativa por dias. Gostei bastante dos personagens, de sua características marcantes, e até mesmo os seus defeitos. Foi um casal que muito me conquistou.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem/

    Sou louca para ler este livro desde que lançou, e até comprei. Mas você acredita que ainda não li. Acabou ficando na fila. Mas sinto muita vontade de ler ainda. E sua resenha só fez eu lembrar da vontade que eu tinha e porque. Sinto que irei me emocionar muito. Vou até colocar ele no meu criado mudo para infiltra-lo nas leituras de maio. Haha.

    beijos
    http://chalecult.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Não sei se eu leria. A capa é bem bonita, mas a história não me cativou. Pelo menos, nesse momento, eu não incluiria na minha lista. Mas quem sabe em outra oportunidade...

    ResponderExcluir
  14. Esse livro nunca tinha me chamado a atenção, mas a sua resenha me deixou bem interessada, pois gosto muito dessas narrativas que despertam esse misto de sentimentos em nós. Acho que estou precisando de um livro bem assim nesse momento. :)

    Tatiana

    ResponderExcluir