Resenha: Os 13 Porquês - Jay Asher

Autor: Jay Asher
Páginas: 256
Ano: 2009
Editora: Ática
Adicione: Skoob

 
Sinopse: Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.



Resenha: Quando se é adolescente os sentimentos estão a flor da pele, tudo é mais amplo e intenso. As amizades, a família, a escola, todos provocam em nós as mais variadas sensações. Sentimos-nos no centro das atenções, temos medo de dar vexame e ficarmos marcados pra sempre na memória de todos esses indivíduos. É uma fase complicada, essa é a verdade. Mas e se pra completar todos esses dilemas, você sofresse bullyngs e realmente virasse o centro das atenções, e pior, ter sua imagem distorcida com as piores fofocas possíveis? Foi o que aconteceu com Hanna Baker, uma jovem de dezesseis anos que só queria passar por despercebida na escola, ser apenas uma aluna simples, sem escândalos no histórico.

A história é narrada por duas pessoas, Hanna através de fitas cassetes, e seu amigo e “paquera” Clay Jensen. Nessas fitas a Hanna explica treze motivos que a levaram a se suicidar. Cada motivo foi causado por uma pessoa. Ela quer que todas essas treze pessoas entendam seu papel no trágico desfecho da historia.
“As regras são bem simples. São só duas. Número um: você escuta. Número dois: você repassa...”
Então Cley se vê com algumas fitas cassetes para ouvir e um mapa com a localização dos locais onde Ela sofreu as ofensas. Não vou citar todos os nomes e motivos, mas apenas o primeiro. Hanna deu seu primeiro beijo em um garoto chamado Justin Foley, marcaram um encontro num parque à noite, algo simples e romântico, nada demais certo? Errado. Depois de um tempo surgiram boatos baseados nesse beijo. E Hanna de uma simples moça, passou a ser uma “piranha”. E aí as pessoas passaram a ver essa Hanna, não tentaram por nenhum momento questionar a veracidade dos fatos. Apenas a julgaram e a excluíram de seus círculos de amizade. Os rapazes passaram a assediá-la, e a maioria das outras moças a ignorá-la.

Cley vai ouvindo fita por fita, rodando toda a cidade, passando pelos pontos sinalizados no mapa, e entendendo melhor cada situação pela qual Hanna passou. E cada lado virado sua expectativa aumentava mais e mais, ele não entendia por que seu nome estava na lista das treze pessoas que causaram, de certa forma, a morte da Hanna. E quando finalmente chega sua vez, temos a impressão de que o garoto vai ter um ataque cardíaco. O motivo é surpreendente, juro que chorei, não consegui resistir, sou uma manteiga derretida, confesso, rsrs.
“Não consegui evitar. O que todo mundo pensava de mim estava fora do meu controle.”
Quando se sofre bullyng por uma pessoa, parece que você vira um alvo, outras pessoas passam a achar que podem também fazer algo para te agredir. E Hanna teve treze, uma atrás da outra. Sabe, julgar uma pessoa por ter se suicidado é muito fácil quando se está de fora e vê apenas o que esta dita pessoa quer que tu veja. Mas viver as situações, sentir cada consequência na pele das coisas que lhe foram tachadas não é fácil. O bullyng tem efeitos tão devastadores na vida de alguns jovens, que merece um olhar mais atencioso por parte dos adultos. Pais, professores, políticos, todos nós.

Quantas Hannas serão necessárias se suicidar para as pessoas começarem a respeitar as outras? Essa história tem uma mensagem muito linda, apesar de tudo. Ela nos mostra a importância que atenção ao próximo tem. Dar um bom dia, perguntar se está tudo bem. Respeitar as diferenças.
“Muitos de vocês se importaram comigo, mas não o bastante. E isso... isso é o que eu precisava saber.”

17 comentários

  1. Outro dia estava numa livraria e vi ele por lá.
    Tô bem ansiosa para ler ele sério, por causa do assunto de bulliyng e suicídio, dois assuntos delicados de se tratar e alguns autores fazem isso bem.
    Existe muitas Hannas pelo Mundo a fora e preciamos dar mais atenção a isso.Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Li esse livro e foi uma das piroes leituras que tive, agora fujo desse tema assim que o vejo. Tenho um caso de suicidio na familia e quer saber o autor não tratou bem o caso, mesmo com toda boa atenção.
    Beijos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Marcia,
    Tudo bem?
    Já ouvi falar tanto desse livro que não sei se quero ler.
    Quem sabe mais para frente eu leia.
    Ótima resenha... Me fez refletir sobre muitas coisas, pois é fácil julgar ou inventar algo sobre alguém, porém ninguém nunca imagina que não seja verdade.

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Ai várias amigas minhas já me indicaram esse livro, mas não sei acheo que não consigo fluir leitura com ele, apesar de ser muito bem recomendado, e uma história tão pesada não e mesmo? Mas quem sabe, mais para frente eu de uma chance?

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho muita curiosidade em ler esse livro e ainda espero poder ter meu exemplar em minha estante. O assunto é bem intrigante e causa muitas revoltas mesmo.Imagino que a trama deve ser bem complexa e ao mesmo tempo delicada demais. E infelizmente são coisas que acontecem bastante em nossa realidade, por questões de julgamentos e afins.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  6. Poxa, que enredo marcante e intenso, não é? Eu já conhecia o livro, mas nunca soube do que se tratava. Estou surpresa, mas também com curiosidade para ler um dia! O bullying sempre será um assunto sério :/ envolve vidas!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá Marcinha!
    Tenho curiosidade em ler esse livro apesar de achar que vou me sentir desconfortável. Sofri bastante bullyng na escola e acho que o tema tem que ser cada vez mais abordado. Pode parecer brincadeira de criança mas machuca.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - ÚLTIMA SEMANA! MEGA SORTEIO DE ANIVERSÁRIO! LANÇAMENTO STEPHEN KING + TIMOTHY ZAHN E RENATA VENTURA AUTOGRAFADOS!

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?

    Achei interessante a sinopse e sua resenha deu um up a mais para o livro entrar na listinha Devo Ler. O meu problema é que, de verdade, não consigo entender bullying. Não que eu não tenha sofrido - única negra em colégio de brancos ricos, nos anos 1980 - eu sofri. Mas respondia a altura. Entendo a prática e sei o quanto magoa, não entendo o abaixar a cabeça, o se matar por causa de idiotas mal amados.

    Bjss
    Bel Góes

    ResponderExcluir
  9. Oi Marcinha, tudo bem? Eu li esse livro já tem um tempinho, e apreciei muito a leitura. Foi forte, triste e ao mesmo tempo nos passa uma lição super preciosa né?
    Adorei a resenha.
    Beeijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Conheci esse livro esses dias mesmo e já coloquei na minha lista de desejados. Fiquei super curiosa com a história e eu adoro livros assim, que nos dão lições importantíssimas.
    Bj
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  11. Oie. Eu estou muito ansiosa para ler esse livor, ainda não o fiz. Essa temática de Bullyng e Suicídio deve ser bem frágil e tornar o envolvimento do livro muito impactante.
    Parabepns pela resenha.
    Beijos
    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Mais uma resenha excelente sobre este livro! Ainda não tive a oportunidade de ler, mas está na minha lista, com certeza, é uma leitura feita para abalar as estruturas!

    ResponderExcluir
  13. oie!
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, e posso dizer que a sua resenha está perfeita. Me deixou bastante curiosa para conferir essa trama, e refletir nas consequencias dessa violência que está acontecendo muito hoje em dia.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  14. Oi. Já faz um tempo que quero ler esse livro e até agora não sei qual foi o motivo de eu ainda não ter lido. Sempre ouço falarem super bem dele e isso me deixa ainda mais curiosa e com mais vontade de lê-lo. Tenho certeza que vou ler ainda esse ano.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Marcia! Tudo bem? <3

    Já que você gostou de "Os 13 Porquês", é mais um motivo para conhecer "O Último Adeus". O livro vai sair em junho pela DarkSide Books. Fica a dica :) http://www.darksidebooks.com.br/o-ultimo-adeus/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ficar de olho Nilsen, obg pela dica :)

      Excluir
    2. Vou ficar de olho Nilsen, obg pela dica :)

      Excluir