O Silmarillion - J.R.R Tolkien

15 de fevereiro de 2020

Titulo: O Silmarillion
Autor: J.R.R Tolkien
Páginas: 496
Ano: 2019
Editora: HarperCollins Brasil
Gênero: Aventura, Fantasia, Literatura Estrangeira
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse: "O Silmarillion" é um relato dos Dias Antigos da Primeira Era do mundo criado por J.R.R. Tolkien. É a história longínqua para a qual os personagens de "O Senhor dos Anéis" e "O Hobbit" olham para trás, e em cujos eventos alguns deles, como Elrond e Galadriel, tomaram parte. Os contos de "O Silmarillion" se passam em uma época em que Morgoth, o Primeiro Senhor Sombrio, habitava a Terra-média, e os Altos-Elfos guerreavam contra ele pela recuperação das Silmarils, as joias que continham a pura luz de Valinor. O livro começa com "O Ainulindalë", o mito da criação do Universo, seguido pelo "Valaquenta", onde estão descritas a natureza e os poderes de cada um dos deuses. O "Akallbeth" narra o apogeu e a queda do reino da grande ilha de Númenor no final da Segunda Era e "Dos Anéis de Poder" fala dos grandes eventos no final da Terceira Era, como narrado em "O Senhor dos Anéis".
Resenha:



Onde tudo começou? Como tudo começou? Quem começou? quando você lê ou até mesmo assiste aos filmes de Senhor dos Anéis, você quer uma resposta direta a essas perguntas, é então que uma das obras mais completa e mais detalhada de Tolkien entra para solucionar todas as suas dúvidas sobre o seu reino.

Li a anos atrás (mas bota anos nisso), O Hobbit e mesmo sendo acontecimentos anteriores aos de O Senhor dos Anéis, não explica lá muito sobre o surgimento de tudo. O Silmarillion conta a história mais voltada para o lado dos Elfos, o surgimento deles, em que época ou onde, e até mesmo conta com o mapa antigo como se fosse o surgimento do mundo, o começo do livro é um tanto poético, mas conforme o tempo passa, Tolkien expressa sutilmente o tempo passando de Era em Era, as falas dos personagens mudam, de um antigo dialogo até chegar o nosso mais atual, ficando como nas conversas de  O Senhor dos Anéis, mas lembre-se que isso acontece muito devagar no livro para que você sinta o tempo da história passando. 

A língua Élfica que todos adoram e conhecem através dos livros e dos filmes também é explicada e um pouco ensinada no livro. Línguas essas que são: Quendian primitivo, Common Telerin, Common Eldarin, Sindarin e Quenya, além de você também conhecer um pouco da língua dos Anões o Khuzdul, já vi criticas do livro dizendo que ele é cansativo e chato por se tratar do início de tudo, discordo, quando comecei a ler, simplesmente não consegui parar, pois em cada Era, as batalhas eram diferentes e a comunicação deles mudava, isso tornava a história muito mais interessante e incrível fazendo você literalmente entrar definitivamente no mundo criado por Tolkien. É bom lembrar-lhes que o livro foi reeditado por Christopher Tolkien (como eu gosto de falar: o Tolkien Filho) então ele faz uma apresentação do que a obra significa para ele. o que vai ajudar na interpretação do mundo de seu pai para uma melhor compreensão da história.



Lembram dos vilões de Hobbit e de O Senhor dos Anéis? Eles aparecem lá, e te digo, eles são grãos de poeira para os vilões desse livro, são fraquíssimos comparado aos vilões primordiais, e mais uma coisa, não espere os Hobbits aparecerem na história, o livro retrata muito antes do surgimento deles, o livro é narrado por elfo, e conta com os principais seres que surgiram no mundo primeiro, Elfo, Humanos, e Anões nesta ordem, vocês verão os pais, avós, bisavós e trisavós dos personagens que você conhece em O Senhor dos Anéis.

O livro é muito bem escrito e detalhado, a tradução dele está perfeita, e sem erros ortográficos, Tolkien filho foi responsável por nos apresentar os mapas do mundo antigo do Tolkien pai então lhes digo, aproveitem e mergulhem nesse mundo e nessa história fantástica criada por J.R.R Tolkien.

4 comentários

  1. Nossa, eu também li O Hobbit há tanto tempo que admito que minha memória ruim certamente deixou se perder muitos detalhes da obra.
    Por isso quando me perguntam se li Tolkien, costumo dizer que ainda não. É uma obra que prometi reler nesse ano.
    Só tinha visto este livro acima por alto, nunca havia de fato lido alguma resenha dele, mas com certeza é o tipo de livro que todo fã e não fã precisa, só para que respostas aconteçam!!
    Já vai pra listinha de desejados!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Esse livro já era um desejado! Agora eu simplesmente preciso reler ele nessa edição.
    Os livros de Tolkien são complexos e por isso alguns acham eles lentos ou tediosos. Obviamente, não é o meu caso que considero os livros e o mundo fantástico que Tolkien criou de extrema qualidade e sempre me encanto os lendo.
    adorei a resenha 😍

    ResponderExcluir
  3. Olá! Mas gente confesso que fiquei perdida já na sinopse (risos). Dessa história eu fiquei apenas com os filmes #sorry e naquela “vibe” bem superficial, não foi uma história que me prendeu tanto assim, por isso, tenho aqui uma faca de dois gumes, talvez essa seja a oportunidade para finalmente me render de uma vez por ela, ou a pá que eu precisava para enterrar de vez essa vontade (#alouca).

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu não li nada ainda desse autor mas já ouvir fala bastante do Senhor dos anéis, Hobbit, são historias fantásticas e já assistir ao filme mas não entendi nada, talvez pretendo ler o livro mas não sei quando. Gostei do livro, tem uma ótima premissa e uma maneira de apresentar o mundo desde o inicio.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir