Universo Desconstruído - Vários Autores

Título: Universo Desconstruído
Autor: Vários
Páginas: 287
Ano: 2013
Editora: Independente
Gênero: Ficção Científica
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Universo desconstruído 
Nota:                       
Sinopse: Coletânea de contos de Ficção Científica com a proposta de trazer questionamentos às desigualdades de gênero. Cada autora e autor convidado contribuiu com sua própria visão de Ficção Científica feminista, com histórias que buscam desconstruir estereótipos de gênero..

Resenha: Você já ouviu falar de Ficção científica feminista? Não? Eu também não, até conhecer o livro Universo Desconstruído aonde encontraremos contos que não somente trazem a mulher como destaque como também fazem uma critica à violência contra todos os tipos de identidade de gêneros.E o mais importante: tira esses personagens  do segundo plano e lhes dá o papel principal, mostrando que a diversidade existe  é bonita e muito relevante sim.
Como são contos, irei escolher três para deixar vocês com um gostinho de quero mais e se quiserem saber mais sobre esse projeto maravilhoso visitem Universo Desconstruído, não irão se arrepender.


Codinome Electra  (Lady Sybylla)

Aqui nesse conto, temos como protagonista Electra, uma agente que teve seu corpo modificado a tornando uma máquina hiper eficiente no combate aos magojins, uma raça alienígena que ameaça seu planeta.

Na sua operação de combate, Electra consegue capturar um magojin - algo que nunca ninguém havia feito antes - e ao tentar leva-lo ao QG,ela irá descobrir coisas que foram escondidas dela e de toda a população de seu planeta.Por que os alienígenas eram idênticos à eles? Tanto fisiologia quanto genética?E o mais importante: porque seus superiores não queriam que ela soubesse isso?
Esse foi um dos contos do qual mais gostei, pois nossa personagem é forte, determinada e mostra compaixão pelos seus não tão iguais assim.

"Nossos antepassados constituíam uma ala liberal da sociedade que tentava lutar contra o preconceito, o racismo, a misoginia e tentava mostrar os erros seculares do mundo. Mas isso levou a um conflito armado, uma guerra urbana entre forças de um governo repressor(...)"



Quem sabe um dia, no futuro (Alex Luna)
 
Aqui nesse conto, temos o relato de uma mulher que o único propósito é o de ser uma esposa, a perfeita dona de casa, embora fique implícito que ela é um cyborg ou algo assim, seus conflitos e pensamentos nos deixam com um pouco de dúvida quanto sua verdadeira natureza.
É estranho ler a submissão tão almejada e relatada como uma conquista  pela personagem.
Também observamos que a humanidade chegou num momento aonde os humanos escolhem com quem querem ter filhos, mas não se casam como hoje em dia, por isso eles escolhem "esposas" e "maridos" perfeitos.
"Como todo homem, alguns dias por semana ele precisa sair com amigos, fazer exercícios, se divertir, e eu fico esperando , como uma boa Esposa. É bem óbvio que eu não preciso de ginástica para satisfaze-lo. Meu corpo não vai melhorar. Somente obedecer. Foi para isso que eu fui criada, não?"

Meu nome é Karina (Ben Hazrael)


Esse é um dos contos que mais me angustiaram, pois aqui iremos conhecer a história de Karina.
Ela começa narrando a sua ida à uma clinica, aonde ela está como cobaia de um experimento para esquecer memórias de seu passado, memórias essas muito dolorosas que envolvem seus pais e a não aceitação de seu pai quanto a sua transexualidade.
E tem muito mais coisas dolorosas no seu passado, mas não irei contar para não dar spoilers ;)
"Aos doze anos  de idade passava a maior parte de meu tempo trancafiada no porão da casa dos meus avós paternos tentando de todas as maneiras lembrar meu nascimento. era a maneira que havia conseguido encontrar para justificar o pesadelo diário de estar em um corpo que não era meu, pensava que algo existiu de errado lá, naquele momento de gestação e precisava saber por quê."

Existem mais sete contos que são: Uma terra de reis (Dana Martins); Eu,incubadora (Aline Valek); Um jogo difícil (Leandro Leite); Memória sintética (Camila Mateus); Réquiem para a humanidade (Thabata Borine); Cidadela (lyra Libero); Projeto Áquila (Gabriela ventura);
Não deixem de visitar o site e conferir esse projeto e as outras obras lá disponíveis, ok?
Até a próxima ;)

2 comentários

  1. Oi Karla, o projeto parece ser muito bom e render ótimos contos colocando as mulheres como protagonistas. A capa tá bem legal e dos contos que você citou achei o da Cyborg que quer ser somente esposa e dona de casa o mais diferente e aparentemente destoante, mas que pode render uma história bem interessante. Curti a dica ;)

    ResponderExcluir
  2. Karla!
    Achei a premissa do livro super interessante e gostei ainda mais por ver que são contos, um estilo que gosto muito de ler por poder ver diversos pontos de vista sobre um mesmo assunto.
    “Inteligência não é não cometer erros, mas saber resolvê-los rapidamente.” (Bertolt Brecht)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir