Resenha: A Hospedeira - Stephenie Meyer



Autor: Stephenie Meyer
Páginas: 560
Ano: 2009
Editora: Intrínseca
Gênero: Ficção americana
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Shoptime
Nota:  

Sinopse: Melanie Stryder se recusa a desaparecer. Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores. Suas mentes são extraídas enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo.
Quando Melanie, um dos humanos 'selvagens' que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a 'alma' invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade pela qual Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente.
Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua incapaz de se separar dos desejos de seu corpo. Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida em uma espécie de exposição forçada.
Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa pelo homem que ambas amam.




Resenha: A Hospedeira não é só mais um livro de ficção científica. Vai muito além disso. Começa com a história de Melanie (Mel) que acaba arriscando a própria vida para que seu irmão não seja pego pelos alienígenas.

Porém, o que ela não esperava é que continuaria viva na mente de sua invasora (Peregrina). Com o tempo Mel vai mostrando flaches do homem que ela ama, e Peg acaba gostando também dele, não só dele, mas também do seu irmão. Peg não sabe bem como lidar com esses sentimentos, mas arrisca e ajuda Mel a encontrá-lo e ver se estão bem, vivos e a salvo, mas nem tudo são flores. Tem a buscadora que quer informações sobre o paradeiro dos outros humanos e Peg faz de tudo, mas Mel não deixa que ela veja.

No decorrer do livro Peg acaba por tentar ajudar Mel. A ver se seus amado e seu irmão estão bem. Ela vai de carro para que chegar ao destino, enquanto Mel vai por onde consegue ir. Acabam tendo que deixar o carro e caminhar por um bom tempo. Seu tio Jeb a encontra e toma um susto vendo que sua sobrinha foi transformada em um deles, porém acaba deixando ela vá com ele e os outros, pois para ele Mel, talvez ainda esteja dentro do próprio corpo.

Alguns capítulos depois vemos a amizade e o amor das duas crescerem e não só isso, mas também vemos o amor em suas diferentes formas: amor de mãe, amor de irmã/irmão, de tios, amor de amigos, enfim em todas as suas formas o amor, com certeza muda o mundo.

Ah! Se as pessoas vissem o que o amor pode fazer.

Enfim, livro recomendadíssimo. É um pouco grande, mas vale muito a pena. É bem mais detalhado que o filme, pois são mídias diferentes. É uma leitura gostosa, tranquila e a escrita da autora nesse livro melhorou muito se comparado a série crepúsculo.



Um comentário