Resenha: Ecos do Espaço (Earth & Sky 1) - Megan Crewe

Autor: Megan Crewe
Páginas: 320
Ano: 2015
Editora: Jangada
Gênero: Ficção Científica
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon, Americanas, Saraiva, Submarino
Nota: 
Livro cedido pela Editora para Resenha
Sinopse: Skylar tem 17 anos e, desde que se entende por gente, é perseguida por sensações de que algo está terrivelmente errado. Mas, apesar dos ataques de pânico que a atormentam, nada nunca acontece, e Sky já está começando a acreditar simplesmente que ela não é normal. Sua vida sofre uma reviravolta quando ela Win, e descobre a chocante verdade que é a causa de suas premonições: somos todos cobaias. Há milhares de anos, a Terra está à mercê de cientistas alienígenas que não se importam nem um pouco com os seus habitantes e nos utilizam em seus experimentos de manipulação do tempo. Win é membro de uma facção rebelde que está tentando colocar um fim nisso e ele precisa da ajuda de Skylar mas, a cada alteração do passado, o próprio tecido do espaço-tempo se fraciona um pouco mais e logo poderá não restar mais nenhum planeta Terra para se salvar.

Resenha: Mais um livro que me conquistou de imediato, demorei para ler, mas isso foi algo que não foi culpa do livro, foi minha mesmo, sabe quando a gente "empaca"? pois é...porque? não faço ideia! Mas empaquei e com isso demorei mais de um mês para ler.

Quando finalmente parei de enrolação e o peguei para ler, o fiz em poucos dias. O livro trás um misto de alienígenas e viagens no tempo, o que, de cara, me conquistou, pois gosto das viagens no tempo. Os alienígenas? Não gostava muito não, até ler Obsidiana e ver que os carinhas são bem legais....hehe...

Quando vi o segundo livro entre os lançamentos da editora, não perdi tempo, corri atrás de saber qual seria o primeiro para ler logo e poder ler a sequência!

Então, esse é o primeiro livro, que trás Skylar, conhecida entre os seus poucos amigos por Sky. é uma menina cheia de traumas, quando ela tinha 5 anos seu irmão sumiu, assim, do nada, saiu para dar uma volta e nunca mais voltou. Doze anos se passaram e nada de notícias do garoto. Sky cresceu então, cheia de incertezas, pensando que poderia ter feito alguma coisa diferente, que fizesse com que seu irmão não partisse.

Por causa dessa insegurança e dessas incertezas, ela cresceu tendo ataques de pânico, que ela aprendeu a disfarçar, esconder de todos a sua volta. Ela tinha impressões de que coisas ao seu redor estavam "erradas", os ataques começavam e com a ajuda de algumas pedrinhas que ela sempre carregava consigo, acalmava. Acontece que essas sensações de que alguma coisa estava errada não eram coisa da cabeça dela, era algo que ela percebia por ser mais sensível do que todos ao seu redor.

Durante um desses episódios, Sky conhece Win, um alienígena muito bonitinho que viaja no tempo a fim de acabar com pesquisas que seu povo faz com a terra, coisa que está fazendo com que a terra se torne instável, o que pode ser o fim de todos aqui. Ele faz parte de um grupo de rebeldes alienígenas que não concordam com tais pesquisas e acaba descobrindo que Sky tem uma sensibilidade que pode ajudar seu povo a encontrar uma arma que os ajudará a acabar com as pesquisas e consequentemente com as viagens no tempo.

Essa percepção de "errado" dela, não era algo de sua cabeça, ela conseguia perceber alterações que os viajantes do tempo causavam e com isso, a menina acaba ajudando numa corrida pelo tempo e pelo espaço, a fim de chegar primeiro a tal arma.

Então, será que vão conseguir? E o sumiço do irmão dela? Sky vai descobrir o que aconteceu afinal de contas? E a tal arma? O que é?

Saltando entre passado e futuro, fugindo de caçadores e tentando devolver a ordem ao planeta, o que acontecerá afinal?

Recomendo a leitura para que gosta do tema, mas se você procura romance, nem pensa! Gostei disso no livro, o foco são as viagens, é a busca pelo incerto entre passado e futuro. Romance? Fica em segundo plano. As vezes romance de adolescente tira o brilho de uma história que pode ter muito mais pra mostrar, que é o caso da obra!


O livro é bem bonito, tem orelhas, não é edição econômica, a capa é legal, bem coerente com o contexto, as folhas são amarelas e eu não encontrei erros durante a leitura. Já estou ansiosa pelo segundo livro, Sombras do Espaço!


Nenhum comentário

Postar um comentário