Brigada dos Amaldiçoados - Vanessa Godoy e Albert Vaz

6 de janeiro de 2019

TítuloBrigada dos Amaldiçoados – Escola de Magia – Livro 01
Autor:  Vanessa Godoy e Albert Vaz Páginas: 400 Ano: 2018 Editora: Universo da Literatura – Selo da Universo dos Livros Gênero: Ficção Brasileira, Ficção Fantástica Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:    
Sinopse: Da mesma criadora da Escola de Magia e Bruxaria do Brasil, chega às livrarias o primeiro livro ambientado neste universo mágico.
Hector é um garoto normal, veio de uma família de bruxos tradicionais e tudo que ele mais quer é entrar na Escola de Magia e Bruxaria do Brasil. Apesar de tudo que passou com seus pais, agora ele é feliz com seus avós, que o fazem acreditar no melhor lado dos bruxos. Porém, sua entrada para a EMB pode colocar em xeque todas as suas convicções sobre o que é ser vilão.
Quando ele se envolve com Alma Damas e assume o lugar de braço direito de Petrus Romanov na liderança das Serpentes, Hector precisa decidir se vai lutar por um mundo onde os puros-sangues devem tomar o poder ou se deve lutar para manter mestiços e não mágicos a salvo.
Agora, anos depois, e dando aulas na Escola de Magia e Bruxaria do Brasil em Campos do Jordão, Hector terá toda a verdadeira história de sua vida revelada e os alunos da EMB poderão finalmente saber se todos os boatos que correm o castelo são verdadeiros. O que aconteceu em 1996, o último ano letivo de Hector, Alma e Petrus, que culminou em uma guerra entre os bruxos no Brasil.
Escola de Magia: Brigada dos Amaldiçoados é o primeiro livro da saga que revelará os segredos escondidos por pessoas poderosas, expondo para todo o mundo os bruxos do mundo mágico brasileiro.
Este livro foi cedido pela Editora Universo dos Livros, porém as opiniões são completamente sinceras. Não sofremos nenhum tipo de intervenção por parte da Editora.


Resenha:

Escola de Magia – Brigada dos Amaldiçoados é o primeiro livro da série que promete trazer ao público leitor brasileiro uma saga mágica e épica totalmente nacional.

Para quem espera algo no estilo Harry Potter, é um livro que bebeu dessa fonte e utilizou dezenas de referências da saga do bruxo inglês para a escrita. Desde a criação da experiência de imersão no castelo em Campos do Jordão, onde os fãs de fantasia e bruxaria de Harry Potter, poderiam conhecer o dia a dia de uma escola de Magia, os autores, usaram a inspiração da saga já estabelecida para cativar o seu público. Então podemos notar diversas referencias indireta a trama inglesa, já que por razões obvias devido a direitos autorais, usar o mesmo nome de personagens e nomenclaturas seria impossível, mas elas estão ali para qualquer fã perceber: Uma escola de magia com quatro casas, com as quatro cores, uma Floresta Proibida no limiar, seres místicos, aulas de poções, jogo de argobol, etc.

O que para uma imersão deve ser um fato fantástico, não é difícil imaginar que deve ser uma aventura passar alguns dias imerso nesse mundo fantástico, para um livro, ter tanta referencia a outro, não foi bom, o tempo todo eu tive a impressão de estar lendo uma das famosas obras de fãs.

É claro, que nem tudo é algo que pode ser lido na série inglesa.

Brigada dos Amaldiçoados narra história de um aluno bruxo que durante seus sete anos escolares passará por grandes dilemas morais, situações onde sua vida se moldará, bem como fazer escolhas entre o bem e o mal.

Hector o personagem principal, é um bruxo que passou por situações de abandono e maus tratos com seus pais, filho de um casal de bruxos das trevas, ele cresceu ciente de que ambos não eram pessoas corretas, seu pai inclusive sempre fez questão de maltratá-lo, sua mãe apesar de conivente com o descaso e violência do marido, é a única que demonstra de certa maneira amar o filho. Quando ambos se envolvem em algo que não podem lidar resolvem fugir e deixam o filho na casa dos avôs. O que é definitivamente a melhor coisa que já aconteceu a Hector. Com os avôs ele conhece o verdadeiro amor e como é estar ao lado de pessoas corretas e de bons corações.

O que poderia ser a salvação para o jovem que só teve antes maus exemplos, acaba não sendo suficiente para formar o caráter do jovem. Hector é um protagonista fraco diante de todas as decisões, ele acaba se deixando manipular, seja por falta de vontade de lutar pelo o que é certo ou pelo fato de desejar ardentemente ser parte de algo, agradar as pessoas que ama. Essa característica dele, foi o que mais deixou difícil realmente o entender. Em um momento ele deseja uma vida simples, deseja ser honesto e um segundo depois, ele esta pronto para odiar os não mágicos, trapacear para vencer e não se importa mais com os avôs que tanto amou meses atrás. Várias desgraças acontecem em sua vida, o que acaba facilitando para ele perder a fé na bondade e se voltar para o lado das magias proibidas.
“Não se culpe pelos problemas do mundo, Hector. Você não pode salvar o mundo todo sem morrer no final.”
Ao entrar na escola Hector conhece Alma Damas, uma bruxa misteriosa e com má fama, por quem se apaixona a primeira vista, e para agradá-la e ao demais ele acaba se deixando levar para o grupo de alunos promissores da Casa das Serpentes. O grupo é guiado por outro aluno também novato Petrus Romanov, que já conhecia Hector e o considerava um grande bruxo em potencial, e no relacionamento desses três personagens que vamos aos poucos entrando nos mistérios e trama do livro.

Petrus é o líder das Serpentes, um bruxo russo que vem ao Brasil com um segredo e grandes planos. Ele deseja uma revolução no mundo mágico e para isso deseja um expurgo de tudo que for não mágico ou fraco, esse ódio é destilado aos poucos e com ajuda de Hector e Alma, ele forma a Brigada dos Amaldiçoados, é claro que não é somente sobre supremacia bruxa esse livro, é uma história, com detalhes intricados e muito ainda para ser desvendada, uma profecia moveu esses jovens em direção a uma guerra que veremos nos próximos livros.
“Quando descobrirem sobre nós, a primeira coisa que farão será nos caçar. Eles não ficarão em casa, tremendo de medo de nós; eles pegarão tochas novamente e tentarão nos queimar em uma fogueira.”
A leitura apesar de começar um pouco devagar, conforme vamos conhecendo melhor os personagens e suas motivações e planos o ritmo flui bem melhor, existem alguns pontos que espero que nos próximos livros melhore bastante, o uso excessivo de reviravoltas na trama, acabam por deixar ela previsível, após as três primeiras reviravoltas, quando o suspense começava a ficar interessante ou a historia começava a ficar muito confusa eu já esperava a próxima reviravolta surgir do nada. O que destrói toda a intenção de uma reviravolta na literatura, outro ponto que particularmente não gostei foi o uso do artifício “Deus Ex-Machina”, também em excesso, pelo menos em três situações, os autores simplesmente tiraram uma solução para um problema, ou criação de um problema da cartola de magia deles, ou seja, resolvendo o problema do enredo, de um personagem ou de situação aparece do nada, de modo súbito.

Esses detalhes da narrativa, alguns fatos que parecem muito mal explicados e a narrativa de passagem de tempo que me pareceu um pouco crua foram os detalhes que deixaram a leitura menos interessante no meu ponto de vista, porém, com uma visão macro do livro, é uma leitura interessante, com o final do livro ficamos de frente a uma nova situação que deixou em aberto muitas possibilidades a trama esta se tornando mais sombria e fica impossível não querer saber como este jovem e manipulável Hector se tornará o atual professor da Escola de Magia.

Então deixem de lado as comparações inevitáveis com Harry Potter e aproveite a magia brasileira dos autores Vanessa e Albert, o mundo mágico ao alcance de um passeio em Campos de Jordão.

14 comentários

  1. Oi Vivian,
    Bem, para começar eu já não curti esse monte de elemento igual a Harry Potter, não me parece uma inspiração, e sim uma cópia mal feita, mas vamos lá, é um universo que gosto então fica fácil encarar. Mas, o personagem principal não me pareceu ser do tipo que conquista, e - mais uma vez - a jornada dele é bem parecida com a do Harry também, acho que os autores tinham tudo para ter uma história original e não conseguiram, infelizmente.
    Adoro fantasia, mas esse não é um que pretendo ler!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vitória, boa tarde. Concordo com você. Os autores tinham definitivamente um material muito bom para trabalhar. Infelizmente o livro peca muito por utilizar elementos de Harry Potter (eu que sou fã não consegui em nenhum momento separar a história de uma possível fic do universo), sem contar a falta de empatia que o protagonista tem. O mistério que ficou em aberto e a promessa de um tom mais maduro e sombrio são o que ainda a podem me fazer dar uma chance as continuações. Veremos.
      Eu adoro fantasia mas esse realmente não vai figurar entre os favoritos.
      Obrigada por comentar. Tenha um ótimo domingo.
      Beijos
      😉💚

      Excluir
  2. Oi! Não conhecia essa livro, pela descrição me parece um pouco com HP sim, mas não sou super fã de HP então esse não seria um problema para mim. Que pena que você não curtiu tanto assim :( Eu gosto muito de fantasia também e talvez eu dê uma chance!
    Abraços!

    www.ironicageek.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Wandressa, eu sou super fã de fantasia, e digo que você deve dar uma chance sim ao livro, acredito que ele tem potencial, inclusive espero que nos próximos livros exista uma evolução no estilo de escrita dos autores e que eles se afastem da sombra de HP. Acho que foi mais isso que me impediu de gostar mais do livro. Tem vários pontos na trama que eu achei bem interessante.
      Se ler, me fala o que achou, vou adorar conhecer sua opinião. :D
      Abraços xD

      Excluir
  3. Oi, Vivian
    Difícil não ficar comparando esse livro com a Saga de Harry Potter.
    E ainda tem um personagem principal Hector que não é tão simpático para conquistar os leitores.
    Vamos ver se nos próximos livros melhora essa trama.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana, exatamente assim que me senti, não consegui evitar as comparações e não me liguei emocionalmente ao protagonista, mas aqui estou eu esperando que exista uma evolução nos próximos livros e que a trama fique mais original e interessante.
      A esperança não a toa esta relacionada a cor verde da Sonserina, ops da casa das Serpentes desse livro.
      Beijos.

      Excluir
  4. Olá! Apesar de ser uma grande fã de HP, o enredo desse livro não despertou muito meu interesse, acredito que tantas semelhanças com o Universo HP deixem a história um pouco cansativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elizete, tudo bom?
      O que me chamou a atenção, foi que existe a imersão no castelo em campos do Jordão, para um fã de HP eu queria muito ir, quando vi que ia sair um livro inspirado nos professores da escola, pensei: Uma escola de bruxaria no Brasil deve ser bem interessante. Acabou que a leitura não foi tão única como eu esperava, tem bons elementos, porém, não me cativou ou se desligou da obra que a inspirou. Uma pena, agora esperando para ver a evolução nos próximos livros ou não.
      Beijos.

      Excluir
  5. Estou lendo ele, mas não estou gostando. No começo estava adorando, mas depois só decepção, tanto que ainda nem terminei de ler, deixei de lado para ler outros livros. Mas uma coisa que gostei nele foi o QR CODE para ouvir musica, pena que tem só uns 2 no livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ycaro, bem lembrado, eu adorei o QR CODE (apesar que li o livro em uma viagem e estava sem acesso a internet no momento, só pude apreciar a música dias depois.)
      Bem interessante, ainda mais para quem gosta de ouvir música enquanto lê.
      No começo também tive esperança de que o livro ia ser bom, acabou que não foi a melhor leitura do ano, se você terminar, me conta o que achou, das reviravoltas e do final
      Beijos :D

      Excluir
  6. Olá, Vivian! Adorei a resenha.
    Esse livro tinha me chamado a atenção recentemente, fiquei curiosa a respeito do que o tema iria abordar, mas tenho medo de, no fim, parecer uma fanfic ou realmente uma cópia de HP. Mas vou dar uma chance! Como você disse, realmente parece ter potencial.
    ps: adorei os quotes.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bia. Tudo bom?
      Quando soube desse livro fiquei bastante empolgada (sou uma fã do universo HP). o primeiro livro tem muitos pontos que me deixaram bem insatisfeita com ele, e outros que gostei bastante. infelizmente os autores escolheram um tema muito conhecido e impossível não ter comparações.
      Eu estou na esperança de um amadurecimento do estilo de escrita para os próximos livros.
      Se ler,passa aqui e me conta como foi sua experiência.
      Beijos.

      Excluir
  7. Me desculpa aos autores, mas isso está parecendo uma fanfic.
    Gosto muito de fantasia, porém esse não me interessou muito. Vou esperar sair a continuação e ver as resenhas pra ver se melhorou essa história. Quem sabe eu dou uma chance pra conhecer esse livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Breno, sim eu entendo, existe tantos elementos de outra história que o ar de fanfic existe e não é pouco.
      Estou aguardando os próximos com um pontinho de fé de que melhore!

      Excluir