Opostos - Saga Lux, 5 - Jennifer L. Armentrout

22 de agosto de 2018

Título: Opostos - Saga Lux, 5
Autor: Jennifer L. Armentrout
Páginas: 344
Ano: 2018
Editora: Valentina
Gênero: Fantasia, Ficção científica, Jovem adulto, Literatura Estrangeira, Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: Katy sabia que o mundo mudou na noite em que os Luxen chegaram.

Ela não podia acreditar que Daemon deu as boas-vindas à sua raça ou ficou de pé enquanto sua espécie ameaçava destruir todos os humanos e híbridos na Terra. Mas as linhas entre o bem e o mal se misturaram, e o amor se converteu em uma emoção que poderia destruí-la… destruir a todos.

Daemon fará qualquer coisa para salvar aos que ama, inclusive se isto implicar em traição.

Eles deverão se unir a um inimigo improvável se quiserem ter alguma possibilidade de sobreviver à invasão. Mas quando rapidamente se torna impossível distinguir o amigo do inimigo e o mundo está desmoronando ao seu redor, eles podem perder tudo - inclusive aquilo que mais amam - para assegurar a sobrevivência de seus amigos... e da humanidade.

A guerra chegou à Terra. E não importa o resultado, o futuro nunca será o mesmo para os que ficarem.

Resenha: Começando pelo óbvio depois de ler os 5 livros da série! Sim eu adorei!!! De verdade, se tornou uma das minhas séries favoritas, os anteriores, que já haviam saído no Brasil eu já reli várias vezes! Cada vez que um novo saia, eu relia os anteriores. Fiz isso com esse último também!

Você pode ler a resenha dos anteriores:

Livro 1: Obsidiana.
Livro 2: Ônix.
Livro 3: Opala.
Livro 4: Originais.

Não é Hot, mas tem cenas bem apimentadinhas entre o nosso casal mais querido, nada de mais, nem coloquei pimenta na classificação porque não é o caso, mas Jesus amado!!! Quando Daemon e Katy não estavam matando e caçando inimigos estavam transando...santa mãe de deus!!! Mas eu vi as cenas deles da seguinte forma, não como sexo e sim como descobertas. Não eram descrições apelativas, eram descrições de sentimento, de entrega, de amor! E sempre com aquela comédia que a autora aborda entre o casal!

Preciso pontuar uma coisa aqui! Já disse antes que a autora mescla vários estilos e nesse além de não ser diferente ainda podemos dizer que há certa distopia e um pouco de zumbi...kkkkk....tá, não vamos exagerar como os zumbis, ninguém come ninguém (literalmente falando né...) mas bom, vou explicar logo, logo!

"...- Não sei - Pressionei as têmporas com as pontas dos dedos. A gente bem que podia usar Os Vingadores no momento.
- Pro inferno com eles. Precisamos do Loki - Retrucou Daemon.
O general arqueou a sobrancelha.
 - Bom, infelizmente o universo Marvel não é real, portanto..."

Pois é, é isso....No final do quarto livro, para se livrar do Deadalus, Daemon, Kat e seus amigos se revelam ao mundo, e ao fazer isso, mortes acontecem e o improvável também, outros Luxen descem à terra para tomá-la. E aí entram os zumbis...os Ets que aqui estão não respondem mais por si e passam a agir literalmente como zumbis, até Daemon e seus irmãos. Abandonam Katy e seus amigos à própria sorte. Mas como o amor fala mais alto Daemon consegue libertar sua mente e foge com Katy e seu irmão. Dee por outro lado está completamente dominada, não pensa por ela mesma e o ódio que emana dela, que não é algo natural à ela é intenso a ponto de ela querer matar o próprio irmão, se ele não se juntar aos ETs.

"- É sério isso? Mesmo com um grupo de alienígenas furiosos atrás da gente, tudo em que você consegue pensar é beijá-la?
- Beijá-la é sempre a coisa mais certa a fazer."

A batalha agora é impedir que os Luxen tomem a terra e para isso no meio de uma emboscada o Deadalus aparece e sequestra os amigos. A surpresa é que agora eles os querem como aliados, o tal programa que usava os Luxen foi desativado para sempre e a ideia é que todos possam coexistir, mas para isso, eles têm que se unir e acabar com os caras maus. e quem irá aparecer para ajudar??? Os Arun, o mais improvável dos aliados aparece e aí está a distopia (claro que é só brincadeira....ou não....), os Ets que vieram estão destruindo tudo e tomando a forma das pessoas que eles escolhem.

Eu não posso e não quero falar muito porque certamente vai ter spoiler, mas tem coisas que não dá pra deixar passar, por exemplo: uma gravidez assustadora se confirma e um bebezinho híbrido-et nasce.

Kat está mais louca do que nunca, aquela obsessão que ela tinha de não ser um peso, definitivamente acabou. Ahhh e o safado do Daemon gosta disso...

"Ela pulou de lado no último minuto, dando uma forte joelhada entre as pernas dele e espalmando as mãos em sua cabeça curvada. A fonte emergiu de suas palmas e escorreu por cima da cabeça do desgraçado.
Mais um fora de combate.
Maldição, Kat era absolutamente fantástica."

O governo por fim deixa Daemon e toda a sua família em paz, mas como é de praxe a autora mata mais gente querida e dessa parte eu não gostei. Em contrapartida as amizades se fortalecem, o amor prevalece e a paz volta à terra em meio a muita destruição.

Daemon e Katy enfim podem viver suas vidas sem mais percalços...será????

Durante uma briga Katy trás a amiga Dee de volta, conseguindo libertá-la dos Ets, enfim estão todos juntos novamente.

" E então aconteceu.
Kat levou a mão à boca ao mesmo tempo que uma explosão de luz ofuscante fez com que a imagem na tela oscilasse por alguns instantes. Ela, então, estabilizou. tudo continuava como antes, exceto que todos os carros na rodovia tinham parado. Nada se movia, e...
A cidade inteira estava apagada."

As cenas de Katy e Daemon são hilárias e Archer e Dee vão pelo mesmo caminho, formam um casal super fofo e como Archer é um Original e pode ler a mente ele e Daemon também protagonizam cenas ótimas!

Enfim, a série toda foi ótima e posso dizer que a cada volume ficava melhor. Tenho pena de ter que me despedir de Daemon , Katy e seus amigos. Simplesmente adorei e não encontro críticas negativas, a leitura fluiu super bem, foi impossível encontrar erros, não percebi nenhum, a capa está bem bonitinha, coerente com o conteúdo e a diagramação, perfeita!

O romance entre os protagonistas não foi enfadonho. A confiança entre eles, a partir do momento que nasceu, jamais se abalou, mas isso não fez com que ela fosse uma mocinha dependente do namorado e eu gostei disso nela. Se precisasse quebrar tudo, até mesmo Daemon pelo que ela achasse que era o certo, ela o faria, e isso deu força ao casal para que pudessem, por fim, expulsar os caras maus.

"Cara, ela me fascinava, em todos os aspectos. Kat não era só linda, era muito mais do que isso. Era inacreditavelmente forte, e carregava as cicatrizes dessa força como uma lutadora profissional. Além disso, era inteligente e teimosa, mas, acima de tudo, gentil. E me dera o maior presente que alguém poderia me dar ao retribuir o meu amor."

Se você acha que eu falei demais, não viu nada! Não contei um décimo do que acontece.
Enfim recomendo muito essa série que me conquistou completamente. Em tempo, a narração novamente é feita hora por Daemon, hora por Katy, o que deixou tudo melhor ainda! Conhecer os pensamentos dele e ver o que ele sente pela Katy foi ótimo!

Já estou pensando em reler!!!!

4 comentários

  1. Oi, Denise,

    Como eu não dei início à leitura da série por completo - e ainda mais por esse ser o desfecho final -, eu optei por não prosseguir até o final da resenha, para evitar qualquer descoberta importante.

    Entretanto, imagino que esse tenha sido um livro intenso e com muitos acontecimentos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise!
    Ainda não li livros da saga, confesso que tenho expectativas bem positivas sobre e espero mto conseguir ler um dia.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá! Confesso que ainda não comecei a ler essa série (#vergonha), já ouvi (li) muita coisa boa em relação a ela, mas ainda não tive oportunidade. Mas me empolguei bastante com a resenha e adorei os quotes apresentados, deu para perceber que eu vou rir muito durante a leitura.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Já ouvi fala muito dessa série, já li resenhas e achei o livro muito interessante e estou bastante curiosa por ele. A trama é bem envolvente e muito bom quero e espero ler esse ano.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir