A Torre Partida - Barton Mitchell

Título: A Torre Partida - Saga da Terra Conquistada - Livro 02
Autor: J. Barton Mitchell
Páginas: 472
Ano: 2015
Editora: Pensamento
Gênero: Distopia, Ação, Aventura
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:     
Sinopse: Neste segundo volume da Saga da Terra Conquistada, Mira, Holt, Zoey e Max embarcam numa jornada épica em busca da Torre Partida - um marco famoso e sombrio no meio do cenário mais perigoso do mundo: as Terras Estranhas. Os poderes de Zoey despertam, mas quem ela é continua sendo um mistério. Tudo o que ela sabe é que precisa chegar à Torre Partida. Os alienígenas, chamados pelos sobreviventes de Confederados, perseguem Zoey, e entre eles um novo grupo cujas intenções parecem diferir das dos demais. Para tornar tudo pior, o Bando - grupo que persegue Holt - também está nas Terras Estranhas, liderado por uma bela e ameaçadora pirata chamada Ravan. Assim como o primeiro amor de Mira, Benjamin Aubertine, cuja ambição desmedida para chegar à misteriosa Torre pode levar todos à morte. E há também as próprias Terras Estranhas, que inexplicavelmente começam a se expandir, tornando-se ainda mais poderosas e mortais. De alguma forma, tudo parece ligado à Zoey, e quanto mais perto da Torre mais enfraquecida ela parece ficar.
Resenha:



O primeiro livro foi eletrizante, com personagens substanciais e um cenário pós-invasão alienígena grandioso. Fiquei com receio de entrar na sequência e me decepcionar, afinal dar seguimento a uma obra, mantendo a mesma qualidade não é tarefa fácil. Porém meus medos foram infundados, o autor conseguiu se superar e trouxe uma continuação arrebatadora.

A narrativa toda em 3ª pessoa, com trocas de pontos de vista entre os personagens torna a história ainda mais dinâmica. Grande parte da história acontece nas Terras Estranhas, onde Mira e Holt possuem a incumbência de levar Zoey até a A Torre Partida. Eles sabem que para interromper os planos dos Confederados, Zoey tem que chegar em segurança ao seu destino, mesmo não tendo consciência do que essa operação resultará para a Terra.
"Holt não entendera completamente tudo o que ele tinha revelado à menina, mas uma coisa tinha ficado clara: para obter as respostas de que Zoey precisava, havia um lugar aonde ela precisava ir - um marco tenebroso no centro das Terras Estranhas chamado A Torre Partida."

Foi fácil infiltrar-se na história e percorrer junto com nossos heróis uma paisagem hostil, desoladora e em constante transformação. Aprovei a introdução de novos personagens, que trouxeram mais profundidade e veracidade ao passado de Holt e Mira, permitindo que o leitor dispusesse de informações fieis a respeito de suas vidas, afinal pouco ou nada conhecíamos de suas existências.
Além dos inúmeros obstáculos que Mira, Holt e Zoey tiveram que enfrentar, mistérios foram desvendados, entre eles a real motivação de Zoey e por que as Terras Estranhas se transformavam tornando-se cada dia mais instáveis.
"Holt tinha mencionado aquilo, a luz, mas era novidade para Mira. Ela não tinha visto Zoey usando seu dom na Cidade da Meia-Noite. Tinha quase morrido na ocasião, e a garotinha a salvara. Outro dos poderes dela, e o mais importante, Zoey podia deter a Estática. Bloqueá-la de alguma forma, tornar a pessoa imune. Pensar naquilo a deixava atordoada."
Estou completamente tomada pela obra, posso dizer que a história chega bem próximo da excelência. Situações cheias de perigo e muita ação fazem parte de cada página desse livro. O suspense anda de mãos dadas com o leitor e a descrição dos cenários é atordoante. Fiquei em choque com o final e mal posso aguardar pelo desfecho.


Recomendo essa obra para qualquer pessoa, afinal não é necessário ser fã de um gênero literário específico para se sentir atraído por uma leitura que convida a emoção e grandes acontecimentos.    

Um comentário

  1. Caraca que resenha!
    Colocando na lista dos não lidos.
    Dinâmica essa história. Quero ler.

    Beijo

    ResponderExcluir