Resenha: Herdeira do Fogo (Trono de Vidro, 3) Sarah J. Maas

Autor: Sarah J. Maas
Páginas: 518
Ano: 2015
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Americanas, Saraiva, Submarino
Nota:    
Sinopse: Celaena ressurge das cinzas ainda mais forte e letal. E parte em uma jornada em busca de uma obscura verdade: uma informação sobre sua herança e seus antepassados que pode mudar sua vida e o futuro de dois reinos para sempre. Enquanto isso, forças sinistras começam a despontar no horizonte e têm planos malignos para dominar o seu mundo. Agora, depende de Celaena encontrar coragem para enfrentar tais perigos, além de seus próprios demônios, e fazer a escolha mais difícil da sua vida..
Resenha: Pois é, terminei o terceiro rapidinho (Leia a resenha do anterior, Coroa da Meia Noite, aqui). Imaginei ao começar a ler Herdeira de Fogo que seria uma leitura  extremamente enfadonha por trazer tantos personagens e outros cenários, mas não foi o que aconteceu não. A leitura fluiu que foi uma beleza gente!

Dessa vez Celaena não está no Castelo de Vidro, foi para junto de sua tia, após uma armação que Chaol fez para afastá-la do rei. Lá ela conhece um guerreiro élfico rabugento e carrancudo que a treinará, a fim de fazer com que seus dons finalmente floresçam, coisa que não é nada fácil, já que a antipatia entre os dois é imediata.

Ao mesmo tempo, Chaol está no castelo, tramando contra o rei com um antigo inimigo e (pasmem) o primo da sua amada, que agora ele sabe exatamente quem é e a que povo pertence.  Junto a isso o príncipe tenta desesperadamente achar um meio de fazer com que sua magia se abrande para que seu pai não suspeite, acaba se envolvendo com uma improvável garota, que eu simpatizei de cara, infelizmente.

Em outro ponto, três clãs de bruxas se encontram a fim de treinar com umas "bestas" feitas pelo rei e prometidas à elas, se lutarem ao seu lado, só que para isso elas precisam treinar... e o mais difícil, parar de lutar entre si, pois é claro, se odeiam.

Pois eis minha gente que há reviravoltas surpreendentes nessa história toda! Celeana e seu guerreiro mandão acabam tendo que enfrentar um terrível inimigo enviado pelo rei e durante tal batalha a menina enfim se encontra, liberta seu poder e descobre que o tal guerreiro tem com ela mais afinidade que ambos poderiam imaginar,  mas é claro que eu não vou contar o que é.....

Já no castelo o rei continua fazendo suas maldades e a surpresa também é garantida quando ele promove prisões e mortes inesperadas! E que morte mais triste...até agora não digeri muito bem não....pra que.....pra que????😰

Enfim.....lá vou eu correndo para Rainha das Sombras! Essa é a vantagem de esperar para ler...emendamos um no outro!!!!!

Super recomendado!!!!

Um comentário

  1. Olá Denise,
    eu amo de paixão essa série, na verdade amo tudo que a Sarah escreve. Tentei isso de esperar com a Corte de Espinho e Rosas, só aguentei até o segundo kkkkk
    Gostei bastante da forma como você consegiui resumir a história, eu demorei para escrever essa resenha, pois o livro é enorme e eu fiquei "como assim? ... como assim?" no final rsrs

    PS: vc já leu A Lâmina da Assassina?

    Beijos,
    Anne
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir