Resenha: Crave A Marca - Veronica Roth

Autor: Veronica Roth
Páginas: 480
Ano: 2017
Editora: Rocco
Gênero: Ficção americana
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon, Saraiva.
Nota:        

Sinopse: Primeiro de uma série de fantasia e ficção científica, Crave a marca é o novo livro de Veronica Roth, autora do fenômeno Divergente, com mais de 32 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. Numa narrativa cinematográfica, Veronica Roth narra a relação de dois jovens de origens e dons distintos – Cyra Noavek e Akos Kereseth – cujos destinos se cruzam de forma decisiva num planeta em guerra. Política, democracia, tolerância, amizade e redenção estão entre os temas abordados pela escritora neste lançamento, que chegou simultaneamente às livrarias de 33 países, em 17 de janeiro. Com uma narrativa eletrizante, repleta de batalhas espaciais e reviravoltas, Crave a marca surpreenderá não só os fãs de Veronica Roth, mas também de clássicos sci-fi como Star Wars.



Resenha:

Somos apresentados a um mundo completamente diferente, onde cada planeta tem sua população, é como se cada planeta fosse uma cidade e nesta galáxia a Assembleia é o sistema de governo, eles impõem leis, reconhecem planetas/povos, etc. Neste mundo cada pessoa possui um dom ou habilidade única resultantes pela corrente fluindo por seu corpo.

Akos é filho de um fazendeiro e uma oráculo do gélido (chamado assim por ser o planeta mais afastado do sol) planeta-nação Thuvhe. Quando ele e seu irmão(Eijeh) são sequestrados por soldados Shotet, os inimigos de Thuvhe, seu pai é assassinado e Akos faz uma última promessa a ele: levar seu irmão de volta pra casa.

Cyra é Irmã de um tirano brutal que governa o povo de Shotet. Seu dom da corrente não é benevolente como o de muitas outras pessoas, ele serve como uma maldição para ela, seu dom da corrente é a dor, serpenteando a todo momento por todo seu corpo, isso a faz tornar uma arma na mão de seu irmão, que a usa para torturar seus inimigos.

Akos possui um dom que pode ajudar Cyra, ele pode aliviar a dor sentida por ela, acalma-lá, impedindo que a dor serpenteie por seu corpo.

Para salvar seu irmão, Akos encontra apenas uma saída: apostar nos poderes de Cyra. E ela, por sua vez, percebe que Akos é sua única chance de sobreviver àquela tirania familiar. Juntos, seus destinos podem decidir o futuro da Galáxia.

Será que Akos vai conseguir cumprir sua promessa? Cyra vai conseguir domar e descobrir o seu dom verdadeiro? Pra isso precisam confiar um no outro, será que vão? Ou acabarão se destruindo?

E só uma última coisa, este livro daria uma bela adaptação cinematográfica!

Nenhum comentário

Postar um comentário