Nova Parceria do Blog: Bianca Hubert

28 de fevereiro de 2017

Olá, sabe aqueles livros que você se apaixona de cara pela capa??? Pois nossa nova Parceira Bianca Hubert escreveu um assim.

Deu "briga" no blog pra ver quem iria ler e o João saiu na frente!!!! heheheheh......

Vamos conhecer essa fofa hoje, porque amanhã teremos uma resenha maravilhosa de Elemental!



Adicione: Skoob

Sinopse:
"Em Helementtarë, Reino dos semielfos, quando o Rei ou a Rainha decide deixar seu posto, eles invocam seus criadores – a Mãe Natureza e o Elemento Maior – para ajudarem na Seleção que elegerá o próximo monarca. Então, a Natureza escolhe dez semielfos e dez semielfas, que possuem um dos quatro Dons Elementais principais (Água, Fogo, Terra e Ar), presenteando-os com uma moeda dourada para indicar que foram selecionados.
Arwen encontrou essa moeda e nunca se sentiu tão perdida. A jovem semielfa órfã sempre achou que seu dom fosse Rocha, até que a Natureza a destinou àquele objeto dourado, convocando-a para a Seleção – o evento mais importante do Reino. Agora, além de precisar descobrir qual é o seu verdadeiro Dom Elemental, também terá de desvendar como encarar provas que nunca imaginou enfrentar, e quem sabe assim finalmente descobrir suas origens."



A Autora: BIANCA HUBERT nasceu e cresceu em São Paulo, com seus óculos e aparelhos ortodônticos desde pequena. Em 2015, formou-se em Letras – Português/Inglês com Bacharelado em Edição, e segue aprendendo sobre o mundo editorial desde então. Apaixonada por viajar, conhecer comidas novas, apertar animais e fazer maratonas (somente no Netflix), terminou seu primeiro livro depois de quatro longos anos escrevendo-o. Atualmente, voltou a lutar com seu subconsciente para conceber seu segundo livro.

Redes Sociais:  
Wattpad: http://w.tt/1gCgNVe (três primeiros caps para degustação)

Onde Comprar:
Comprar:
Impresso (pelo PagSeguro): https://pag.ae/bbg9Pzy


Resenha : No Ritmo do Prazer - Carol Cappia { Em Andamento, Parceria}

Nova Parceria do Blog: Companhia das Letras


Olá gente, tudo bem????

Oh, eu estou muito bem, muito feliz e, de verdade, nem to acreditando, mas...
O Blog Eu Pratico Livroterapia passou na seleção da Editora Companhia das Letras!

Ainda to meio que "flutuando" com a notícia!!!!

Enquanto eu não trago novidades, resenhas, lançamentos da Editora, que aliás são maravilhosos, deixo vocês com as redes sociais para que sigam:







Psicopatas do Cotidiano - Katia Mecler

Autor: Katia Mecler
Páginas:253
Ano:2015
Editora: Leya
Gênero: Psicologia, Não-ficção.
Adicione: Skoob
Onde Comprar:Amazon
Nota:     
Sinopse: Diz o ditado que de perto ninguém é normal. E, de fato, basta parar um minuto para observar o seu entorno e você vai identificar aquela pessoa que é instável demais, outra que é inflexível demais, outra ainda que é teatral ou insegura ou arrogante ou submissa... Os desvios são muitos, e estão sempre à nossa volta. Às vezes são apenas características individuais, que não preenchem critérios para diagnóstico psiquiátrico algum, mas outras vezes são comportamentos repetitivos, peculiares e disfuncionais que causam danos físicos e psicológicos às próprias pessoas ou para aquelas que estão ao seu redor. Este livro identifica estes que são os psicopatas do cotidiano e explica em detalhes as características que levam essas pessoas a agirem assim. Para quem tem um deles ao redor, será uma oportunidade única de descobrir mecanismos que ajudem a manter a própria integridade, física ou psicológica, sem abrir mão da convivência.

Resenha: Você já ouviu aquele ditado "De médico e louco, todo mundo tem um pouco"? No livro da autora Kátia Mecler, Psiquiatra Forense,essa frase faz todo o sentido,pelo menos a parte do "louco".
"Nascemos com a semente do bem e do mal,mas como elas vão germinar,crescer e dar frutos depende de uma série de fatores que irrigarão a nossa existência."
Ninguém é igual ao outro, e vez ou outra observamos traços peculiares sobre determinada pessoas,seja no chefe autoritário e ditador, no namorado possessivo e ciumento,ou naquele amigo narcisista, todos demonstram algum traço mais marcante. Mas quando ele a passa a ser um transtorno de personalidade?
"Eles estão à sua volta, e não percebem o sofrimento que causam a si próprios e a quem tem que lidar com eles- são os psicopatas do cotidiano."
No livro, iremos encontrar três grupos divididos em A,B, e C e suas respectivas subcategorias:
Grupo A: Esquizoide: "Não levaria ninguém para uma ilha deserta."
                Esquizotípico:"No limite."
                Paranoide: "De olhos bem aberto".

Grupo B: Antissocial: "Os fins justificam os meios."
                Borderline: "Por um fio."
                Histriônico: "Minha vida daria uma novela".
                Narcisista: "Sabe com quem está falando"?

Grupo C: Dependente: "Por você eu largo tudo."
                Evitativo: "Na moita".
                Obsessivo-Compulsivo: "Linha dura".

Dividindo-os assim em grupos, a autora descreve cada personalidade de uma forma clara e objetiva sem que seja preciso sabermos qualquer termo médico ou científico.E o que é mais legal: além de personagens fictícios para cada transtornos,ela dá exemplos desses transtornos em filmes, músicas e personalidades conhecidas.
"Você é um trem que vai pra onde não importa Você ama sua existência infernal Dinheiro é tudo que deseja"(Letra da música Antissocial banda Anthrax.)
Mas longe de nos isolarmos ou mesmo deixar de nos relacionar com qualquer dessas pessoas com transtornos de personalidade, a autora nos mostra e até mesmo nos dá dicas de como conviver com cada um deles sem que haja atritos, pois eles não irão mudar e isso é fato.O melhor é nos adaptarmos e levar a convivência o mais fácil possível.
"Como lidar com quem apresenta traços evitativos? Fidelidade e carinho são as palavras de ordem,pois essas pessoas precisam se sentir valorizadas,principalmente em seu pequeno círculo social. Se você faz parte desse seleto grupo,aceite-as como elas são, sem tentar incentiva-las ostensivamente a deixar o casulo."
Antes da leitura desse livro, não havia identificado a maioria desses transtornos, e nunca achei que qualquer pessoa da minha convivência pudesse ser considerado "psicopata",pois sempre achei que  o termo "psicopata" fosse mais usado em pessoas que te manipulam,são frias e enganam os outros. Mas após a leitura pude ampliar não só o meu conhecimento, como também pude identificar alguns desses tipos no meu cotidiano e consegui aplicar algumas das dicas que a autora nos dá. Passei a sofrer menos com tipo narcisista por exemplo,pois esse  tipo era/é um dos que mais me irritam, e no nosso ambiente de trabalho sempre tem um assim.

Sou suspeita para indicar esse livro pois é um dos meus favoritos, mas se você tiver uma oportunidade, leia sim. Vai ser uma boa experiência.

Desafio - C. J. Redwine

27 de fevereiro de 2017

Autor: C. J. Redwine
Páginas: 364
Ano: 2012
Editora: Novo Conceito
Gênero: Distopia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 

Sinopse: No interior das muralhas de Baalboden, à sombra do brutal Comandante da cidade, Rachel Adamsguarda um segredo. Enquanto as outras garotas fazem vestidos e obedecem a seus Protetores, Rachel é capaz de sobreviver nas florestas e de manejar uma espada com destreza. Quando seu pai, Jared, é declarado morto em uma missão, o Comandante designa para Rachel um novo Protetor: Logan, o aprendiz de seu pai, o mesmo rapaz a quem Rachel declarou o seu amor há dois anos, e o mesmo que a rejeitou. Com nada além da forte convicção de que seu pai está vivo, Rachel decide fugir e encontrá-lo por conta própria. Mas uma traição contra o Comandante tem um preço alto, e o destino que a aguarda nas Terras Ermas pode destruí-la. Aos 19 anos, Logan McEntire possui várias faces. Órfão. Rebelde. Inventor. Aprendiz do principal mensageiro da cidade, Logan se concentra em aperfeiçoar seus conhecimentos para escapar da tirania de Baalboden. Mas seus planos não incluíam tornar-se responsável pela impulsiva filha do seu mentor. Logan está determinado a protegê-la, mas, quando seu plano de fuga fracassa e Rachel é obrigada a suportar as consequências, ele percebe que há mais sentimentos em jogo do que a simples decepção de Jared.  Enquanto Rachel e Logan lutam para atravessar as Terras Ermas, perseguidos por um monstro que ninguém pode matar e por um batalhão de assassinos com sede de sangue, eles descobrem o romance, a decepção e a verdade que pode desencadear uma guerra latente há vários anos e cada vez mais perto de explodir.

Alta Fidelidade - Nick Hornby

26 de fevereiro de 2017

Autor:Nick Hornby
Páginas:312
Ano:2013
Editora:Companhia das Letras
Gênero:Literatura pop, Contemporânea
Adicione: Skoob
Onde Comprar:Livraria Cultura
Nota:      
Sinopse: Rob é um sujeito perdido. Aos 35 anos, o rompimento com a namorada o leva a repensar todas as esferas da vida: relacionamento amoroso, profissão, amizades. Sua loja de discos está à beira da falência, seus únicos amigos são dois fanáticos por música que fogem de qualquer conversa adulta e, quanto ao amor, bem, Rob está no fundo do poço. Para encarar as dificuldades, ele vai se deixar guiar pelas músicas que deram sentido à sua vida e descobrir que a estagnação não o tornou um homem sem ambições. Seu interesse pela cultura pop é real, sua loja ainda é o trabalho dos sonhos e Laura talvez seja a única ex-namorada pela qual vale a pena lutar.

Eleanor & Park - Rainbow Rowell

25 de fevereiro de 2017

Autor: Rainbow Rowell
Páginas: 325
Ano: 2014
Editora: Novo Século
Gênero: Ficção Contemporânea
Adicione: Skoob
Onde Comprar:  AmericanasSaraiva, Submarino
Nota:         

Sinopse:Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e "grande" (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

As melhores histórias de Viagens no Tempo - Vários Autores

24 de fevereiro de 2017

Autor: Vários Autores
Páginas: 464
Ano: 2016
Editora: Jangada
Gênero: Ficção científica norte-americana
Adicione: Skoob
Onde Comprar: AmericanasSaraiva
Nota:                      
Livro Cedido Pela Editora
Sinopse: Dentre as temáticas do universo sci-fi, nenhuma delas é tão popular, envolvente e plural quanto as viagens no tempo. Esta coletânea reúne, em um único volume e pela primeira vez no Brasil, dezoito contos de alguns dos gigantes do universo sci-fi, abrangendo cinco décadas, de 1940 a 1990, e incluindo desde Um Som de Trovão, de Ray Bradbury, que inspirou o nome da famosa teoria do Efeito Borboleta, até Ursula K. LeGuin, em Outra História ou um Pescador do Mar Interior, ou mesmo uma ideia impensável, como no conto do premiado Jack Dann Inversão do Tempo, que propõe respostas surpreendentes para uma pergunta perturbadora: e se todos viajassem no tempo, menos você? 




Resenha: 

Esse livro reune diversos contos de vários autores consagrados de ficção científica. Alguns, poucos, eu conheço, bem como a Ursula K Le Guin, Arthur C. Clarke, Ray Bradbury, enfim entre tantos, só alguns mesmo.

Antes de começar os contos temos uma breve introdução de um dos organizadores do livro e que também são escritores de ficção científica.

Cada história é bem diferente, não só no tamanho, mas também se é no passado, no presente ou até no futuro...rsrsrs

Aqui vai o resumo dos contos que eu realmente gostei.

Ontem foi Segunda-feira:

Viajar no passado e descobrir que o passado não existe mais é um tema popular do gênero. "Ontem foi Segunda-feira", um de seus contos mais reimpressos, é também uma das primeiras histórias de viagem no tempo publicadas após a era pulp, onde a ênfase não indica tanto na ciência quanto na estranheza. Nela, o sentimento do surreal é captado com perfeição. O fato de o protagonista ser uma pessoa comum, e não um cientista ou inventor, que acorda em seu próprio passado constitui uma mescla inusitada de viagem no tempo e fantasia.

Estou com medo:

É um dos clássicos de Finney, a história de um homem comum (como em muitas de suas obras) às voltas com um episódio de terror espacial que o leva à única saída possível. Como em muita ficção especulativa da década de 1950, a ênfase não recai tanto em explicações técnicas ou teorias científicas quanto na evocação das atitudes e do cenário. Essa talvez seja a razão pela qual o silenciou clima de terror se entretece completamente com o tema da história: a saber, que não existe explicação para os acontecimentos descritos.

Um Som de Trovão:

Foi uma das primeiras histórias a extrapolar um evento do passado que muda o futuro de um modo inimaginável. Se uso da famosa borboleta tem um corolário na Teoria do Efeito Borboleta, postulada inicialmente em 1963 e aperfeiçoada em 1972, embora as asas de seu inseto tenham tido um efeito bem mais permanente no universo de sua histórias.

A Nave da Morte:

Um tema muito explorado nas histórias de viagens no tempo é o do protagonista que encontra a si mesmo no futuro ou no passado. "A Nave da Morte", de Matheson, leva a ideia um passo adiante, fazendo os heróis exploradores do espaço do conto se depararem com eles próprios num tempo futuro perigoso. Essa história foi um dos episódios da série televisiva original Twilight Zone, em 1963, com Jack Klugman e Ross Martin no papel de dois dos astronautas.

Rainbird:

É uma das primeiras histórias de R. A. Lafferty, mas já mostra as amplas influências que moldariam sua ficção futura. A ideia de voltar ao passado para "corrigir" enganos que seriam cometidos pela pessoa raramente foi explorada com tanta vivacidade e imagincação quanto na aventura de Rainbird e seu "retrogressor". Lafferty, é claro, também tece um comentário oblíquo sobre o que pode acontecer quando alguém decide mexer demais com o passado.

Projeto de Aniversário:

É uma das poucas histórias, nesta coletânea, que descrevem uma viagem ao futuro - viagem que, nas mãos de Joe Haldeman, se torna realmente fascinante. Como foi publicada em 1975, os acontecimentos então recentes da Coreia, Vietnã e anos seguintes desempenham um papel surpreendente no desenrolar da trama, embora a maior parte da ação ocorra um milhão de anos no futuro.

Outra História:

Que se passa no mundo de seu ciclo Hainish, é uma chave apropriada para fechar este livro, com a ideia de viagem no tempo veiculada por meio de um tema comum de Ursula K Le Guin, o do folclore local. Ela combina elementos do passado, do presente e do futuro numa visão homogênea que também, como muitas destas histórias fizeram, explora um sonho longamente acariciado pelos homens: a capacidade de voltar e corrigir os erros cometidos.

Esses foram os contos que gostei, que achei a história concisa e muito bom. Creio que para quem gosta de ficção científica vai amar muitos dos contos e sim eu recomendo muito. Cada história é única e passa o que cada autor que nos mostrar.

LANÇAMENTO - DARKLOVE - A Guerra que Salvou a Minha Vida

23 de fevereiro de 2017


Muitas guerras começam dentro de nós.

Este é um daqueles romances que você lê com um nó no peito, sorrisos no rosto e lágrimas nos olhos entre um parágrafo e outro. Uma obra sobre as muitas batalhas que precisamos vencer para conquistar um lugar no mundo.

Combinando a ternura de Em Algum Lugar Nas Estrelas, outro título da coleção DarkLove, com a realidade angustiante de O Diário de Anne Frank, A GUERRA QUE SALVOU A MINHA VIDA apresenta uma perspectiva da Segunda Guerra Mundial vista pelos olhos de uma menina que se transforma em refugiada no seu próprio país. Mais uma oportunidade perfeita para emocionar corações de todas as idades e relembrar os valores do companheirismo e da amizade em todos os momentos da nossa vida.


Autor: Kimberly Brubaker Bradley
Páginas: 240
Ano: 2017
Editora: DarkSide Books
Adicione: Skoob
Sinopse: Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando.
Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor.
Kimberly Brubaker Bradley consegue ir muito além do que se convencionou chamar “história de superação”. Seu livro é um registro emocional e historicamente preciso sobre a Segunda Guerra Mundial. E de como os grandes conflitos armados afetam a vida de milhões de inocentes, mesmo longe dos campos de batalha. No caso da pequena Ada, a guerra começou dentro de casa.
Essa é uma das belas surpresas do livro: mostrar a guerra pelos olhos de uma menina, e não pelo ponto de vista de um soldado, que enfrenta a fome e a necessidade de abandonar seu lar. Assim como a protagonista, milhares de crianças precisaram deixar a família em Londres na esperança de escapar dos horrores dos bombardeios.
Vencedor do Newbery Honor Award, primeiro lugar na lista do New York Times e adotado em diversas escolas nos Estados Unidos.

Dupla Face - Rodrigo Marques

Autor: Rodrigo Marques
Páginas: 127
Ano: 2015
Editora: Autografia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Autografia
Nota:                      
Sinopse: Daiana conhece Zinho, o novo amigo de seu irmão, e acaba se envolvendo bem mais que esperava e passa a ficar intrigada com o seu jeito misterioso. Embora não soubesse nada da vida do rapaz, sente-se despertada para uma paixão maior do que seu temor das reais intenções dele. Zinho agita a vida rotineira de Daiana, virando tudo ao avesso. A dúvida sobre o caráter dele a faz se sentir culpada por estar tão atraída. A recatada menina tenta decifrá-lo enquanto problemas familiares, até então adormecidos, são despertados.

Sorteio: Eu Pratico Livroterapia em Março

22 de fevereiro de 2017



Um kit completinho para cada ganhador!!!!

  • 1º lugar, Kit 1: Trilogia do Mago Negro
  • 2º lugar, Kit 2: Os 3 primeiros livros da série Perdida

Para isso, basta  seguir as regrinhas a seguir e ficar de olho!

O sorteio será realizado no dia 22 de março de 2017!


Ter endereço Nacional;
Cumprir todas as regras;
O prazo para envio é de 30 dias a partir da data do sorteio

Nova Parceria do Blog: Autora Bruna Starke

Bruna Starke
Escritora de nascença, sempre foi fascinada pelos romances. Começou a escrever fanfics em 2007 e não demorou muito para começar a produzir seus originais. Somente em 2016 publicou seu primeiro livro em uma plataforma gratuita de livros e um ano depois seu livro já estava publicado na Amazon.

"Escrevo desde sempre. Sou fascinada por romances e cada personagem é reflexo de como enxergo a vida, cada um deles tem um pouco do que sinto em relação a ela. Meu primeiro romance publicado foi como uma vitória depois de muitos anos escrevendo fanfics, aprendi muito e tive a oportunidade de melhorar minha escrita, mas a hora de trabalhar em uma obra 100% de minha autoria chegou e desde então só tenho a agradecer por minhas leitoras e meus leitores maravilhosos que embarcam na vida de personagens que tenho como filhos que vejo crescer cada dia mais." - Bruna Starke





Autor: Bruna Starke
Páginas: 340
Ano: 2017
Editora: Amazon
Gênero: Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Sinopse: Em uma época em que a sociedade dita as regras suas vontades não valem de nada quando se nasce mulher, ainda mais no Reino de Alaonor onde o matrimônio é sinônimo de salvação.
Alice nunca aceitou as imposições de seu tempo e mesmo com as tentativas de seu pai em encontrar um marido para sua única filha, ela sempre encontrou um modo de afugentá-los. Pelo menos até o dia que conhece Felipe.
A aversão é o primeiro sentimento que ela tem pelo Príncipe de seu Reino, onde sua fama é de ser irresponsável e egoísta, mas o destino faz com que ela descubra que as aparências nem sempre condizem com o que realmente se passa no coração de cada um.


Hunter - Kate Willians

Autor: Kate Willians
Páginas: 200
Ano: 2016
Editora: Coerência
Gênero: Fantasia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Saraiva
Livro Cedido pela Autora para resenha
Nota:             
Sinopse:
Não existem heróis, tampouco vilões. Por trás de atos raivosos e atrocidades tenebrosas, há sempre uma verdade triste. Ninguém consegue mascarar a maldade que há dentro de si, por muito tempo. Hunter, O caçador de monstros, conta a história de Nicholas Blanco – um adolescente comum, com objetivos comuns e aparência mais comum ainda – que se depara com uma verdade surpreendente sobre seu passado e a confirmação que pode ser e fazer muito mais do que o que sempre imaginou para o seu futuro. Conta também a história de Ramon Blake, um jovem caçador no passado, que teve o amor de sua vida brutalmente arrancado de si e se deixou dominar pela dor e pelo ódio. Essa é uma história sobre caçadores que descobrem ser tão ou mais horríveis que as próprias criaturas que caçam.

O Rei do Inverno (As Crônicas de Artur - Volume 1) - Bernard Cornwell

21 de fevereiro de 2017

Autor: Bernard Cornwell
Páginas: 564
Ano: 2001
Editora: Grupo Editorial Record
Gênero: Romance histórico
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:   
Sinopse: O Rei do Inverno conta a mais fiel história de Artur narrada até hoje. A partir de novos fatos e descobertas arqueológicas, este romance retrata o maior de todos os heróis como um poderoso guerreiro que luta contra os saxões para manter unida a Britânia, no século V, após a saída dos romanos. Um general poderoso que, durante sua vida, jamais reinou. Só foi coroado muitos anos após sua morte, depois que sua história foi contada e reinventada por menestréis e escritores ao longo dos últimos 15 séculos. Neste livro de Cornwell, o leitor irá descobrir um novo Artur e muitos detalhes absolutamente novos sobre sua época e os personagens mais marcantes em sua vida, como Merlin, Guinevere, Lancelot e Morgana. Um clássico moderno inspirado em uma das maiores histórias já escritas.
Resenha:
O que seria melhor, ir pelos flancos ou surpreender pela dianteira? Casamentos arranjados compram a paz? Até onde a vingança te guia? Se todas essas perguntas te intrigarem você pode sentar e ouvir a história que Derfel vai te contar e quem sabe encontra algumas respostas. Ele é um velho monge que, a de Igraine, escreve suas memórias da vida do grande Rei Artur para eternizá-las e passá-las à todas as gerações. Ele narra sua visão do mundo e a partir dela enxergamos um lado diferente da lenda do cavaleiro da Távola Redonda que já nos foi contada tantas vezes e com tantas cores diferentes.

O Grande Rei Uther Pendragon estava doente e seu único herdeiro, Mordred, havia morrido em batalha. Seu filho bastardo, chefe dos cavaleiros (no caso o Artur mesmo), foi banido como culpado da morte do irmão e sua filha Morgana jamais poderia assumir a posição de líder da Bretanha. Encurralado nessa situação, Uther aposta na gravidez de sua nora para lhe dar o conforto que seu coração velho e preocupado precisa. Mas o pequeno herdeiro do Grande Rei nasce aleijado e lança um mau presságio em toda a Casa Pendragon. Para mantê-lo seguro ele e sua mãe são mandados até Avalon para ficarem sob os cuidados de Morgana (Merlin estava sumido) até que fosse possível retornar. Vale lembrar que a história do Rei Artur, independente da versão, envolve uma boa briga com os saxões e possíveis mortes de bastante gente então toda a bretanha estava em constante ameaça de guerra.

Lá em Avalon, começamos a nos envolver com nosso pequeno Derfel e descobrimos como ele se viu preso bem no meio da dramática e agitada vida da realeza de Caer Cadarn (ou Camelot, como você preferir chamar). Com o passar do tempo e alguns acontecimentos depois, Derfel e sua melhor amiga Nimue, a aprendiz e amante de Merlin, vão para Caer Cadarn acompanhando Morgana para viver no palácio com o pequeno Mordred. Com a morte de Uhter, o pequeno se torna rei e é designado a quatro guardiões que irão protegê-lo dos perigos externos e internos, vindos da própria regência de seu reino. A situação estava delicada, mas para os inimigos não há melhor oportunidade para um ataque e tudo que o reinado de Mordred não tem é sossego. Os saxões se aliam a alguém inesperado e a guerra começa.

Em meio a todo esse cenário, acompanhamos de perto a luta do paganismo contra o domínio católico que tomava a Grã-Bretanha. Os druidas e feiticeiros ainda eram considerados por muitos como os detentores da sabedoria e comunicação com os deuses, mas pelo descrédito de outros foram enfraquecidos e desrespeitados. Merlin era o único que ainda tinha uma posição de confiança e por isso depositaram nele todas as esperanças de um tempo de paz, já que ele sabia a forma mágica e misteriosa de satisfazer as vontades dos deuses. Porém, Merlin estava desaparecido e isso faz com que Artur, que sempre fora muito querido dele, precise tentar de tudo para trazê-lo de volta.

É aí que entra Nimue, a garota tocada pela magia. Ela e Derfel tem uma relação muito profunda e são ligados pelo sangue (literalmente, eles fizeram um pacto), de modo que ele é um elemento importante para a vida dela e vive versa. Mas Nimue, apesar de todo seu poder e sabedoria, encontra algumas montanhas em seu caminho e sofre abusos e reprimendas que deixam nela cicatrizes irreparáveis. Cega pela fúria, ela busca todos os meios entre a terra e o céu para acabar com os inimigos que a fizeram sofrer tanto e de quebra dá uma ajudinha para Artur na sua infindável luta contra os saxões. Apesar de todo seu sofrimento, ela é um grande exemplo de poder e determinação feminina.

Já Morgana, infelizmente, não tem um papel de destaque na narrativa. Ela é caracterizada como uma sábia mulher, conhecedora dos ritos e tradições antigas, mas pela pouca proximidade com as tarefas de Derfel não tem muita participação. Mas isso não quer dizer que ela não seja a personagem forte que todos respeitamos. Na história de Bernard Cornwell, Morgana sofreu um acidente quando criança e teve uma parte do seu corpo queimado pelo fogo que a atingiu. Por isso, ela usa uma máscara de ouro que cobre suas cicatrizes e aprendeu desde cedo a vencer a dor de cabeça erguida. Segundo Derfel, muitas pessoas especulavam o que tinha por baixo da máscara e esse era um dos muitos motivos que faziam de Morgana uma mulher muito temida e respeitada, afinal cicatrizes eram vistas como marcas do demônio.

O papel das mulheres é um pouco secundário, porque o autor evidencia o lado político da história e nessa parte as mulheres não tinham voz. Elas não demonstram força nem autonomia e a grande maioria só consegue exercer um pouco de influência quando usa de seus poderes da sedução. Apenas com as mulheres de Avalon que a situação era de menos subordinação, afinal elas tinham um ar de autoridade que eram poucos os capazes de desafiá-las.

Ao contrário de As Brumas de Avalon (se você perdeu corre aqui), O Rei do Inverno é um livro com os pés muito mais no chão do que nas nuvens. Por Bernard Cornwell ser um historiador ele tem um compromisso muito maior com descrever os acontecimentos compatíveis com a realidade da época e com os fragmentos da lenda encontrados por ele em sua pesquisa. Portanto, seu universo é mais político, cético e aborda características da história de modo mais real e concreto. É um livro denso e minucioso, aprofundado nos conflitos ideológicos e internos e traz páginas e mais páginas de discussões sobre táticas de guerra e políticas de reinado. Ele explica tão bem as estratégias utilizadas que chega a ser quase uma narração técnica. Além disso, as lutas tem um destaque crucial na narrativa, para ilustrar a situação de guerra a qual estavam todos enfrentavam. É nessa hora que a magia faz falta, para suavizar a história e dar um toque de mistério nas conquistas e nas derrotas.

Mas eu falei, falei, falei e no fim das contas não disse nada sobre Artur não é?! O que acontece é que esse primeiro livro contextualiza a situação em que a Grã-Bretanha estava e narra os acontecimentos antes de Artur se tornar rei (se é que nessa versão ele irá se tornar). Ele, como um dos guardiões de Mordred, precisa proteger o menino e tomar algumas decisões no seu lugar e como Derfel o venera ele fala muito sobre a personalidade e os feitos de Artur. Assim, conseguimos ver sua luta contra seus princípios de ética e perdão para conseguir sair vitorioso de uma luta que a muito já parecia perdida. Sua honra é testada a todo momento e ele conhece o sacrifício pessoal que um governante precisa fazer diariamente em favor da boa condução de seu povo. O fim desse capítulo conclui o conflito apresentado, mas só abre mais portas para o desenvolvimento da história dessa cavaleiro que tanto me fascina. Pelo que já li da sinopse do próximo (Inimigo de Deus), ganhamos um pouco mais da companhia do querido Artur e estou esperando ansiosamente por isso. Acho que já deu pra perceber como sou fã dele, não é mesmo.

Sorteio Literário de Carnaval

20 de fevereiro de 2017

Sorteio de Carnaval TODOS
Olha o Carnaval aí gente!!
Como não podíamos deixar passar em branco, unimos 27 blogs para o desfilar no Sorteio Literário de Carnaval! Vamos rechear a estante de livros nesse carnaval!
Não perca tempo e participe do sorteio. São vários livros divididos em 3 kits, com 3 ganhadores por kit. Encontre o seu preferido e participe! Ou participe de todos, aqui pode!

Prometida - Uma Longa Jornada Para Casa - Carina Rissi

Autor: Carina Rissi
Páginas: 476
Ano: 2016
Editora: Verus
Gênero: Chick-lit, Literatura Brasileira, Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon, Americanas, Saraiva, Submarino
Nota:    
Sinopse: Elisa Clarke anda um pouco entediada. Seus dias parecem iguais e os bailes há muito deixaram de trazer algum prazer a ela. Não que seja uma surpresa, pois sempre que ela está presente os eventos se tornam um desastre! E é injusto, já que ela foi uma boa moça a vida toda. Nascida em uma das famílias mais influentes, a jovem aprendeu desde pequena a respeitar as normas sociais e se manter longe de escândalos. Na única vez em que ignorou uma dessas regras acabou noiva. E foi apenas um beijo, ora bolas!
Um beijo com o qual Elisa fantasiou desde que conheceu e se apaixonou irrevogavelmente pelo belo e gentil jovem médico e que, como acontece nos contos de fadas, mudou sua vida para sempre. Mas não da maneira que ela esperava. Como consequência, agora está prometida a alguém que a despreza tanto que preferiu viver em outro continente. Tudo o que ela deseja é que as coisas permaneçam assim.
Mas Elisa não sabe que seu noivo está a caminho do Brasil, e ela terá de enfrentar o homem cujo coração um dia se viu forçada a partir.
Destinados a ficar juntos, mas separados por seus corações, eles se envolverão em uma sinuosa dança marcada por segredos, mágoas do passado, intrigas e uma arrebatadora paixão que colocará em perigo não apenas seus sentimentos, mas a vida de ambos.
Resenha: Enfim, eu li!!!!

Estava tão ansiosa pela leitura que li, ou melhor, devorei em menos de dois dias!

Bom, esse é o quarto livro da série da autora Carina Rissi e preciso dizer que não decepciona! Andei lendo umas resenhas negativas por aí, o que meio que me deixou receosa quanto à leitura, mas devo dizer que discordo completamente das tais resenhas, felizmente!

No livro anterior, Destinado (resenha aqui), Ian vai para o futuro atrás de Elisa e a história se desenvolve em torno dele e de Sofia, assim como nos livros anteriores: Perdida (resenha) e Encontrada (resenha). Agora o que acontece é que a história que conhecemos é a de Elisa! E sabemos as consequências da viagem que ela fez no tempo, como ela encarou isso e o que acarretou no seu relacionamento com Lucas, já que o rapaz, no final de Destinado, cura Sofia com um remédio que viera do futuro sem saber de onde veio e, como médico, se vê "obrigado" a descobrir que remédio é esse e como conseguir mais.

Então começamos Prometida com Elisa e Lucas presos a um noivado por conveniências, já que ela inventa um suposto amor a fim de afastar o médico da sua vida, supondo assim que poderá proteger sua cunhada, já que se alguém descobrir seus segredos, ela pode ser acusada de bruxaria e a curiosidade de Lucas pode ser destruidora!

Pensando que afastar o rapaz é mais fácil do que falar a verdade, Elisa o faz...e como está enganada! Ele, por honra, assume o noivado. Ela, por teimosia, o mantém.

Estão noivos e Lucas parte para a Europa a fim de aprimorar seus estudos, deixando sua noiva no Brasil. O povo fala, e não é pouco, mas a menina pensa que se é esse o preço que ela tem a pagar para proteger Sofia, que seja. Mas Lucas volta! Disposto a terminar sua "vingança": casar-se com Elisa e deixá-la no Brasil um mês depois, o que, claro, não acontece e o que um dia existiu entre eles, agora, será testado e retestado e os dois deverão passar por poucas e boas até descobrir enfim, o que sentem um pelo outro e desvendar as mentiras e tramoias que um fez a fim de afastar o outro.

Lendo a obra eu meio que entendi o que o pessoal reclamou. Eu li esperando todo aquele humor à lá Sofia, e claro, Não há! E se fosse diferente sim que não teria sentido já que Sofia saiu daqui, do nosso tempo e foi parar mais de 200 anos atrás. Elisa, apesar de ter seus momentos engraçados com Lucas, é mais séria, mas recatada e inocente e ao meu ver, foi o que deu todo o encanto à leitura.

As brigas do casal são um show, adorei. Ler um casal que sabemos se amar loucamente brigando é sempre divertido quando sabemos que no final tudo vai dar certo e com esses dois não foi diferente...A forma com que vimos o amor deles desabrochar nos livros anteriores, para "morrer" nesse e enfim desabrochar com força total foi incrível e eu só posso ter elogios à leitura que por sinal está mais que super recomendada!!!!!!



Luz Câmera, Ação!!! Operações Especiais

19 de fevereiro de 2017

Diretor ou produtor: Tomás Portella
Ano (filmes): 2015
Gênero: Drama, Ação, Crime
Elenco: Cléo Pires, Fabrício Boliveira, Thiago Martins, Marcos Caruso, Fabiula Nascimento e Fábio Lago.
Nota:     
Sinopse: Rio de Janeiro, 2010. Formada em turismo e trabalhando como atendente em um hotel, Francis (Cléo Pires) se anima com a possibilidade de entrar para a polícia civil. Ela presta o concurso e, após ser aprovada, passa a frequentar o curso de habilitação para policial. Trata-se do mesmo período em que ocorreu a invasão no Complexo do Alemão, com traficantes de vários morros cariocas fugindo para cidades periféricas. É o que acontece em São Judas do Livramento, cidade no interior do estado do Rio de Janeiro, que passa a lidar com uma onda de crimes sem precedentes. Para combatê-los é enviada a unidade liderada pelo incorruptível delegado Paulo Froes (Marcos Caruso), que conta com a presença da ainda iniciante Francis. No batalhão ela precisa lidar com a desconfiança dos demais policiais, especialmente Roni (Thiago Martins), e também com as dificuldades da profissão, dos perigos inerentes ao ofício até a corrupção existente ao seu redor.

O Demonologista - Andrew Pyper

18 de fevereiro de 2017

Autor: Andrew Pyper
Páginas: 320
Ano: 2015
Editora: DarkSide Books
Gênero:  Suspense/horror
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon, Americanas, Submarino
Nota:       

Sinopse: Basta ler para crer “A maior astúcia do Diabo é nos convencer de que ele não existe”, escreveu o poeta francês Charles Baudelaire. Já a grande astúcia de Andrew Pyper, autor de O Demonologista (DarkSide Books, 2015), é fazer até o mais cético dos leitores duvidar de suas certezas. E, se possível, evitar caminhos mal-iluminados. O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo – principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico. Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas um boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma. Enquanto corre contra o tempo, David precisa decifrar pistas escondidas no clássico Paraíso Perdido, e usar tudo o que aprendeu para enfrentar O Inominável e salvar sua filha do Inferno. Este é um daqueles livros que você não consegue largar até acabar a última página, ainda que vá precisar de muita coragem para seguir em frente. O Demonologista ganhou o Prêmio de Melhor Romance do International Thriller Writers Award (2014), concorrendo com autores como Stephen King. Entrou em diversas listas de melhores livros de 2013, foi finalista do Shirley Jackson Award (2013) e do Sunburst Award (2014), chegou ao topo da lista dos mais vendidos do jornal canadense Globe and Mail e foi publicado em mais de uma dezena de países. O Demonologista chega agora aos leitores brasileiros numa luxuosa edição em capa dura como só a DarkSide Books sabe fazer. Leia O Demonologista antes de ele chegar ao cinema, nas mãos de Robert Zemeckis, diretor de Forrest Gump (1994) e da trilogia De Volta Para o Futuro (1985-1990). ANDREW PYPER (1968) é o premiado autor de seis romances, entre eles Lost Girls (1999), vencedor do Arthur Ellis Award, selecionado pelo New York Times como um dos livros do ano, e best-seller nas listas do New York Times e do Times (Inglaterra). Seu livro The Killing Circle (2008) foi eleito o melhor romance policial do ano pelo New York Times. Três romances de Pyper, incluindo O Demonologista, estão sendo adaptados para o cinema. E ainda assim, seus livros continuavam inéditos em nosso país. Claro que tinha que ser a DarkSide Books para trazer esse mestre moderno do terror e suspense para o Brasil.

Um Dia de Sol - I. C. Góes

17 de fevereiro de 2017

Autor: I. C. Góes
Páginas: 119
Ano: 2016
Editora: Independente
Gênero: Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: Um romance inesperado, um amor que se solidifica ao longo do tempo.
Anna é uma mulher madura, com uma carreira estável e a vida já resolvida. Júlio é um jovem que está descobrindo o mundo, aprendendo sobre o amor e a vida, mas que sabe o que quer: o que ele quer é Anna, a mulher que ele ama desde novo.
Será possível que a diferença de idade se torne um empecilho para que um amor de verão se torne duradouro?


Ligeiramente Casados (Os Bedwyns, 1) - Mary Balogh

16 de fevereiro de 2017

Autor: Mary Balogh
Páginas: 288
Ano: 2014
Editora: Arqueiro
Gênero: Ficção, Literatura Estrangeira, Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:     
Sinopse: À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse "Custe o que custar!". Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.
Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias.
Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.
Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...
Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página.

Meshugá - Um Romance Sobre a Loucura - Jacques Fux

15 de fevereiro de 2017

Autor: Jacques Fux 
Páginas: 195
Ano: 2016
Editora: José Olympio
Gênero: Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Saraiva
Livro Cedido Pela Editora Para Resenha
Nota:      
Sinopse: Um intenso e profundo mosaico de histórias sobre o povo judeu e a ideia de loucura frequentemente relacionada a ele. Recheadas de humor e ironia, a compilação de novelas mescla histórias reais com muitas pitadas de ficção. O cineasta Wood Allen e a enteada, a filósofa Sarah Kofman e o enxadrista Bobby Fischer são alguns dos personagens que passeiam por estas páginas. Meshugá, além de envolver alguns temas clássicos (neurose, hipocondria, mães invasivas e superprotetoras etc.), desvela os mistérios da insanidade, do auto-ódio, do olhar perverso do outro e do erotismo tão característicos da produção intelectual desses judeus geniais.