Resenha: Despedaçada (Trilogia Reiniciados 3) -Teri Terry

Autor: Teri Terry
Páginas: 400
Ano: 2014
Editora: Farol Literário
Adicione: Skoob

Sinopse: Kyla foi Reiniciada: sua memória foi apagada pelo Opressivo governo dos Lordeiros. Mas, quando lembranças proibidas de um passado violento começam a aparecer, surgem também dúvidas: ela pode confiar naqueles que passou a amar, como Ben? As autoridades querem a morte de Kyla. Com a ajuda de amigos no DEA, ela vai a fundo, sondando seu passado e fugindo. A verdade que ela busca desesperadamente, no entanto, é mais surpreendente do que ela poderia imaginar. Ao final do terceiro volume desta aclamada série, os mais profundos e imprevisíveis segredos serão revelados.


Resenha: Neste último livro da trilogia, (leia as resenhas anteriores aqui), Kyla novamente tem que se tornar outra pessoa, mudar de nome. São tantos nomes e vidas diferentes que podemos perceber como ela está perdida, sem saber mais quem é. Sua única esperança é encontrar a mãe biológica, Stella, de quem não se lembra, e resgatar sua infância perdida, na expectativa de se encontrar.
Stella dirige uma pensão para jovens e, por ser menor de 21 anos, Kyla precisará ficar lá. Com o passar dos dias, ela percebe que sua mãe é uma pessoa perturbada e controladora, devido ao fato de tê-la perdido. Por isto ela impõe às meninas, sob seus cuidados, regras rígidas, com o intuito de não perder mais ninguém, fazendo com que Kyla perceba o quanto seu desaparecimento a afetou.

Kyla imaginava que teria suas duvidas sanadas pela mãe, porém, mais segredos são revelados, colocando em dúvida quem ela realmente é. 
"Então, estou de volta ao início. Como se tivesse sido Reiniciada novamente. Para não saber quem eu sou. Sem saber quem são meus pais e de onde venho. Não há nem mesmo um nome que seja realmente meu."
Ela faz novas amizades, mas a sua rotina e planos de ter uma vida normal, são atrapalhados pela descoberta de que sua avó é a líder dos Lordeiros, e sua mãe tem medo dela. Além disso, fica chocada ao encontrar um orfanato onde crianças com idades de 4 a 10 anos estão sendo reiniciadas. Para complicar ainda mais a sua vida, já tão atribulada, Nico aparece no abrigo atrás dela.
"Ele faz uma pausa, vira a cabeça, olha para a escuridão, e eu estremeço, convencida de que ele pode sentir minha presença, de que seus olhos azul-claros podem de alguma forma penetrar a noite e ver onde estou escondida."
Foge com a ajuda de Aiden, e acaba encontrando Ben, a quem nunca conseguiu esquecer. Ela se sente culpada pelo que aconteceu com ele e sua família, e isto a impede de seguir em frente ou até mesmo de perceber outros sentimentos que estão despertando dentro dela.
O livro gira em torno das descobertas de Kyla sobre seu passado, e como ele influenciou na formação da pessoa que se tornou.
Com muita ação e suspense nos traz um final arrebatador e surpreendente.

Estava muito ansiosa por ler o ultimo livro da série e não me decepcionei.
Terry conseguiu transmitir toda essa confusão sentida por Kyla, fiquei com vontade de ajudá-la em sua busca. Ao final do livro, a descoberta de si mesma se deu através do despedaçamento de sua infância, de todas as mentiras e da traição da pessoa na qual ela confiava e amava.
Confesso que a primeira parte do livro é um pouco monótona, sendo basicamente sobre as lembranças dela, ou melhor, a busca por elas.
Porém a autora me recompensou com muita ação, adrenalina, e lágrimas no final. Foram  surpresas atrás de surpresas, de tal forma que me senti atordoada com tantas revelações e muito satisfeita com o desfecho escolhido.
Gostei muito da mudança de postura de Kyla, que nos dois primeiros livros, ficava meio que em cima do muro no que se referia à situação política com os Lordeiros. Neste livro, ela sente a necessidade de fazer algo, de reescrever a história.
"— A cada dia que passa, percebo mais e mais que há momentos em que, não importa o risco, alguma coisa precisa ser feita. Algumas coisas devem ser ditas. Este é um desses momentos?

Ninguém nunca diz nada. Não é esse o maior problema de todos? Se todos nos uníssemos (as pessoas por todo o país) e disséssemos “Pare, já chega!” Toda vez que algo acontecesse isso não acabaria? Estou começando a falar como Aiden."
Como nos livros anteriores, o romance é um pano de fundo, porém desta vez, ele se apresenta de uma forma inesperada.
Adorei cada capítulo, e confesso que ficarei com saudades de Kyla, e não me importaria se tivesse um quarto livro!

Nenhum comentário

Postar um comentário