Resenha: Não Olhe! - FML Pepper


Autor: FML Pepper
Páginas: 350
Ano: 2015
Editora: Valentina
Adicione: Skoob
 
Sinopse: Zyrk pode estar com as horas contadas: a híbrida acabou de cruzar o portal e o frágil equilíbrio entre os quatro clãs encontra-se definitivamente ameaçado. Há milênios forças ocultas espreitam, aguardando apenas o momento de emergir das sombras e mostrar seu poder.
Fugir e sobreviver. Aceitar e lutar. Há muitos caminhos, mas qual deles seguir se a Morte possui várias faces?
Nina acorda entre a vida e a morte na terceira dimensão, levada para a sombria Thron. Richard, o nada confiável resgatador de apaixonantes olhos azul-turquesa, luta contra sua própria natureza. Cruel e sanguinário, Rick está confuso e cada vez mais cercado por seus inimigos.
Mesmo o melhor dos guerreiros, o mais temido e destemido, está protegido da força de um grande amor?
Ele e a híbrida viajarão por toda Zyrk, e ela irá se deparar com um universo fantástico, um mundo violento, o plano da Morte. Lutando para se libertar de seus medos e determinada a encontrar seu caminho e sua identidade, Nina embarcará em uma jornada de descobertas arrasadoras, um percurso sem volta.
Mas a garota das pupilas verticais descobrirá que as vontades do coração podem ser mais traiçoeiras que lendas ou maldições.
Resenha:

Já contei que fui completamente conquistada pela Trilogia Não Pare! né???? A Resenha do primeiro livro está aqui.

É, na minha opinião a melhor história no gênero que li até hoje! Quer dizer, é....ou era...já nem sei mais porque a sequência é simplesmente formidável.

Pois bem, hoje vou falar sobre a essa sequência. Acontece que a autora conseguiu superar toda e qualquer expectativa que eu pudesse ter criado.


Infelizmente para quem não gosta, por enquanto existe somente em formato digital (ebook pela Amazon), mas será lançado no formato físico pela editora Valentina no começo de setembro.

O que eu faço agora? O príncipe encantado lindo, maravilhoso, e gentil não vale nada! O badboy, cheio de cicatrizes, mau humorado....é o príncipe encantado da Nina (hãn!!!!).

Claro que ele sabe muito bem esconder sua verdadeira natureza, e quase me enlouqueceu com sua "bipolaridade". Mas o que fazer se a criatura não sabe amar? Sim, essa é a maldição que eu  não quis contar na Resenha de Não Pare! O povo de Richard foi amaldiçoado, lembram? pois é...não podem amar!

Gente, como isso? O que raios ele quer com a Nina então??? Não pode ser só para cumprir ordens! Aliás, ordens de quem? Cada vez esse menino está de um lado! Sim, ele "troca" de lados tantas vezes que chega me dar vontade de entrar no livro e dar uns tapas nele! Mas ele precisa fazer isso porque.....ah gente porque precisa né! Leiam o livro por favor.

Bom, o fato é que o cara se mostra um grande estrategista, extremamente inteligente e pasmem, para alguém que não pode amar, ele cuida e protege a Nina com um altruísmo que não condiz com a tal maldição.

Nina agora sabe que é uma híbrida, metade humana e metade zirquiniana e possui o poder de trazer sensações aos zirquinianos, sensações que são desejadas imensamente por eles, por isso ela foi alvo de muitos resgatadores, teve sua vida poupada por Richard e agora não sabe em quem confiar.

Agora Nina está na segunda dimensão. Precisa lidar com a sua mãe morta. precisa lidar com toda a maluquice que Richard impõe a ela. e precisa lidar com John, outro resgatador que a ajuda, para quem ela foi vendida pelo garoto que ama. E que começa a nutrir algum sentimento por ela, se é que isso é possível! A maldição...lembram?
"Você é o fogo que me mata e me dá forças para reerguer todos os dias, Nina. Estou descontrolado e minhas ações perderam o sentido. Eu penso em você dia e noite, Tesouro. Tudo que digo é verdade. Por favor, acredite."
Ao chegar na segunda dimensão, ela é levada para o clã de Richard, conhece Shakur, o pai do seu (ex) princípe encantado, Collin. Este a quer de qualquer jeito, e claro que o pai faz sua vontade... e pronto...Mais uma vez Richard a protege quando ela está encrencada. Ele  toma para si uma responsabilidade que o fará amargar, e agora o cara não tem lado, não tem clã, não tem nada e como se não bastasse, não tem Nina (ele a vendeu, lembram).

Nina é a mocinha chorona, reclamona e sofredora clássica, mas ao longo da narrativa ela meio que "acorda" e vê que a choradeira não vai adiantar. Seu pai Zirquiniano  está morto e agora ela entende os motivos dos segredos da mãe e entende que aqueles olhos diferentes, são olhos Zirquinianos! Ela não tem mais nenhum parente vivo. Não tem???? Ela deve pertencer a algum lugar não é gente? o problema é que em um povo que é negado o amor, como ter sentimentos  de família?

E ela tem Richard, ela tem????
"Quem era Richard afinal? O vilão com doses de bondade ou o mocinho com nuance de crueldade?
O que havia por trás de sua fisionomia atormentada, suas ações desencontradas e seus sentimentos dúbios?  Por mais que tentasse decifrá-lo, cada vez me sentia mais perdida e presa aos seus encantos."
Enfim, está difícil para mim falar aqui sem dar spoiler! Só vou dizer mais uma coisa....Ela tem a oportunidade de ir embora e acabar com tudo!!!! E o que ela faz???? Ah.... o que a Nina faz é sempre uma surpresa! Assim como seus motivos são sempre surpreendentes.

Minha opinião:

            Richard, mesmo instável é meu personagem favorito, ele me irrita, me faz rir, me faz ficar com raiva.
            O que acontece é que ele não sabe lidar com sentimentos que foram negados ao seu povo. Ele não poderia e não deveria ter tais sentimentos. Richard consegue ser o mocinho e o vilão malvado ao mesmo tempo, doce e rude...

            Deixa eu contar uma coisa que lembrei agora: tem uma cena envolvendo banhos e alguns animais juntamente com Nina e Richard que foi uma das minhas passagens preferidas! *--* Lembrem de mim e minhas risadas quando chegar lá!!!!

            Nina, apesar de as vezes me lembrar um saco de batatas sendo carregado pra lá e pra cá é forte e sabe aceitar seu destino. Ela encara os desafios de cabeça erguida, e isso me encantou nela. As "epifanias" dela são emocionantes!!!!
            Surgem outros personagens para ajudar Nina e atrapalhar Richard, trazendo consigo novos sentimentos que deveriam ser desconhecidos.
"Eu sofri pela primeira vez e foi você que me presenteou  com algo que eu julgava intangível e inimaginável: sentir! Eu passei a viver, Nina. Antes de te conhecer, eu apenas existia, mas não vivia. "
            Uma trama eletrizante e de tirar o fôlego! A cada página, uma surpresa, a cada personagem uma nova armadilha, a cada armadilha um novo sentimento, a cada sentimento outra armadilha!!!! 

 










2 comentários

  1. Uauuuuuuuuu, Denise!!!
    Que resenha lindaaaaaaaa!!!
    Nossa! Fiquei mega honrada, feliz e encantada com suas palavras tão emocionadas e PERFEITAS!
    Muito obrigada pelo carinho e entusiasmo!
    Espero de coração que NÃO FUJA! possa surpreendê-la ainda mais.
    Milhões de beijocas,
    Pepper

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Pepper!
      Que bom que gostou!

      Amei receber tua visita! Estou apaixonada por Não Fuja!!!!

      bjs....

      Excluir